Dez armadilhas a evitar em retrato

Dezembro 2016

Sujeito centrado, a contraluz ou muito travado: Saiba como corrigir os seus erros para obter um retrato correto.

A Contraluz


Aprenda a corrigir seus erros para conseguir fazer um bom retrato
A Luz desempenha um papel importante no sucesso de seu retrato. Se ela for muito forte por trás do objeto/sujeito, a câmera não poderá lidar com o grande contraste corretamente. Então, coloque o seu objeto/sujeito de frente para o sol para iluminar adequadamente. Escolha também os lugares onde a luz ambiente não é forte demais, a fim de reduzir as sombras quando o sol estiver muito forte.

Centrar o sujeito


Um erro comum é a centralização do sujeito. Brinque a vontade com a sua composição, principalmente, colocando o sujeito na lateral do seu quadro, em vez do meio. Baseie-se, então, na regra de três para ter referências no seu quadro. Colocar o seu sujeito bem no centro pode ser uma idéia original se você quiser jogar com a simetria, desde que o seu domínio seja perfeito.

Ajuste no nariz ou atrás



Em close-up, quando apenas o rosto é visível, às vezes, a profundidade de campo é muito curta. Isto acontece muitas vezes em condições de luz difíceis, o diafragma da lente é totalmente aberto e a profundidade de campo é menor. Por exemplo, você pode se encontar com uma área de nitidez, que se limita a uma parte do rosto. Assim, podemos ver o nariz bem nitidamente, enquanto que os olhos ficam borrados. Agora, faça o seu foco sobre os olhos.

A hora errada


Um retrato é baseado principalmente em expressões faciais. Se o sujeito estiver falando, ou se ele fechar os olhos, a atitude pode desavantajá-lo. Espere a hora certa para tirar a foto, evitando que o sujeito fale e pedindo para tomar cuidado para não fechar os ohos.

Utilizar uma distância focal muito grande


A grande angular tende a distorcer. Sua fórmulaótica não permite que ele obtenha perspectivas realistas: o sujeito parece menor em corpo inteiro. Se você fizer um retrato muito perto, a deformação pode ser divertida, mas não valoriza realmente a pessoa.

Tirar a foto na distância errada


Um erro comum é escolher a distância errada em relação ao sujeito. Ficando muito longe, distingue-se mal a pessoa, a menos que você use um lente apropriada. Outro defeito, é o contrario: é ficar perto demais. O melhor é encontrar a distância certa, para que a essoa fique à vontade.

Reduzir o quadro de perfil


Se você apertar demais o seu quadro em uma pessoa fotografada de perfil, o espaço pode ser insuficiente, sufocando a sua composição. Por exemplo, se o seu sujeito estiver olhando para a direita, deixe um pouco de espaço na frente dele. A ideia é sugerir uma saída do quadro, deixar respirar o olhar ao invés de bloqueá-lo na moldura do mesmo.

Sujeito muito travado



Todos os fotógrafos já foram confrentados a esta situação. Ao posar, a pessoa tende a adotar uma atitude que ele goste. Infelizmente, esta pose muito estática, é desprovida de vida e de espontaneidade. Se você quiser um retrato mais original, dirija a pessoa, sugerindo poses e deixando-a à vontade face à sua câmera.

Um cenário muito carregado


Lixeiras em plano de fundo, elementos sobrepostos, cores muito violentas, etc: não prestamos suficientemente atenção ao cenáario, apesar dele compor a foto e guizar o espectador. Preste atenção aos detalhes e coloque o sujeito em seu ambiente. Se houver uma mesa em primeiro plano, tire os objetos que possam atrapalhar, tais como garrafas e copos.

Deixar o flash


Flash é um acessório bem útil em condições de pouca luz, mas também pode tornar-se uma desvantagem se for forte demais ou se é acionado todas as vezes. Aprenda também a fotografar, sem flash, usando a luz ambiente e ajustando a sua câmera corretamente. Ao montar a sensibilidade ISO, por exemplo, você pode melhorar a exposição e, consequentemente, dispensar o flash em determinadas situações. Tente várias vezes, você verá que ao saber lidar com seu aparelho, o modo automático não é necessariamente indispensável.


Tradução feita por Lucia Maurity y Nouira

Veja também :
Este documento, intitulado « Dez armadilhas a evitar em retrato »a partir de CCM (br.ccm.net) está disponibilizado sob a licença Creative Commons. Você pode copiar, modificar cópias desta página, nas condições estipuladas pela licença, como esta nota aparece claramente.