Cinco práticas eco-responsáveis na empresa (Green IT)

Janeiro 2017

O impacto ambiental da produção e gestão do fim de vida dos aparelhos eletrônicos agora é muito consequente. Emissão de CO2, a poluição química, desperdício de recursos não recicláveis: como a empresa e seus funcionários podem diminuir seu rastro ambiental? Veja um guia das melhores práticas do Green IT (eco-responsáveis) para profissionais.

Boas práticas do Green IT na empresa

Gestão da impressão

  • Dar preferência à impressoras multifunções,
  • Evitar impressão colorida,
  • imprimir em apel reciclável (certificado FSC),
  • Incentivar a impressão recto-verso,
  • Diminuir o tamanho das páginas a serem imprimidas dando preferência à " l'impressão múltipla" (ex: para os documentos que precisam de visualização),
  • Previsualizar os documentos antes da impressão,
  • Selecionar os trechos de páginas a serem imprimidas,
  • Configurar corretamente a qualidade de impressão (ex: rascunho),
  • Reciclar papel e toner: Alguns fabricantes (ex: Canon) e as empresas propõem programas para reciclar gratuitos para toners e cartuchos de jato de tinta,
  • Para saber mais: Reduzir os custos de impressão na empresa.

Gestão dos softwares

A renovação prematura do hardware é particularmente devida ao fim do suporte técnicos dos softwares e à necessidade dos recursos de hardware dos novos softwares (ex: RAM, espaço de disco).

Aumentar a duração de uso de um software aumenta a duração de vida do hardware (veja mais abaixo)

Ilustração: de acordo com o "Guia para o sistema de informações eco-responsável (WWF França)," é preciso 70 vezes mais memória viva para escrever o mesmo texto no Windows 7 / Office 2010 do que no Windows 98 / Office 97.

Entre as boas práticas de gestão dos softwares:
  • Atualizar os softwares (instalação de novas versões) apenas em caso de absoluta necessidade (imperativo do ponto de vista da segurança). Isso envolve pular versões não críticos ou que não oferecem funcionalidades fundamentais.
  • Optar por softwares cujas funcionalidades podem ser reforçadas através de extensões. Este é o caso de muitos softwares Open Source, que teem a vantagem de oferecer atualizações gratuitas.
  • Se possível: obter do editor de um software que ele se comprometa com a duração de funcionamento do mesmo (compatibilidade com uma configuração técnica dada durante um determinado período de tempo).

Gestão do computador

O desafio é aumentar a vida útil do computador, para limitar o impacto ambiental da fabricação e o final de vida do hardware (emissão de CO2, consumo de recursos não renováveis, poluição química).

A vida útil do computador pode ser duplicada (passando de 3 a 6 anos) por certas ações:
  • Aumentar o ciclo de renovação dos softwares e do Sistema Operacional, enquanto houver suporte técnico (veja acima),
  • Melhorar o desempenho da sua máquina: desfragmentar frequentemente o seu disco rígido, excluir os arquivos temporários e os softwares obsoletos e inúteis,
  • Limpar o PC e os periféricos anualmente (torre, ventilador e processador, cartões, teclado, monitor) para reduzir a taxa de falha,
  • Optar por hardware usado recondicionado, escolhendo, por exemplo, hardwares da marca "ordi 2.0". Esta marca é uma rede nacional de colheta, reembalagem e redistribuição de computadores lançada pelo Estado em um processo de economia solidária e de qualidade ambiental.
  • Transformar os computadores antigos em cliente leve para empregos limitados: navegação na internet, softwares básicos. Para isso, usar uma distribuição Linux (como o Ubuntu), que consome pouca memória viva. Nossa dica: Utilizar o software livre na empresa
  • Desligar o computador e a tela à noite,
  • Configurar a vigília prolongada,


Para saber mais: Reduzir os custos informáticos na empresa

Gestão dos resíduos de hardwares elétricos e eletrônicos

Pensar em coletar hardware informático em fim da vida para permitir a reciclar. O revendedor (ou o fabricante, se for o caso) tem a obrigação legal de coletar e reciclar resíduos de hardwares elétricos e eletrônicos.

Veja nossa dica completa:

reciclar resíduos de equipamentos elétricos e eletrônicos na empresa

Gestão de celulares

De alguns anos para cá, os fabricantes tendem a encurtar o ciclo de renovação da suas gamas de smartphones por razões comerciais. Esta orientação comercial se junta às chamadas técnicas de "obsolescência programada", que visam reduzir a vida útil, ou a utilização de um produto, para aumentar a taxa de substituição.

De acordo com o Manual, para um sistema de informação eco-responsável, "a fabricação de um telefone celular representa 79% de toda a energia consumida no seu ciclo de vida, contra apenas 19% da fase de utilização".

Face à esta tendência:
  • Para uso pessoal: usar um smarpthone o máximo de tempo possível, evitando cair na tentação da moda; relatar as características de um smarpthone com suas necessidades "reais",
  • Avaliar e comparar o desempenho ambiental de um telefone celular antes de comprar,
  • Coletar dispositivos usados para reciclagem (veja acima).

O teletrabalho

A implementação do teletrabalho reduz o impacto ambiental (emissão de CO2) relacionado com o deslocamento entre a casa e o trabalho.

Este tipo de organização é um fator de economia de economia, de ganho de tempo e de produtividade.

Nossas dicas :

Dicas relacionadas


Veja também

Artigo original publicado por . Tradução feita por pintuda. Última modificação: 14 de outubro de 2016 às 05:58 por ninha25.
Este documento, intitulado 'Cinco práticas eco-responsáveis na empresa (Green IT)', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM (br.ccm.net) ao utilizar este artigo.