Qualidade de serviço

Outubro 2017

Conceitos básicos da qualidade de serviço

O termo qualidade de serviço (QoS) designa a capacidade de fornecer um serviço (principalmente um suporte de comunicação) conforme as exigências em matéria de tempo de resposta e de largura de banda.

Aplicado às redes com comutação de pacotes (redes baseadas na utilização de roteadores) o QoS designa a aptidão de garantir um nível aceitável de perda de pacotes, definido contratualmente, para um determinado uso (vozes em IP, videoconferência etc.).

Na realidade, ao contrário das redes de comutação de circuitos, como a rede telefônica comutada, onde um circuito de comunicação é dedicado durante toda a chamada, na Internet é impossível prever o caminho seguido pelos diferentes pacotes. Desta forma, nada garante que uma comunicação que necessita de regularidade de débito possa se realizar sem problemas. É por isso que existem mecanismos, chamados mecanismos de QoS, que permitem diferenciar os diversos fluxos de rede e reservar uma parte da largura de banda para os que precisam de serviço sem interrupções.

Como são os diferentes níveis de serviços

O termo nível de serviço define o nível de exigência para a capacidade de uma rede de fornecer um serviço de ponto a ponto com um determinado tráfego. Esses níveis são definidos da seguinte maneira:

O de melhor esforço, que não fornece nenhuma diferenciação entre vários fluxos de redes nem dá nenhuma garantia. Este nível de serviço também é chamado de lack of QoS (falta de qualidade de serviço).

O de serviço diferenciado (soft QoS), que define níveis de prioridade para os diversos fluxos de rede sem, contudo, fornecer garantia total.

O de garantia de serviço (hard QoS), que consiste em reservar recursos de rede para certos tipos de fluxos. O principal mecanismo utilizado para obter tal nível de serviço é o RSVP (Protocolo de reserva de recursos).

Quais são os critérios de qualidade de serviço

Os principais critérios que permitem apreciar a qualidade de serviço são:

O débito (bandwidth), às vezes chamado de banda larga, que define o volume máximo de informação (bits) por unidade de tempo.

A flutuação (jitter), que representa a flutuação do sinal digital, no tempo ou em fase.

A latência, prazo ou tempo de resposta, que caracteriza o atraso entre emissão e recepção de um pacote.

A perda do pacote (packet loss), que corresponde à não entrega de um pacote de dados, na maior parte do tempo devido à obstrução da rede.

O não sequenciamento (desequencing), que é uma alteração na ordem de chegada dos pacotes.

QoS - Quality of service
QoS - Quality of service
QoS - Qualité de service
QoS - Qualité de service
QoS - Qualità di servizio
QoS - Qualità di servizio
Última modificação: 10 de outubro de 2017 às 09:32 por Pedro.CCM.
Este documento, intitulado 'Qualidade de serviço', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM (br.ccm.net) ao utilizar este artigo.