Faça uma pergunta »

BYOD, os dispositivos móveis pessoais na empresa

Agosto 2015


A tendência « Bring Your Own Device » já está se implantando depois algum tempo no mundo da empresa. Os profissionais aderem cada vez mais aos terminais portáteis pessoais no trabalho. Um novo desafio para as empresas que devem se adaptar à esta evolução, que é ao mesmo tempo um desafio (ex: em termos de segurança) e uma vantagem em matéria de competitividade. Será importante dirigir por sua vez os riscos técnicos (de segurança) e jurídicos do BYOG. Visão geral e conselhos práticos para as pequenas empresas que desejam aproveitar ao máximo estes novos hábitos que modificam a organização do trabalho.


Os terminais portáteis pessoais se impõem na empresa

De acordo com um estudo (em francês) realizado junto a mais de 600 empresas e responsáveis pela informática em 17 países, por Avanade -fornecedor de soluções tecnológicas de empresas - o quadro de trabalho é marcado por uma evolução rápida de usuários das tecnologias grande público.

Este estudo revela que perto de 60% das empresas adaptam seu sistema IT à utilização de terminais pessoais pelos seus empregados, enquanto que 90% dos patrões de empresa se dizem informados da utilização pelos empregados dos terminais pessoais para o trabalho.

As previsões recentes do Cabinet Gartner indicam que se a tendência é « inexorável », ela acarreta alguns problemas de segurança/governança para as empresas.

Outro estudo de Forrester publicado em março de 2012 revela 74% dos salariados utilizam pelo menos dois terminais para seu trabalho, e 52% pelo menos três.

Estas evoluções necessitam algumas adaptações nas empresas (pequenas ou grandes) que encorajam o trabalho móvel.

BYOD : algumas boas práticas

Negociar a utilização dos terminais portáteis pessoais na empresa

Como para a utilização das redes sociais na empresa, pode ser prudente redigir uma convenção referente à utilização dos terminais portáteis pessoais, na prática profissional.

Uma referência pode, por exemplo, ser nomeada para encorajar a adoção de boas condutas.

Segurança dos terminais portáteis e seu uso

A perda de dados é, evidentemente, um dos principais riscos ao qual estão expostos os profissionais móveis que utilizam os smartphones pessoais (ex : BlackBerry, iPhone, Android) no trabalho.

Para minimizar este risco, pode ser útil difundir na empresa um documento sensibilizando os empregados para as boas condutas:
  • Sistematizar a ativação por senha (proteção por código PIN) e outros procedimentos que possam limitar o acesso ao seu telefone : como a adoção de um "traçado de desbloqueio" » (no Android)
  • Proceder à instalação de seu OS desde que uma nova versão esteja disponível: atualização
  • Instalar aplicações que permitam geolocalizar seu smartphone ou para apagar os dados á distância em caso de roubo/perda (Find My iPhone no iOS, BlackBerry Protect, Androidtheft)
  • Sincronizar seu carnê de endereços (ex : clientes) com serviços em cloud, ou outros terminais (ex : iCloud pour l'iPhone, BlackBerry Desktop Software) para alvar dados de contatos.
  • Evitar instalar aplicações propostas pelos desenvolvedores desconhecidos nas lojas de aplicações (ex : como Google Play)
  • Nos lugares públicos, privilegiar os pontos de acesso seguros pagos (seguros por uma senha)


Veja aqui Todos os conselhos para bem proteger seu smartphone.

Selecionar as aplicações portáteis

Para completar as ações sensibilizadas acima, pode ser útil fazer uma lista de aplicações autorizadas (ex : aplicações oficiais) e ao mesmo tempo, constituir uma lista « negra » das aplicações que não são recomendadas/proibidas.

Alguns conselhos:
  • Privilegia as aplicações desenvolvidas por editores reconhecidos
  • Privilegiar as aplicações cross-plateform, compatíveis com a maior parte dos terminais portáteis (aplicações desenvolvidas para iOS, Android OS, WP7, Nokia). Alguns serviços em cloud (ex : Salesforce, Google Docs) são otimizados para as plataformas portáteis.
  • Privilegiar a utilização de serviços em cloud (ex : Google Docs, Salesforce), propondo aplicações otimizadas para os terminais portáteis.
  • Priorizar as aplicações portáteis que respondem as necessidades mais comuns. De acordo com o estudo feito por Avenade sobre a « consumerização da IT", as empresas privilegiam as aplicações "coração de profissão". Na ordem:


- A caixa de mensagens, a agenda e dos contatos (85 %),
- As redes sociais (46 %),
- O CRM (45 %),
- A gestão do tempo e das despesas (44 %),
- L'ERP (38 %).

Veja igualmente iPad : as melhores aplicações para o

O papel dos DSI

Nas PME, as direções dos sistemas de informática (DSI) são carregadas de respeito á conformidade da utilização dos terminais portáteis com as regras de empresa. Em matéria de :
  • Proteção da rede de empresa
  • Acesso as aplicações
  • Enquadramento das práticas por uma convenção específica

BYOD e desenvolvimento de teletrabalho

A utilização dos terminais portáteis no trabalho (ex : em deslocamento) é, evidentemente, um fator de desenvolvimento do teletrabalho.

Esta evolução dos hábitos deve, assim, ser preparada através de um dispositivo preciso (ex : volume de horários autorizados em teletrabalho), no caso, onde é encorajado a utilização dos terminais pessoais a fins profissionais.

Para saber mais



Tradução feita por Ana Spadari
Para uma leitura offline, é possível baixar gratuitamente este artigo no formato PDF:
Byod-os-dispositivos-moveis-pessoais-na-empresa.pdf

Veja também

Na mesma categoria

BYOD: Los dispositivos móviles personales en la empresa
Por Carlos-vialfa em 3 de abril de 2012
BYOD : les terminaux mobiles personnels dans l'entreprise
Por CommentCaMarche em 2 de abril de 2012
Artigo original publicado por CommentCaMarche. Tradução feita por ninha25. - última modificação por pintuda
Este documento, intitulado « BYOD, os dispositivos móveis pessoais na empresa  »a partir de CCM (br.ccm.net) está disponibilizado sob a licença Creative Commons. Você pode copiar, modificar cópias desta página, nas condições estipuladas pela licença, como esta nota aparece claramente.