A reciclagem de resíduos de equipamentos elétricos e eletrônicos na empresa

Dezembro 2016

Como organizar a reciclagem dos resíduos de equipamentos elétricos e eletrônicos (REEE) na empresa ? Da coleta ao tratamento: são necessárias várias etapas para os profissionais se desfazerem de seus equipamentos de informática usados. Procedimentos claros que regem a sua eliminação e exigem uma compreensão do circuito de reciclagem e da valorização desses resíduos, para saber com quem falar. E se o seu equipamento profissional ainda estiver funcionando, por que não considerar alternativas? Como a doação, por exemplo. Explicações.


A reciclagem necessária de equipamentos elétricos e eletrônicos (DEEE)

Os "resíduos de equipamentos elétricos e eletrônicos" incluem o conjunto de equipamentos em final de vida composto por elementos tóxicos, perigosos ou poluentes (ex: alumínio, cobre, chumbo, zinco, arsênico, mercúrio, lítio), que devem ser tratados adequadamente fazendo parte de um processo para reciclar de desenvolvimento sustentável..

De acordo com a Diretiva REEE Europeia, fazem parte deste equipamento:
  • Impressoras
  • Computadores individuais (incluindo unidade central, mouse, tela e teclado)
  • Computadores portáteis (incluindo unidade central, mouse, tela e teclado)
  • Pequenos computadores portáteis
  • Tablets eletrônicos
  • Fotocopiadoras


Veja a lista completa dos equipamentos, neste documento.

Entre particulares e profissionais, os procedimentos de coleta e de processamento de lixo eletrônico são diferentes (salvo exceções, veja mais abaixo).

As empresas, portanto, dependem dos profissionais do setor de REEE.

No site da Agência de Meio Ambiente e Gestão de Energia (ADEME) : Resíduos de equipamentos elétricos e eletrônicos (REEE) : perguntas e respostas (em francês e inglês)

REEE profissionais: dois métodos de coleta de acordo com a data de colocação no mercado dos equipamentos

  • Resíduos de equipamentos colocados no mercado após 13 de Agosto de 2005: exceto condições especificadas no contrato para a venda de equipamentos, a prestação de coleta é de responsabilidade da empresa. Esta deve financiar o transporte e a entrega em um ponto de coleta sugerido pelo fabricante do equipamento, ou utilizar os serviços de um provedor.
  • Resíduos de equipamentos colocados no mercado após 13 de Agosto de 2005: "A gestão de fim de vida destes aparelhos é responsabilidade do último usuário", diz a ADEME. "Ele pode apelar para um colecionador que enviará os resíduos após triagem para outro lugar ou, diretamente para um operador de tratamento". A empresa também pode entrar em contato direto com um fornecedor de tratamento.


Casos específicos: se um TPE comprou o seu equipamentos de informática em um distribuidor público (imposto ambiental pago), então, o material dependerá do setor de REEE doméstico. Assim, é possível utilizar os equipamentos antigos durante a instalação dos novos equipamentos.

No site da ADEME : Que soluções para os seus resíduos ? (em inglês e francês)

Provedores de coleta e tratamento dos REEE profissionais

A ADEME afirma que a coleta seletiva deve ser feita de maneira seletiva: é necessário "se aproximar do seu fornecedor para que o método de classificação corresponda aos setores de valorização que ele tem".

Coleta e provedores de coleta

Em agosto de 2012, quatro eco-organizações foram aprovados, por portarias, para atender às necessidades do setor de REEE Profissional e, as quais podem juntar-se os produtores de EEE (fabricantes):
  • Ecologic : para os equipamentos de informática e telecomunicações,
  • Recylum: para equipamentos de iluminação, aparelhos médicos e instrumentos de vigília e controle
  • Recydent : para as ferramentas elétricas e eletrônicas e aparelhos médicos do setor odontológico.
  • Eco-Sistemas: para os distribuidores automáticos.


De acordo com a sua área e os resíduos correspondentes, as empresas podem recorrer a uma dessas organizações ecológicas para aprender sobre os métodos de eliminação que elas dispõem.
As empresas podem, elas mesmas, se responsabilizarem pela recolha, triagem e entrega dos resíduos para os provedores de tratamento. No entanto, muitas vezes elas confiam esta tarefa a fornecedores (ver as páginas amarelas), os custos deste serviço são altamente variáveis.

Os provedores de tratamento

Tratamento de lixo tecnológico - no Brasil e na União Europeia

Recondicionamento e doação do equipamento de informática funcionando corretamente

Se o equipamento está em boas condições de funcionamento ou se alguns de seus componentes são reutilizáveis, é possível considerar o seu recondicionamento.

Setor de recondicionamento solidário

possibilidade de recondicionamento de resíduos elétricos e eletrônicos.

Empresa de revalorização de material de informática antigo.

Doar material de informática para os seus funcionários

Se o seu equipamento foi amortizado, a lei permite a doação de alguns equipamentos para os funcionários: são, principalmente, computadores (laptops ou CPUs e monitores) e softwares necessários para executá-los,assim como os periféricos (scanner e impressora).
Os funcionários com um contrato de trabalho podem receber esta doação.

Saiba mais


Veja também :
Este documento, intitulado « A reciclagem de resíduos de equipamentos elétricos e eletrônicos na empresa »a partir de CCM (br.ccm.net) está disponibilizado sob a licença Creative Commons. Você pode copiar, modificar cópias desta página, nas condições estipuladas pela licença, como esta nota aparece claramente.