Linkedin: o protocolo HTTPS e a segurança

Fevereiro 2017


O Linkedin suportará, brevemente, o suporte HTTPS (HTTP associado à criptografia SSL)> Isto tem como finalidade proteger com mais garantias os identificadores e as senhas de seus usuários, profissionais, sempre preocupados em guardar seus dados confidenciais. Assim quando eles acessarem suas contas a partir de pontos de acesso WiFi não protegidos, eles o serão de qualquer forma pelo protocolo HTTP.
Os pontos de acesso são as redes não protegidas nas quais os usuários se conectam em lugares públicos tais como, aeroportos, hotéis, bares, cafés, etc).

A funcionalidade, opcional, será disponibilizada para todos seus usuários. Para tanto, e de acordo com o Linkedin, faça o seguinte:
  • Acesse o painel de configuração de sua conta Linkedin => Gestão dos parâmetros de segurança => marque a casa HTTPS => registre as modificações
  • Verique que na barra de endereços o protocolo se afixa "HTTPS", bem no início da URL e não mais "HTTP"
  • É possível desativar essa funcionalidade pelo mesmo caminho percorrido para ativar.


Fontes:

Veja também

Publicado por ninha25. Última modificação: 31 de outubro de 2012 às 20:30 por Jeff.
Este documento, intitulado 'Linkedin: o protocolo HTTPS e a segurança', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM (br.ccm.net) ao utilizar este artigo.