Quando Java ameaça todos os computadores do planeta

Dezembro 2016



Deve-se desativar urgente a plataforma gratuita Java com o rico de se fazer piratear, asseguram os especialistas em segurança informática.

Os especialistas da segurança informática detectaram uma falha « crítica » no programa Java, quer a ameaça todos os computadores que o utilizam.

"Computadores portáteis do centro de dados, consoles de jogos aos telefones celulares, a tecnologia Java está presente em todas as frentes ! », se gaba o site do gigante americano Oracle, que edita o programa. E evidentemente: Java é uma linguagem de programação uma plataforma informática. Esta linguagem permite a execução de programas, de jogos e de aplicações profissionais.

Então uma falha de segurança « critica" é descoberta, o pânico se alastra. Sobretudo quando mais um bilhão de computadores e três milhões de telefones utilizam Java.


==Oracle com conhecimento das falhas==.

Descoberta dia 26 de agosto pelo escritório de segurança FireEye, esta falha de Jave 7, a última versão da linguagem, pode ser explorada para obrigar um navegador (Chrome, Firefox, Internet Explorer, Safari...) a carregar qualquer programa que será depois executado em um computador.

Concretamente, um haker poderia, assumir a distância, o controle de um computador via um vírus. Pelo momento, somente os PC sob Windows parecem ser implicados nesta vulnerabilidade. Mas os Mac ou os computadores com Linux poderiam ser as próximas vítimas.

De acordo com o site especializado 01 Net, a falha "foi inicialmente utilizada pelos piratas de alto grau, com a finalidade de ciber espionagem implantando uma variante do Veneno Ivy, um cavalo de Troia. Mais importante ainda, uma "prova de conceito", uma demonstração da existência da falha tinha sido publicado na internet. Hoje, um hacker pode usar qualquer falha ou violação de segurança.
O caso é mais preocupante quando sabemos que a Oracle tinha sido avisada por uma sociedade de segurança polonesa de uma grande falha na Java. Security Explorations afirma, com efeito, ter ter alertado a empresa norte-americana desde o dia de 02 de abril, indicando nada menos que 19 buracos. No entanto, a Oracle não parecem ter tido uma iniciativa especial para reparar a falha mais ameaçadora. A próxima atualização do programa está prevista para meados de outubro
.

Instruções para desabilitar o Java


As empresas especializadas em segurança de computadores, incluindo Kaspersky, Sophos e F-Secure são unânimes em dizer : a vulnerabilidade é realmente crítica. Eles, portanto, recomendamos desabilitar Java de seu computador.
Como? Nada mais simples.

"Le Nouvel Observateur" fornece instruções passo a passo.

Windows


Windows, basta clicar em "Iniciar" para ir para o "Painel de Controle", depois em "Programas" e depois em "Programas e Recursos". Deve então escolher "Java" e clique em "Desinstalar".

MAC


No Mac OS, você deve ir para a pasta "Aplicações, depois na pasta " Utilities " enfim selecione " Preferências de Java ". Em seguida o módulo Java deve ser desativado.

Navegadores


Mas não está terminado. Java deve também ser desabilitada no seu navegador .

- Em seu navegador:
  • Internet Explorer, você deve ir ao menu "Ferramentas" e depois "Opções da Internet", e depois na guia "Programas". Clique em "Manage Add-ons", uma seleção de Java na lista e então "Desativar" o módulo.
  • Mozilla Firefox, vá ao menu "Ferramentas", em seguida, clique em "Extras" e finalmente "Plugins". Em seguida, selecione "Java" e clique em "Desativar".
  • Safari, navegador da Apple, deve ir em "Configurações", depois a aba "Segurança". Finalmente apenas desmarque a opção "Permitir Java".
  • Google Chrome, você deve clicar sobre a chave no canto superior direito do navegador e clique em "Configurações". Depois em "Configurações Avançadas", você deve clicar em "Configurações de conteúdo", depois em "Desativar plug-ins" e depois em "Desativar" botão situado abaixo de "Java".



Tradução feita por Ana Spadari

Veja também :
Este documento, intitulado « Quando Java ameaça todos os computadores do planeta  »a partir de CCM (br.ccm.net) está disponibilizado sob a licença Creative Commons. Você pode copiar, modificar cópias desta página, nas condições estipuladas pela licença, como esta nota aparece claramente.