Faça uma pergunta »

O uso do WinZip

Junho 2015


O que é a compactação de arquivos?


A compactação de arquivos consiste em criar um novo arquivo menor a partir de um ou mais arquivos; falamos de "arquivo morto" porque, muitas vezes, são destinados a servir como backup. Os utilitários de compactação surgiram por que os arquivos criados por um aplicativo não são compactados. Na verdade, isto implicaria em uma desaceleração do sistema por causa da descompactação necessária para utilizá-lo.

A operação de compactação é realizada através de algoritmos (métodos matemáticos) de compressão. Existem vários, incluindo um para criar "arquivos zipados" cuja extensão é ".zip" e, é o formato mais comum na Internet hoje.
O algoritmo usado não é o mais eficiente, mas o WinZip ajudou a obter uma interface amigável, o que faz dele um padrão de fato.

Observação :
Qualquer que seja o algoritmo utilizado, a taxa de compressão depende do tipo de arquivo, uma imagem será pouco compactada enquanto que um arquivo de texto será, muitas vezes, mais compactado, porque as informações redundantes são muito mais numerosas em um arquivo de texto do que em uma imagem.

É interessante usar a compressão de arquivos para salvá-los em mídias como disquetes ou fitas de backup. Ela permite, além do fato de diminuir o espaço necessário, reunir vários arquivos (eventualmente, em vários disquetes, o que é interessante para arquivos grandes) e, se for o caso, postá-los na internet, onde o problema do tamanho de arquivos a serem transferidos é importante.

Entre as ferramentas para gerenciar a compressão no formato "zip", o mais difundido é, sem dúvida alguma, o WinZip "para testar", que gerencia os arquivos "zip" no Windows. É o mais comum mas, certas ferramentas gratuitas também suportam este formato de arquivo.

Saiba também que os arquivos compactados são gerados, originalmente (ou seja, sem extensão ou programa adicional), na nova versão Windows Me. Algumas ferramentas (incluindo o WinZip ) permitem criar, no lugar de um simples arquivo no formato "zip", um arquivo chamado "auto-extraível"que, na verdade, é um pequeno programa autônomo executável cuja execução provocará a extração dos arquivos que ele contém em si mesmo: assim, não precisaremos de um tipo de arquivo utilitário gerindo o tipo de arquivo em questão (em compensação, o arquivo resultante é, naturalmente, ligeiramente maior e pode ser infetado por um vírus).

Note que, dependendo da versão do algoritmo usado, é possível que você não possa descompactar um arquivo se o utilitário que você está usando for muito antigo. Portanto, certifique-se de colocar a sua "caixa de ferramentas" em dia ...

Winzip pode ser baixado neste endreço:
Baixar o Winzip

Utilizar o Winzip


Ao instalar o WinZip, ele é listado como o programa padrão para gerenciamento de arquivos ".zip". Assim, para executar o WinZip, use o menu "Iniciar" ou clique duas vezes em um arquivo no formato "zip". Há uma terceira possibilidade, com o menu de contexto, que veremos a utilização e o interesse em uma próxima seção.

Quando o WinZip é executado, se ele não foi registrado (ou seja, uma licença não foi comprada e você usa no período de teste, já que se trata de um "shareware", "para testar" em português...) uma primeira caixa de diálogo nos dá as informações e devemos clicar em "Eu concordo" para podermos usar o programa.

Ao entrarmos no programa em si, a interface abaixo aparece (com a lista dos arquivos contidos no arquivo "zip", como neste caso, se você executou o WinZip, clicando duas vezes em um arquivo "zip").

Veja as ações que podemos efetuar a partir desta interface :


Este botão cria um novo arquivo. Depois de perguntar onde colocar este novo arquivo, o WinZip exibe uma caixa de diálogo onde você deverá especificar os arquivos a serem incorporados; compactando-os.
Esses arquivos não serão removidos de sua localização original, é óbvio.
Abre um arquivo em "zip". O WinZip exibe uma lista de arquivos que estão contidos neste arquivo. É possível extrair um único arquivo ou a pasta inteira.
Permite o acesso a diretórios "favoritos" nos quais trabalhamos com mais frequência.
Este botão está disponível assim que criarmos uma nova pasta ou abrimos uma pasta já existente. Ele permite que você adicione um arquivo à pasta em curso.
Lança a extração de um arquivo ou da pasta toda. Este menu é detalhado na seção "Extração dos arquivos de uma pasta".
O WinZip permite visualizar um arquivo antes de extraí-lo (na verdade, ele é extraído de um diretório temporário e, em seguida, excluído).
A opção Saída de Controle é útil para analisar e/ou executar os arquivos de uma pasta. Ela cria, no Gerenciador de programas, um grupo com um ícone para cada arquivo da pasta. Clique duas vezes em um ícone deste grupo para executar o arquivo correspondente, ou para visualizar o arquivo com o programa relacionado. Na verdade, o menu "View" é muito limitado. As entradas criadas no Gerenciador de programas são excluídas automaticamente quando a pasta é fechada.
Permite lançar um assistante para o uso do WinZip.

Criação de um arquivo com o menu contextual do Windows


Ao clicar com o botão direito do mouse, o Windows permite apresenta um menu de contexto. Quando você clica com o botão direito do mouse, este menu de contexto é personalizável e o WinZip aproveita para permitir a criação direta de uma pasta.
Para isso, a instalação do WinZip acrescenta as opções "Adicionar ao zip" e "Adicionar à"+nome do arquivo" ao menu de contexto do Windows.

Se você clicar no botão direito do mouse depois de selecionar no explorador de arquivos um arquivo chamando "superman", o Windows irá exibir o menu abaixo.

menu contextual do Winzip


O ícone representando uma morsa com uma pasta é o símbolo do WinZip.
Você pode adicionar o arquivo a um arquivo zip existente ou a um novo arquivo com um nome a ser especificado (opção "Adicionar ao Zip").

Também é possível criar diretamente o arquivo "superman.zip" (opção "Adicionar ao superman.zip "). Neste caso, o arquivo "superman.zip" já existe, ele é atualizado com a adição ou a modificação do arquivo "superman" na pasta.

Também é possível selecionar vários arquivos no Explorer (pressionar uma das teclas Ctrl ou Shift quando você selecionar os arquivos com o mouse) para criar uma nova pasta com vários arquivos (como se tivéssemos usado o menu "Adicionar" da interface do WinZip), ou atualizá-la. Neste caso, apenas o menu " Adicionar ao Zip" aparecerá.

Adicionar um arquivo a uma pasta


Quando clicamos no botão "Adicionar" da interface do WinZip, a caixa de diálogo abaixo aparecerá.


Esta caixa de diálogo permite selecionar um ou mais arquivos (pressionando a tecla "Shift " ou "Ctrl" ao mesmo tempo que você seleciona os arquivos com o mouse).

Para adicionar todos os arquivos você deverá clicar em "Adicionar com caracteres de substituição". Se a opção "Pesquisar subpastas" estiver marcada, os arquivos das sub-diretórios serão incluídos na pasta. A árvore não aparece como tal na interface do WinZip, mas ela é mantida

Também é possível especificar a taxa de compressão e as medidas a serem tomadas. Na taxa de compressão, quanto maior a compactação, menor a pasta mas, mais tempo será necessário para criá-la e extraí-la.

Extração dos arquivos de um arquivo


Quando estamos no WinZip e clicamos no botão "Extrair", a caixa de diálogo abaixo aparece.

extraitre des fichiers avec Winzip

Isso nos permite especificar para que pasta queremos extrair (descompactar) os arquivos contidos na dita pasta.
Também podemos optar por extrair um único arquivo (aquele selecionado previamente clicando na interface do WinZip) ou a pasta inteira.

A opção "Usar nomes de pasta" permite respeitar (ou criar, se ainda não existir), durante a extração, a árvore dos diretórios onde estavam os arquivos no momento da criação da apsta. As outras opções não necessitam de comentários.

Outras ferramentas e outros formatos


Outros algoritmos de compressão existem e para cada um deles existem diversas ferramentas para manipulá-los.
Aqui estão várias, mas esta lista está longe de ser exaustiva


rar Este é um concorrente direto do formato "zip". No PC, o utilitário WinRAR permite usar esse tipo de arquivo. Ele também permite criar arquivos auto-extraíveis (arquivos SFX), gerir o formato zip...
zip O formato zip é gerido por outras ferramentas além do WinZip . Por exemplo, o FreeZip , que é gratuito, ou o ZipMagic 2000. Também pode-se encontrar na Internet componentes de softwares para criar seus próprios programas de arquivos "zipados". Estes componentes existem como uma biblioteca VCL para Delphi, ou OCX para VB ... Alguns desses componentes são gratuitos, outros pagos.
cab É a extensão dos arquivos "CAB" (Microsoft cabinet file), muitas vezes utilizada pelos programas de instalação do Windows e os ActiveX na Internet.
arj É um formato de compressão pouco usado. WinARJ permite gerenciar arquivos no formato "arj" e "zip".
tar É um formato de arquivo amplamente utilizado nos sistemas Unix, incluindo Linux. Ele é usado para backups em fitas.
gzTambém é usado nos sistemas Unix, esses arquivos são criados com o utilitário "gzip". Ele é frequentemente associado aos arquivos "tar", o que resulta em arquivos com extensão ".tar.gz".
Para mais informações
jar É o formato de compactação adotado pela linguagem Java para seus "pacotes".
Para mais informações



Tradução feita por Lucia Maurity y Nouira
Para uma leitura offline, é possível baixar gratuitamente este artigo no formato PDF:
O-uso-do-winzip.pdf

Veja também

Na mesma categoria

Publicado por pintuda.
Este documento, intitulado « O uso do WinZip »a partir de CCM (br.ccm.net) está disponibilizado sob a licença Creative Commons. Você pode copiar, modificar cópias desta página, nas condições estipuladas pela licença, como esta nota aparece claramente.