Compilar C no Linux/UNIX

Novembro 2016

No Linux, o compilador da C é o gcc. Ele é instalado basicamente em várias distribuições, mas no Debian (e as decorrentes) será preciso instalá-lo (aptitude install gcc).

GCC


Em primeiro lugar, você precisa saber o significa a abreviatura GCC: GNU Compiler Collection. Na verdade, é o compilador criado pelo projeto GNU. Trata-se de um conjunto de softwares gratuitos integrados capazes de compilar várias linguagens de programação, incluindo a C, a C++, a Objective-C, a Java, a Ada e a Fortran.
O GCC é utilizado para o desenvolvimento da maioria dos softwares gratuitos. O kernel do Linux depende, principal e estreitamente, das características do GCC.
Na prática, a abreviatura do GCC é usada para nomear três entidades um pouco diferentes:

1. a coleção completa de compiladores;
2. a parte comum a todos os compiladores;
3. o próprio compilador C.

Para se referir especificamente a compiladores de cada linguagem, falamos de:
  • GCC par C;
  • G++ par C++;
  • GCJ para Java;
  • GNAT para Ada;
  • Gfortran para Fortran ;
  • GPC para o Pascal;
  • GHDL para o VHDL.


O GCC também tem uma ferramenta de depuração, o GNU Debugger (GDB). No entanto, embora não faça parte do GCC, o Valgrind é o preferido para fazer testes mais aprofundados, especialmente para encontrar vazamentos de memória.

Sintaxe do GCC


Eu queria dar aqui os dois principais comandos do GCC para C, depois, vou encaminhá-los para o
man gcc
!

$ gcc masource.c # cria um executável chamado a.out, que executaremos com o ./a.out.

$ gcc -o <nome_do_programa_que_queremos_dar> -c <masource>.c # O argumento -o permite que você escolha o nome do executável que nascerá a partir desta compilação.



Tradução feita por Lucia Maurity y Nouira

Veja também :
Este documento, intitulado « Compilar C no Linux/UNIX »a partir de CCM (br.ccm.net) está disponibilizado sob a licença Creative Commons. Você pode copiar, modificar cópias desta página, nas condições estipuladas pela licença, como esta nota aparece claramente.