Métodos ágeis

Novembro 2017

O que são os métodos ágeis

Os métodos ágeis (AG - Agile Modeling) visam reduzir o ciclo de vida do software (e, por conseguinte, acelerar o seu desenvolvimento), desenvolvendo uma versão mínima e, em seguida, integrando as funcionalidades por um processo interativo para atender as necessidades do cliente e controlar todo o ciclo de desenvolvimento.

A origem dos métodos ágeis está ligada à instabilidade do ambiente tecnológico e ao fato do cliente ser incapaz de definir as suas próprias necessidades no início do projeto. O termo ágil se refere à capacidade de adaptação às mudanças do contexto e às modificações de especificações que atuam durante o processo de desenvolvimento.

Os princípios do Manifesto para Desenvolvimento Ágil de Software

Em 2001, um grupo de 17 pessoas, redigiu o Manifesto para Desenvolvimento Ágil de Software no qual expressaram os seguintes pontos principais: indivíduos e interações em vez de processos e instrumentos; desenvolvimento de software em vez de documentação exaustiva; colaboração com o cliente em vez de negociação contratual; abertura à mudança em vez de planos rígidos.

Graças a esses métodos, o cliente controla o seu projeto e consegue implementar o software mais rapidamente. Desta forma, o usuários poderá se participar das decisões desde a concepção do projeto.

Quais são os tipos de metodologias ágeis de projetos

RAD: Desenvolvimento Rápido de Aplicativos

O RAD (Rapid Application Development), definido por James Martin no início dos anos 1980, consiste num ciclo de desenvolvimento curto baseado em três fases: requisitos, design e construção. Seu prazo de entrega ideal é de 90 a 120 dias.

DSDM: Método Dinâmico de Desenvolvimento do Sistema

O método DSDM (Dynamic Software Development Method) foi desenvolvido para completar o que faltava no método RAD, oferecendo estrutura que considera o ciclo de desenvolvimento completo. Suas características principais são participação do usuário, desenvolvimento iterativo e incremental, frequência de entrega melhorada, integração de testes em cada etapa e aceitação dos produtos entregues, que vai depender diretamente do cumprimento dos requisitos.

UP: Processo Unificado

O método UP (Unified Process) é um processo de desenvolvimento iterativo e incremental. Isso significa que o projeto é dividido em fases mais curtas e uma nova versão incrementada é entregue ao final de cada uma delas. Essa abordagem é baseada no modelo UML (linguagem padrão para montagem da estrutura de projetos de software) para descrever a arquitetura do software (funcional, de aplicação e física). Esse modelo descreve as necessidades e as exigências dos usuários.

RUP: Processo Unificado Racional

O RUP (Rational Unified Process) é um método de desenvolvimento por interações, promovido pela empresa Rational Software, hoje propriedade da IBM. Ele propõe um método que especifica a composição das equipes e os cronogramas, assim como o número de modelos de documento.

XP: Programação Extrema

O método XP (Extreme Programming) define um conjunto de práticas que permitem desenvolver um software em boas condições, colocando o cliente no meio do processo de criação. Ele baseia-se nos seguintes conceitos: equipes de desenvolvimento trabalham diretamente com o cliente em ciclos muito curtos de uma a duas semanas; entrega das versões do software ocorrem muito rapidamente e em intervalos curtos para maximizar a interação com os usuários; equipe de desenvolvimento trabalha em colaboração total com base em binômios; código é testado e depurado ao longo de todo o processo de desenvolvimento; indicadores permitem medir o progresso do projeto para poder atualizar o plano de desenvolvimento.

Agile Methods (RAD, XP)
Agile Methods (RAD, XP)
Métodos rápidos (RAD, XP)
Métodos rápidos (RAD, XP)
Méthodes agiles (RAD, XP)
Méthodes agiles (RAD, XP)
Metodi agili (RAD, XP)
Metodi agili (RAD, XP)
Última modificação: 10 de outubro de 2017 às 08:33 por Pedro.CCM.
Este documento, intitulado 'Métodos ágeis ', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM (br.ccm.net) ao utilizar este artigo.