Configurar um proxy na Debian ou Ubuntu com @ no login usuário ou senha

Dezembro 2016


Em uma distribuição Debian recentemente instalada, os usuários devem se conectar em um proxy para navegar na net (sobretudo em uma empresa) e muitas vezes se deparam encurralados por dois problemas ligados a uma coisa : a arrobas (@) é interpretada pelo terminal como sendo um separador e não como algo que faz parte do login ou da senha.

Algumas sociedades utilizam um login no proxy da forma "endereço.email@domaínio.br" é preciso então obrigatoriamente fazer o sistema compreender que o @ faz parte do login.

Se sua senha comporta um @ era também será interpretado como um separador ou não considerado. Sua senha será desta forma, errada.

Eis as soluções:
Em todos os casos, as linhas de comando se fazem no console (ou terminal)
Se você tem erros de autorizações, passe em modo root
su root
ou
sudo
antes do comando no Ubuntu


No caso de um proxy normal ou a autenticação pode de fazer com um nome curto (exemplo domínio/user )
a sintaxe é:

 export http_proxy=[http://][DOMAIN\]USERNAME:PASSWORD@SERVER:PORT       
 export ftp_proxy=[http://][DOMAIN\]USERNAME:PASSWORD@SERVER:PORT


No caso em que o login comporta um arrobas

Substituir o arrobas por \@


 export http_proxy=http://EMAIL\@DOMAIN.COM:PASSWORD@SERVER:PORT       
 export ftp_proxy=http://EMAIL\@DOMAIN.COM:PASSWORD@SERVER:PORT


No caso onde o Password comporta um arrobas

Substituir o arrobas por %40

 export http_proxy=[http://][DOMAIN\]USERNAME:P%40SSWORD@SERVER:PORT       
 export ftp_proxy=[http://][DOMAIN\]USERNAME:P%40SSWORD@SERVER:PORT


Este artigo foi baseado no blog de thanassos

Tradução feita por Ana Spadari

Veja também :
Este documento, intitulado « Configurar um proxy na Debian ou Ubuntu com @ no login usuário ou senha  »a partir de CCM (br.ccm.net) está disponibilizado sob a licença Creative Commons. Você pode copiar, modificar cópias desta página, nas condições estipuladas pela licença, como esta nota aparece claramente.