Smartphones: as utilizações profissionais em pleno crescimento

Fevereiro 2017


De acordo com um sondagem mundial realizada por IDG Global Solutions (IGS),editor especializado nas tecnologias informáticas, os smartphones substituiriam os telefones celulares clássicos em um ritmo muito elevado. Perto de 2/3 das pessoas interrogadas no quadro deste estudo declaram possuir um smartphone, enquanto que as utilizações pessoais e profissionais se confundem praticamente.

Os resultados do estudo realizado por IDG Global Solutions (IGS) repousam na sondagem online feita com cerca de 13.700 pessoas em 16 países, entre fevereiro e março último. Com o objetivo evidenciar as marcas smarpthones e o uso preferido dos mobinautas. Principal lição: os celulares tradicionais estariam atualmente em recuo, 2/3 dos que responderam declararam possuir um smartphone, para o uso pessoal e profissional. 69% dos internautas móveis usam seu smartphone para fins profissionais

Sobre este ponto, os tipos de utilizações são atualmente equilibradas, pois 73% dos que responderam indicam utilizar seu smartphone para suas atividades pessoais, e 69% para suas atividades profissionais. Sem surpresa, Apple, BlackBerry, Nokia e Sony Ericsson dominam o mercado, com disparidades de acordo com as regiões. Para as utilizações profissionais e pessoais, Nokia e Apple (iPhone) seriam leaders em Europa. Nos Estados Unidos, o iPhone seria plebiscitado por 29% dos profissionais, ligeiramente na frente do BlackBerry (26%). Enfim, 70% dos usuários navegariam regularmente na web móvel e usariam igualmente regularmente as aplicações móveis. As informações web/hi-tech seriam o principal interesse dos usuários que consultam a Web, diante do acesso das redes sociais.

Para saber mais

O estudo detalhado (em inglês)

Veja também

Publicado por ninha25. Última modificação: 20 de outubro de 2015 às 04:39 por pintuda.
Este documento, intitulado 'Smartphones: as utilizações profissionais em pleno crescimento ', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM (br.ccm.net) ao utilizar este artigo.