Como instalação e configurar do Cruise Control

Janeiro 2017

A integração permite revelar eventuais erros e incompatibilidades das diversas partes realizadas por cada desenvolvedor da equipe. Como o Cruise Control é um servidor de integração contínua, ele automatiza esta fase de integração de acordo com a sucessão das seguintes tarefas: recuperação de arquivos no SCM (Source Code Management), compilação do código fonte, criação do arquivo da aplicação (Ear, Jar, War, ...), implantação do arquivo, execução de uma série de testes (Junit), notificação do resultado (e-mail, rss, ...):


Vamos começar com uma explicação sobre o que é a integração contínua, e depois saber como configurar o CruiseControl.

Integração contínua

A integração contínua é uma técnica de desenvolvimento/gestão de projeto que implica em integrar, muito frequentemente, o trabalho de todos os membros de uma equipe. Em seguida, uma compilação automática deverá ser executada para verificar os eventuais erros de compilação do projeto e, se possível, testes unitários também devem ser executados. Concretamente, a integração contínua significa automatizar compilações frequentes do código-fonte de uma equipe, incluindo as últimas alterações de todos os seus membros. A maioria das ferramentas de integração contínua podem fazer as seguintes ações:

O lançamento de uma integração periódica (por exemplo, a cada hora)
Atualização do código a partir de um gerenciador de código fonte
Compilação do código fonte
Execução dos testes unitários
Envio automático de e-mails para as pessoas envolvidas (aquele que fez o erro receberá o e-mail de erro)
O envio de um e-mail de relatório
Implantação em um servidor de teste
Criação de estatísticas

Na verdade, a maioria dos servidores de integração contínua com base na ANT ou MAVEN (ou ambos), permitem uma lista quase infinita de ações possíveis. Os benefícios da integração contínua são inegáveis: ela verifica, gradualmente, o trabalho de toda a equipe, detecta os erros muito mais rapidamente e assegura a coerência da aplicação. Juntamente com a execução dos testes, ela pode ver a evolução da qualidade da aplicação e mostrar o progresso da equipe em tempo real. Na maioria das vezes, essas ferramentas vêm com módulos de estatística muito interessante. É claro, usar um servidor de integração contínua exige obedecer a certas regras de desenvolvimentos, sem as quais o interesse de integração contínua fica reduzido:

A compilação deve ser automatizada (ANT, MAVEN, ...), não há necessidade de intervenção humana para uma compilação bem-sucedida.
Commits regulares do código-fonte devem ser realizados pela equipe.
Testes automáticos devem poder ser executados (o JUnit por exemplo, acoplado ao ANT ou MAVEN).
Um responsável deverá receber os relatórios e verificar se as pessoas que receberam os erros corigiram os mesmos. Em outras palavras, os resultados da integração contínua devem ser utilizados! Aqui, estamos chegando na gestão de projetos.

Para saber mais, leia o excelente artigo de Martin Flower (em inglês): http://www.martinfowler.com/articles/continuousIntegration.html

Como instalação

Em primeiro lugar, você deverá baixar o Cruise Control no seguinte endereço:http://cruisecontrol.sourceforge.net/download.html. Note que devemos verificar a existência da variável de ambiente JAVA_HOME que aponta para o diretório do JDK. Depois, execute o CruiseControl (através do menu Programa ou do arquivo .bat instalado) e tudo funcionará. O CruiseControl vem com um aplicativo de exemplo, ele executa por padrão um aplicativo de reporting "Cruise Config", um dashboard, um servidor JMX, e tudo isso acessível através de um simples navegador.

Cruise Config

Primeiro, execute o aplicativo de configuração do CruiseControl (Cruise Config) que é um aplicativo Java Webstart, o que é muito conveniente porque você pode executá-lo em uma computador diferente do seu servidor de integração. Depois de executar o aplicativo, você verá um painel em branco.

Use o aplicativo e configure o servers to monitor., opção do menu para configurar os servidores a serem controlados. Pressione o botão Add para adicionar um novo servidor a ser controlado:


Entre as seguintes informações no servidor que você quer monitorar:
Server Name: você pode atribuir um nome arbitrário para o seu servidor. Ele aparecerá na guia da janela de acompanhamento. Ele só será utilizado para exibição.
Host Name: o nome do servidor, no qual Cruise Control foi instalado
RMI Port: o número da porta que foi adotado para o servidor Cruise através do parâmetro -rmiport. Você pode colocar 1090 por exemplo, o importante é que ele não seja usado
Monitor Time: o número de segundos de espera antes das atualizações.

Depois de ter criado um ou mais servidores, pressione o botão OK para completar a configuração do servidor. O pedido fará aparecer uma guia para cada um dos estados atuais dos projetos em si:

Veja também

Artigo original publicado por . Tradução feita por pintuda. Última modificação: 5 de outubro de 2016 às 08:07 por ninha25.
Este documento, intitulado 'Como instalação e configurar do Cruise Control', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM (br.ccm.net) ao utilizar este artigo.