Tela plana

Novembro 2017

O que é um monitor de tela plana

Os monitores de tela plana são o padrão atual dos televisores, já que o seu fator de obstrução e peso são muito inferiores aos dos monitores tradicionais. Além disso, as tecnologias utilizadas na tela plana consomem menos energia (consumo inferior a 10W contra 100W para as telas CRT) e não emitem radiação eletromagnética.

Qual é a diferença entre a tela LCD e a de plasma

Existem duas tecnologias para tela plana: LCD e plasma.

Como é a tela com a tecnologia LCD

A tecnologia LCD (Liquid Crystal Display) baseia-se numa tela composta por duas placas paralelas com ranhuras transparentes e orientadas a 90° uma da outra. O espaço entre elas tem uma camada fina de líquidos contendo moléculas (cristais líquidos) com a propriedade de orientar-se quando expostas à corrente elétrica. Combinada com uma fonte de luz, a primeira placa estriada age como um filtro de polarização, que só deixa passar os componentes da luz cuja oscilação é paralela às ranhuras:


Na ausência de corrente elétrica, a luz é bloqueada pela segunda placa, agindo como um filtro de polarização perpendicular:


Quando a tela está ligada, os cristais alinham-se progressivamente no sentido do campo elétrico podendo, assim, atravessar a segunda placa. Ao controlar localmente a orientação destes cristais, é possível criar pixels. Normalmente, distinguem-se dois tipos de telas planas, dependendo do sistema de controle usado para polarizar os cristais:


As telas de matriz passiva, cujos pixels são controlados por linha e coluna, ou seja, recebem uma direção por linha e por coluna graças a condutores transparentes situados na tela. O pixel acende quando ativado e desliza quando atualizado. De modo geral, as telas de matriz passiva utilizam a tecnologia TN (Twisted Nematics) que consiste em uma camada de material de cristal líquido suportada por duas placas de vidro. Geralmente, esse tipo de tela carece de brilho e contraste.

As telas de matriz ativa, onde cada pixel é controlado individualmente. A tecnologia mais utilizada para esse tipo de exibição é a TFT (Thin Film Transistor), que permite controlar cada pixel com a ajuda de três transistores (que correspondem às três cores RGB). Nesse tipo de sistema, o transistor acoplado a cada pixel permite memorizar o seu estado, mantendo-o aceso entre duas atualizações. As telas de matriz ativa têm mais brilho e exibem imagem mais definida.

Sejam as telas de matriz ativa ou passiva, elas precisam de uma fonte de luz para funcionar. Os seguintes termos definem a maneira pela qual a tela é iluminada:

As telas reflexivas, que são iluminadas pela frente, com uma luz artificial ou simplesmente pela luz do ambiente (como na maioria dos relógios digitais);

As telas transmissivas, que utilizam iluminação posterior para mostrar as informações. Este tipo de tela é particularmente adequado para usar em interiores ou condições de fraca iluminação. Normalmente, ela oferece imagem com alto contraste e brilho. Por outro lado, são dificilmente legíveis se usadas ao sol, por exemplo;

As telas transflexivas, que utilizam retroiluminação, assim como um polarizador composto de material translúcido capaz de transmitir a luz de segundo plano, refletindo ao mesmo tempo uma parte da luz ambiente. Esse tipo de tela convém em especial aos aparelhos destinados a uma utilização tanto no interior quanto no exterior (como câmeras digitais, celulares e tablets).

Como funciona a tela de plasma

A tecnologia plasma baseia-se na emissão de luz pela excitação de um gás, isto é, na ionização de gases nobres (plasma). O gás utilizado nas telas de plasma é uma mistura de argônio (90%) e xenônio (10%) contido em células, que correspondem aos pixels, nos quais é dirigido um eletrodo linha e um eletrodo coluna que permite excitar o gás da célula formando uma grade: são microlâmpadas dispostas lado a lado.

Cada lâmpada é um pixel com uma das três cores primárias (vermelho, verde ou azul). Essas lâmpadas são acionadas por eletrodos ligados a uma placa de vídeo, que recebe sinais da emissora. Cada uma dessas microlâmpadas contém uma mistura de gases que, ao receber o comando da placa de vídeo, liberam elétrons que se batem contra os átomos da mistura de gases e se transformam em plasma. Isso quer dizer que se transforma em um gás com milhares de partículas carregadas eletricamente.

A ação continua: o gás excitado (partículas contra partículas com cargas opostas) produz uma radiação luminosa ultravioleta (invisível ao olho humano). A luz ultravioleta bate numa camada de fósforo da lâmpada provocando o aparecimento de uma luminosidade visível, que nada mais é do que milhares de pixels da tela acionados para ajudar a compor a imagem. Cada pixel é composto de três células de 16 milhões de cores (256 x 256 x 256).

A tecnologia plasma permite obter telas de grande dimensão, com excelentes valores de contrastes, mas o seu preço continua elevado, se comparado às telas LCD. Além disso, o consumo elétrico é 30 vezes superior ao de um tela LCD.

Quais são as especificações para telas

As especificações mais comuns para telas são:

Definição: o número de pixels que a tela pode mostrar. Este número geralmente se encontra entre 640 x 480 (640 pixels de comprimento e 480 pixels de largura) e 1.600 x 1.200, porém, resoluções superiores são tecnicamente possíveis hoje em dia;

Tamanho: calculado medindo a diagonal da tela e expresso em polegadas. Tenha cuidado para não confundir a definição de uma tela com seu tamanho. Na verdade, telas de mesmo tamanho podem apresentar definições definições. De modo geral, telas maiores têm melhor definição;

Resolução: aponta o número de pixels por unidade de superfície e expressa em DPI (Pontos por Polegada). Uma resolução de 300 DPI representa 300 colunas e 300 linhas de pixels por polegada quadrada, o que significa 90.000 pixels por polegada quadrada;

Tempo de resposta: definido pela norma internacional ISO 13406-2, corresponde ao tempo necessário para fazer passar um pixel do branco para o preto e para o branco novamente. O tempo de resposta (expresso em milissegundos) deve ser o menor possível (inferior a 25 ms);

Brilho: expresso em candelas por metro quadrado (cd/m2). A ordem de grandeza da luminância é de cerca de 250 cd/m2;

Ângulo de visão vertical e horizontal: expresso em graus, permite definir o ângulo a partir do qual a visualização é difícil quando não se está na frente da tela.

Observação: luminância é a medida da quantidade de luz emitida, refletida ou que passa através de uma superfície em certo ângulo. Já candelas é a unidade de medida básica do sistema internacional de unidades para calcular a intensidade da luminosidade.

Flat monitor
Flat monitor
Pantalla plana
Pantalla plana
Écran plat
Écran plat
Schermo piatto
Schermo piatto
Última modificação: 10 de outubro de 2017 às 09:56 por Pedro.CCM.
Este documento, intitulado 'Tela plana', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM (br.ccm.net) ao utilizar este artigo.