Google lança "Google Drive", serviço de armazenamento online para o grande publico

Fevereiro 2017


O Google lançou um serviço de armazenamento on-line para o grande público, o "Google Drive", um sistema de informação desmaterializada, para trabalhar em grupo e comunicar pastas on-line.

Os usuários beneficiam de 5 GB de armazenamento gratuito e podem comprar mais capacidades, a preços que variam de país e de capacidade - nos Estados Unidos, o preço pode chegar a 799 dólares, por mês, para 16 TB, ouseja, 16.000 GB. Os pacotes profissionais também incluirão um serviço de ajuda, disponível 24 horas por dia.

O software que permite acessar o Google Drive foi desenvolvido para computadores rodando no Windows (o sistema operacional da Microsoft) ou no iOS da Apple, assim como nos dispositivos móveis rodando no Android.

A versão para dispositivos móveis da Apple (sistema iOS do iPod, iPhone e iPad) está prevista para breve..

Google Drive também será integrado à nova geração de pequenos laptops rodando no sistema Chrome do Google.

"Queremos garantir que todos os dados dos usuários estejam acessíveis em qualquer lugar", disse o responsável pelos aplicativos do Google, Sundar Pichai, durante uma teleconferência.



"É uma progressão natural". "Estamos entrando na era do pós-PC, onde é o "Cloud" (nuvem) (nota: os servidores de prestadores de serviços) que trabalha. Em breve , poderemos abrir uma pasta no Google Drive, onde quer que estejamos", acrescentou.

Este serviço é concorrente do Dropbox, lançado em 2007 por dois estudantes do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), que possui mais de 50 milhões de usuários.

Normalmente, o Dropbox propõe 2 gigabytes de armazenamento gratuito, uma capacidade que pode chegar a 18 gigabytes através de créditos que o usuário pode obter quando recruta novos usuários.

A Microsoft lançou um serviço similar, o SkyDrive, e a Apple tem o iCloud.

Mr. Pichai, do Google, disse que o Drive é "o centro da experiência on-line no Google". "O modelo foi realmente projetado para ajudar as pessoas a viver suas vidas no "cloud" (nuvem, referindo-se à computação desmaterializada, NDLR)", acrescentou.

Os mesmos documentos poderão ser consultados em diversos aparelhos e, ao destruí-los em um, você os destruirá em todos. Faxes virtuais podem ser enviados ou recebidos neste sistema.

Quanto ao Drive, o programa Google Docs é totalmente integrado, garantindo, por exemplo, que documentos de trabalho possam ser criados e editados em grupo.

A tecnologia dos motores de busca do Google é também integrado para ajudar a encontrar os documentos armazenados no Drive, por palavras ou por imagens graças ao programa Google.

A tecnologia dos motores de busca do Google também está incluída, para ajudar a encontrar documentos armazenados no Drive, através de palavras ou imagens, graças ao programa do Goggle.

Vários outros fornecedores participaram deste programa desde o seu lançamento, como os softwares profissionais Autodesk.

"Por enquanto, nós só falamos do programa para alguns desenvolvedores", disse Pichai. Mas, "com o tempo, queremos que o Drive seja visto como o lugar onde se pode criar qualquer coisa e colaborar com todos, caberá a você escolher que dispositivo e aplicativos usar."

Já se passaram cinco anos desde que o Google começou a trabalhar no Drive. A explosão de popularidade dos smartphones só confirmou a utilidade de tal programa.


Artigo original

Tradução feita por Ana Spadari

Veja também

Publicado por ninha25. Última modificação: 4 de dezembro de 2015 às 11:55 por pintuda.
Este documento, intitulado 'Google lança "Google Drive", serviço de armazenamento online para o grande publico', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM (br.ccm.net) ao utilizar este artigo.