O que é um DNS e como funcionam os nomes de domínio

Novembro 2017


Para ligar para alguém, você deve conhecer o seu número de telefone. Como é difícil sabê-los de cor, foi inventado o diretório telefônico, que encontra um número a partir:


Acontece a mesma coisa na Internet: para que um computador possa entrar em contato com outro computador, ele deve conhecer o seu endereço IP (ex: 205.37.192.5) que também não é fácil memoriza-los. Então foi inventado uma espécie de diretório: o DNS. Assim, foi inventado uma espécie de diretório, o DNS:


Por exemplo, no seu computador, digite ping www.ccm.net (em linha de comando, em uma janela do MS-DOS): você verá o endereço IP deste site.

O que significa DNS

DNS significa várias coisas:



Domain Name System: todos os organismos que gerenciam os nomes de domínios;

Domain Name Service: o protocolo para trocar informações sobre os domínios;

Domain Name Server: um computador servidor no qual roda um software servidor que inclui o protocolo DNS e que pode responder às perguntas sobre

O que quer dizer Domain Name System

A ICANN é um organismo que gerencia a lista dos Top Level Domain (TLD): COM, NET, ORG, BR, UK, etc. Existe um TLD por país (FR para a França, IT para a Itália, DE para Alemanha, BR para o Brasil, etc.), assim como alguns TLD gerais (COM, NET, ORG, MIL, BIZ). A ICANN delega a gestão de cada TLD para um organismo (chamado registry):


Os registry tem uma atuação puramente técnica, já que cada um deles deve atualizar a lista dos domínios definidos em seu(s) TLD. O organismo VeriSign mantém o registo dos domínios COM/NET/ORG/Name/INFO/BIZ. etc. Cada registry) pode gerir, como bem entender, a atribuição dos nomes de domínio no TLD. Cada registry autoriza os registradores (registrars credenciados) a vender nomes de domínio, que têm um papel comercial nesta transação.

No caso do /net/org/name /info/biz é VeriSign que vai autorizar outras organizações a venderem nomes de domínio (como a Network Solutions, Gandi, British Telecom, etc...).

Atenção! Só o os registradores credenciados pela ICANN podem vender nomes de domínio para os TLD geridos pela ICANN (com/net/org/info/biz ...). Para os TLD regionais (.br, .fr,.de etc.) cada escolhe, do seu jeito, como gerenciar e credenciar os registradores. Às vezes, certos registry têm, além de seu papel puramente técnico, um papel comercial e também vendem nomes de domínio. Neste caso, ambos são registrys e registrars.

Quais são os diversos TLD

Cada país tem um TLD que correspone ao seu código de país ISO (BR Brasil, PT Portugal, FR França, IT Itália, DE Alemanha, UK Grã-Bretanha, CA Canadá, PL Polônia, BL Bélgica, etc). Eles são chamados de ccTLD Country-code TLD.

Veja algumas extensões para:

COM: usado em sites comerciais;

NET: usado por organizações ou empresas em relação direta com a Internet e sua evolução;

ORG: para outras organizações, associações e ONGs;

EDU: reservado ao sistema educacional e universidades estadunidenses;

GOV: para governos;

MIL : para o exército dos Estados Unidos;

INT: para empresas, instituições, organismos internacionais;

COOP: para as cooperações entre empresas ou outras instituições;

AERO: (recente) para a aeronáutica, aviação;

BIZ: para business (empresas);

NAME: para os indivíduos;

INFO: para as mídias.

A gestão destes TLD é baseada nos servidores raiz DNS root servers. Claro, os diversos DNS dos provedores de acesso guardam cópias destas informações, mas o diretório de todos esses TLD é baseado em apenas 21 computadores (na verdade, 21 endereços IP apontando para 429 servidores físicos. Você pode imaginar o dano que isso causaria à Internet em caso de ataque desses servidores (o que já aconteceu

Das 11 organizações que gerenciam esses servidores, duas são europeias, uma japonesa e oito norte-americanas. O uso sugerido de cada TLD é somente para fins de informação! Alguns TLDs estão sujeitos a regras especiais de gestão (ex: EDU), mas nada impede, por exemplo, que um indivíduo compre domínios em COM ou NET.

Alguns TLDs são cobiçados, por exemplo, o Tonga (TO) é muito utilizado (exemplo: go.to, beam.to, etc). O mais cobiçado é o Tuvalu, uma ilha perdida no Pacífico: o seu ccTLD é TV. O Tuvalu vendeu nomes de domínio a preços exorbitantes para canais de televisão.

Como é construído o nome de domínio

O nome de domínio é um tipo de ficha de dados com (geralmente): o nome do domínio; os nomes e endereços do proprietário legal do domínio, do responsável técnico do domínio ou do responsável do faturamento do domínio; a data de expiração do domínio e das informações técnicas (endereços dos servidores DNS etc)

O que é o Domain Name Service

É um protocolo que permite aos diversos computadores trocar informações sobre os domínios. Pode-se obter informações sobre um domínio usando o programa Whois (ausente no Windows, mas fornecido como padrão nos sistemas Unix/Linux).

O que é o Domain Name Server

Os servidores DNS respondem às perguntas sobre os domínios (por exemplo, quando você digita http://br.ccm.net). Cada servidor DNS conversa com os servidores DNS vizinhos. As informações sobre um domínio se espalham de forma viral. Assim, quando um domínio é criado ou modificado, estas informações levam mais ou menos 72 horas para chegar a todos os servidores DNS do planeta.

O que que acontece quando eu digito um endereço HTTP

O servidor DHCP do seu ISP (que atribuiu o seu endereço IP) também atribui endereços de DNS. O seu computador se conecta a esses servidores de DNS para obter o endereço IP do [br.ccm.net]. Se o servidor DNS do seu provedor de acesso não tem a resposta, ele vai pedir para outros servidores DNS. (Este exemplo nem sempre é verdadeiro: O seu sistema operacional mantém um pequeno cache de DNS)

O que quer dizer a sigla WWW

A partir do momento em que alguém tem um nome de domínio, ele pode colocar o que ele quiser depois dos três W. Geralmente usamos o WWW (World-Wide Web) para qualquer site web - HTTP, mas isso não é obrigatório.

Se você tiver um ISP (provedor de acesso), você deve encontrar outros nomes. Por exemplo, pop.free.fr é o computador do ISP Free.fr responsável pelo e-mail ftpperso.free.fr, para o computador encarregado da transferência FTP dos arquivos para páginas pessoais, etc:

A única coisa você deverá comprar um nome de domínio credenciado pela ICANN. Isso evitará surpresas desagradáveis, já que em caso de problema, a ICANN tem um mediador.

Para descobrir se você é realmente o proprietário do seu domínio, use o whois. Se você não aparecer como administrador do domínio, te passaram para trás!

Cuidado com os nomes de domínio gratuitos, pois geralmente eles não podem ser gratuitos, deve haver uma contrapartida (inscrição a um serviço pago, gratuidade provisória, superposição de anúncios, etc.). Comprar voluntariamente um nome de domínio (seja sozinho ou com um serviço de hospedagem web) é geralmente mais seguro (sem surpresas, como acontece com os domínios ditos gratuitos em TK).

Quando você utiliza encaminhadores gratuitos como o Ulimit, o V3, o go.to ou o Bigfoot, você não é o proprietário do domínio! Você ficará dependente do dono do domínio: ele pode bloquear o endereço, redirecioná-lo para onde ele quiser ou cortar o seu acesso.
Comprar um nome de domínio te protegerá desse tipo de surpresa. E, mesmo em caso de litígio, os critérios da ICANN permitirão que você mude de registrador, sem perder o seu nome de domínio.

Nos URLs visíveis em seu navegador, o nome de domínio é a palavra imediatamente anterior ao TLD (COM, NET, ORG, etc) antes da primeira barra (/). Não se deixe enrolar

http://www.ccmNET/</pre> o nome de domínio é ccm.net.

http://kikoo.go.to/my_home.html</pre> o nome de domínio é go.to, e não kikoo .

http://kikoo.multimaniaCOM/www.microsoftCOM</pre> o nome de domínio é multimania.com, e não microsoft.com!

http://kikoo.multimaniaCOM/show.html</pre> o nome de domínio é multimania.com, e não <Microsoft.com>!

Qual é a duração de um nome de domínio

Os domínios não são atribuídos para a vida toda, são uma forma de aluguel, que devem ser renovados. Certas pessoas alugam domínios por um ano, outros por 10 anos. Se você tiver um nome de domínio, não se esqueça de renová-lo! (Seu registrador deve lembrá-lo antes do prazo expirar).


Este tipo de incidente aconteceu com o hotmail.com: eles tinham esquecido de renovar seu nome de domínio. Ele foi comprado por um particular que devolveu, graciosamente, para a Microsoft.

Se o seu site é importante comercialmente, não deixe de compra vários nomes de domínio semelhantes. Assim, o canal de televisão francês France Television comprou france2.fr, mas foi ingênuo se recusando gastar algumas dezenas de euros para comprar france2.com. Deixo você imaginar o que aconteceu...

Como ter um site com o meu nome de domínio

Você precisa de quatro coisas: um nome de domínio; um host DNS; um host HTTP (web) e implementar o redirecionamento.

Como comprar um nome de domínio

Basta escolher um registrador (credenciado pela ICANN) que venda os nomes de domínio no TLD de sua escolha (COM/NET/ORG) e verificar as condições a serem preenchidas para obter um.

Alojar os seus DNS

Depois de comprar o seu domínio, você deve fornecer o endereço IP dos dois servidores DNS ao seu registrador que será responsável pelo seu domínio. Você tem várias opções para hospedar seus DNS: no seu registrar que oferece hospedagem (paga ou gratuita) aos seus DNS. Muitas vezes, é a solução mais rápida de implementar; no seu alojador HTTP que também propõem hospedar seus DNS, mas este é raramente o caso dos alojadores (hosts) gratuitos; no seu alojador de DNS onde você pode encontrar muitos alojadores especializados de DNS, alguns dos quais são gratuitos, como o Maydomain; em sua casa, desde que você tenha pelo menos dois servidores DNS com endereços IP fixos conectados permanentemente.

Onde alojar o site web (HTTP)

Você pode hospedar em um HTTP gratuito ou pago; em sua casa se você tiver uma conexão permanente (ADSL, cabo ou outro) e um endereço IP fixo. Se você tiver um endereço IP dinâmico também é viável.

Como otimizar o nome de domínio

Você deverá implementar o redirecionamento para que quando alguém digitar www.seudominio.com, ele chegue direito ao seu site (onde ele está hospedado). Existem várias possibilidades:



Tipo de reirecionamentoOnde parametrarObservaçõesDesvantagens
Redirecionamento no URLEm geral, este serviço é proposto pelos alojadores DNS (e por alguns registradores)Quando alguém digita - http://www.seudominio.com - ele é redirecionado para o seu alojador HTTP . Este é o endereço do alojador HTTP que será exibido na barra de endereços do seu navegador
Este redirecionamento tem a vantagem de funcionar sejam quais forem as suas condições de alojamento
Se o usuário cria um marcador, ele o colocará no domínio do seu alojador HTTP, para o seu domínio (chato caso você mude de alojador um dia)
Os motores de busca só indexarão os URLs no seu alojador HTTP, para o seu domínio (chato caso você mude de alojador)
Redirecionamento para URL em um frameEm geral, este serviço é proposto pelos alojadores DNS (e por alguns registradores) Quando alguém digita um URL, ele é redirecionado para o seu alojador HTTP. Seu site aparece em um frame que ocupa a tela inteira, ocultando o assim o endereço do alojador HTTP
É o seu nome de domínio que aparecerá na barra de endereços do navegador
Eu realmente não recomendo esta solução
A barra de endereço do navegador não refletirá as diversas páginas visitadas
O usuário não poderá colocar marcadores
Os motores de busca não indexarão ou indexarão mal o seu site (por causa do frame)
Redirecionamento para o servidor HTTP compartilhadoConfiguração dos DNS e do servidor HTTPEste é tipicamente o caso de hosts (alojadores) gratuitos que alojam uma série de sites em um único servidor
É o seu nome de domínio que aparecerá na barra de endereços do navegador
Isto requer acesso à configuração do servidor web, para criar um domínio virtual, o que geralmente não é possível em alojadores gratuitos
Redirecionamento para o endereço IP fixoConfiguração dos DNSSe você tiver o endereço IP de um servidor que só aloja o seu site, basta indicar o endereço IP desse servidor aos seus servidores DNS
Isto é o tipo de coisa que você fará caso tenha um servidor web em casa e um endereço IP fixo
Requer acesso à configuração dos DNS e poder entrar os registros do tipo A
Redirecionamento para o endereço IP dinâmicoConfiguração dos DNS e do DNS dinâmicoSeu servidor web não tem um nome de domínio nem um endereço IP fixo
Existem sites que podem te dar um de seus subdomínios e fazê-lo apontar para o seu endereço IP. Isso é chamado DNS dinâmico
Aloque um subdomínio em um desses sites, e faça apontar o seu registro CNAME neste subdomínio (veja abaixo)
Requer acesso à configuração dos DNS e poder entrar registros do tipo CNAME (pseudônimo)


Durante a existência do seu site, você pode entrar em contato, sem restrições, com o seu registrar par alterar a configuração do seu domínio (por exemplo, para alterar o endereço dos seus servidores DNS), mas lembre-se que estas informações podem levar até 72 horas para alcançar o mundo inteiro.No entanto, a configuração de seus próprios servidores de DNS será imediata (por exemplo, se você criar um novo subdomínio (como WWW), ele estará disponível imediatamente).

Como colocar o servidor web em minha casa

Em teoria, é preciso um computador conectado em permanência (ADSL, cabo ou outra coisa) com um servidor web e um endereço IP fixo. Se este último for fixo é preciso configurar os seus DNS para apontar para este endereço IP. Na pratica, podemos muito bem fazer isso com um endereço IP dinâmico.


Em certos sites é possível obter o endereço IP do seu computador a partir de um de seus subdomínios (ex: seunome.dyndns.org por exemplo, seunome.dynup.net, etc). (Estes serviços precisam da instalação de um pequeno programa no seu computador para informá-los permanentemente sobre o seu endereço de IP).

Em seguida, configure os seus DNS (registro CNAME) para apontar seu domínio para o subdomínio (seunome.dyndns,org ou outro). Assim, toda vez que alguém pedir o domínio www.seudomínio.com, o pseudônimo DNS (CNAME) dicionará para seunome.dyndns.org (ou equivalente), que por sua vez, dicionará para o endereço IP do seu servidor web.

Alguns serviços DNS para IP dinâmico se oferecem para hospedar completamente os seus DNS, o que é ainda mais conveniente.

O que acontece com os endereços de e-mail

Na configuração dos seus DNS, você pode indicar o nome do servidor de e-mail (SMTP) para o qual os e-mails devem ser direcionados. Depois, você deve criar as caixas de correio eletrônico neste servidor.


Alguns alojadores DNS também oferecem serviços de redirecionamento de e-mail para os endereços de e-mail de sua escolha, o que pode ser muito útil caso você não possa criar livremente endereços de e-mail no servidor de e-mail.

Dito isto, se você quiser criar suas próprias caixas de correio eletrônico, você deve encontrar um host de e-mail (como para a hospedagem do HTTP e do DNS), isto vai dar mais flexibilidade na criação de seus endereços de e-mail.

O nome já está sendo usado, o que fazer

A regra para nomes de domínio é ‘o primeiro a chegar é o primeiro a ser servido’. Se o nome de domínio já foi usado, a primeira coisa a fazer é entrar em contato com o proprietário do domínio e tentar uma conciliação fora do tribunal (amigável). Ofereça-se para comprar o domínio. Se não for o suficiente, a ICANN tem um mediador, que pode tentar consertar as coisas.


Cada registry também tem regras específicas. Por exemplo, a AFNIC devolverá sem hesitar um nome de domínio para as grandes empresas que o reclamarem.

Existem também os chamados cyber-squatters que são pessoas que compram toneladas de nomes de domínio antes que as marcas os reclamem e tentam vendê-los a preços exorbitantes. Não faça isso, você vai ter problemas. Essas pessoas tiram partido de erros de digitação dos usuários e compram nomes de domínios cuja ortografia é parecida com nomes de domínios conhecidos.

A jurisprudência tende dar razão às grandes marcas em detrimento dos cyber-squatters, mas se você é apenas um particular, nem sonhe: você não conseguirá recuperar o nome de domínio, mesmo se for o seu sobrenome.

Foto: © Pixabay.

Veja também

Publicado por pintuda. Última modificação: 7 de novembro de 2017 às 11:42 por ninha25.
Este documento, intitulado 'O que é um DNS e como funcionam os nomes de domínio', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM (br.ccm.net) ao utilizar este artigo.