A videoconferência do futuro se faz mais real

Janeiro 2017


A videoconferências pontuadas de pausa s inconfortáveis e de hesitações em relação a fala dos interlocutores pertencerão, brevemente, ao passado : as investidas do gigante japonês das telecomunicações NTT no domínio darão aos participantes a sensação de que as pessoas se encontram realmente na mesma sala.

Concebido pelos laboratórios de pesquisa e desenvolvimento da empresa NTT, o sistema MM-Espaço é capaz de memorizar a voz e o rosto de cada um dos participantes, pouco importante o lugar onde se encontram, e de retransmitir de maneira a poder reconstituir fisicamente a reunião nos mínimos detalhes. Objetivo: dar a impressão aos diferentes interlocutores que eles fazem parte de uma conversa ordinária em volta de uma mesa, na mesma peça.

Graças á este sistema, os interlocutores podem, é claro, se ver, mas, sobretudo reagir aos movimentos físicos uns dos outros - saudações pelo gestual da cabeça, sorrisos e outros gestuais, tão importantes para a comunicação humana.

Como durante reuniões convencionais, os participantes podem ser colocados em volta de uma mesa. No lugar e local daqueles que não estão fisicamente presentes, encontra-se então sistemas feitos de projetores, de telas translúcidas, de alto falantes, colocados frente à frente de seus interlocutores em carne e osso.

Para cada participantedistante, uma image de tamanho real de seu rosto e ombros, é projetada em uma tela transparente, e o fundo da imagem é desfocado para exibição apenas da sua silhueta.

Para tornar a experiência ainda mais realista e uma comunicação mais fluida, o MM-Espaço usa um sistema de reconhecimento de movimentos da cabeça e ombros, que lhe permite reproduzir o gestual do participante. Assim, durante a conversa, as telas se voltam ao mesmo tempo em que aqueles que personificam.

Pesquisa mostraram que o fato de não ter certeza de quem fala à quem durante essas reuniões foi a principal causa de problemas de comunicação associados aos atuais sistemas de teleconferência.

De acordo com a NTT, o sistema MM-Space é ainda inacabado, mas os pesquisadores planejam testá-lo em tempo real, em breve, para determinar qual seria a localização ideal de câmeras e resolver as questões remanescentes de menos importância, mas que ainda impedem ainda a sua comercialização imediata.

Outras empresas têm trabalhado em projetos similares, como o Virtual Holiday Dinner, que pretende reunir membros de uma família virtual para um jantar festivo - o serviço está disponível em algumas noites especiais no virtualholidaydinner.com. Telcordia Technologies também está trabalhando em um projeto de conferência projeto em visão proximada, que usaria câmeras de vídeo e telas de projeção traseira para aumentar o nível de comunicação não-verbal


Tradução feita por Ana Spadari

Veja também

Publicado por ninha25. Última modificação: 13 de abril de 2012 às 20:28 por ninha25.
Este documento, intitulado 'A videoconferência do futuro se faz mais real ', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM (br.ccm.net) ao utilizar este artigo.