Como escolher seu notebook

Dezembro 2016

O mercado de notebook é bastante dinâmico, as novidades são frequentes e as performances não cessam de aumentar, enquanto que o preço, o peso e a falta de conforto baixam! Nesta dica veremos os pontos estratégicos para a escolha de um laptop.


Conforto no uso

Mobilidade

Se a mobilidade não é importante para você, ou seja, se você não se desloca sem parar com o seu notebook, ou não trabalha em lugares improváveis, é inútil comprar um computador pequeno. Prefira um modelo um pouco mais pesado, com uma tela maior e uma bateria com mais autonomia. CVocê se sentirá muito mais confortável ao usá-lo.

Notebook/Laptop

Seu computador deve poder te acompanhar em qualquer lugar, mas você precisa de um mínimo de conforto de uso. Uma tela de 15,4 polegadas é suficiente e não torna o computador tão pesado assim, além do teclado ser bem correto em termos de conforto.

Mini notebook

Como o nome indica, os mini notebooks são modelos menores. A miniaturização, cada vez mais melhor, dos componentes permite fabricar computadores com maior performance e pesando menos de 1kg, embora oferecendo todas as funcionalidades que se espera de um PC. Podemos guardar estas máquinas em uma bolsa e usá-las em qualquer lugar. É interessante para alguém que está sempre em movimento e que trabalha em qualquer lugar.

Características técnicas

Processador

O processador é o coração do computador. As performances de uma máquina são condicionadas, em grande parte, pelo desempenho do processador. Quanto mais softwares ou aplicativos, com grande capacidade, utilizando diferentes mídias, mais o processador precisará ser potente (frequência > 2.4 Ghz). Porém, para uso de escritório ou Internet, basta um processador de qualidade média. Eles têm um desempenho suficiente para uma utilização fluida do computador. As letras no final do nome indicam a série e mostram a potência e o consumo de energia. Estas letras são tão importantes quanto o nome do modelo, uma vez que elas indicam o tipo de uso que pode ser esperado de uma máquina.

Por exemplo, na Intel, a série padrão de 4 núcleos tem um sufixo MQ ou HQ: esses processadores são quase tão poderosos quanto os i7 desktop. Em geral, a série padrão com 2 núcleos tem um sufixo M, a série U indica um baixo consumo e a série Y uma CPU com mais baixo consumo ainda: a autonomia aumenta, mas potência diminui...

Atenção : os nomes não seguem as regras das CPUs de desktop, por exemplo, o i7-5500U tem 2 núcleos / 4 threads como um i3 de CPU de desktop, e tem 20% a menos de desempenho do que um i3-4150. Mas ele só consome 15W, enquanto que o i3 consome 55W.

Memória viva

A memória viva, também é chamada de RAM. Esta memória armazena temporariamente os dados quando estes são processados pelo processador. Quanto maior a RAM mais rapidamente o processador acessará os dados a serem processados. 1 GB de RAM parece, hoje, ser o mínimo necessário. Para os mini notebooks podemos nos contentar com 512 MB, pois não usaremos os aplicativos mais consumidores.

Espaço de armazenagem

Hoje em dia, os notebooks têm discos rígidos com ótima capacidade, de até 1 TB. Este dado é importante e convém, antes da compra, determinar o espaço de armazenamento que necessitamos. Mas o tamanho não é o mais importante, também precisamos considerar a rapidez do acesso aos dados armazenados. Um disco rígido com velocidade de 7200 voltas por minuto terá melhor desempenho do que um de 5400. Certos computadores propõem uma memória flash ou SDRAM. Ao contrário do disco rígido, este método de armazenamento não funciona com nenhum elemento mecânico, o que o torna mais frágil. Em compensação, ele é mais caro e não oferece um espaço muito grande (até 16 GB) e uma duração limitada.

Placa gráfica

É um elemento estratégico se você jogar com videogames ou trabalhar com a animação em 3, muito dispendiosos em termos de recursos. Escolha uma placa gráfica com grande desempenho, pois elas se tornam obsoletas com muita rapidez e não pode ser trocada facilmente. Recomendamos assim, uma placa com no mínimo 512 MB de RAM dedicada para vídeo, associada a uma placa gráfica potente o bastante. Veja a dica Como escolher sua placa gráfica. Também pode ser interessante ter uma saída para TV em seu notebook, mas o alto desempenho da placa gráfica não é obrigatoriamente necessário. Aliás, os mini notebooks e certos modelos de qualidade inicial propõem somente um chipset gráfico (uma chip integrado à placa gráfica), amplamente. Suficiente para a burótica ou Internet.

Conectividade

Devemos levar em conta o uso que faremos com a máquina que vamos comprar e ver tudo o que precisamos em termos de conectividade. O firewire, em particular, é cada vez mais mais utilizado devido ao seu desempenho (muito mais rápido do que que a USB em troca de dados). Também é preciso verificar as portas USB, sempre úteis (que elas sejam distantes umas das outras o bastante para acolher vários periféricos). Para assistir seus filmes em uma TV, pense em verificar a conexão HDMI. Um leitor de placas multi-função também pode ser útil para transferir os dados de sua câmera ou de seu smartphone.

Tela

Tamanho

Em geral, os notebooks têm telas que medem entre 7 e 17 polegadas. O tamanho da tela depende do uso que você vai fazer do dispositivo. Uma tela maior permite ver melhor os filmes, trabalhar confortavelmente ou jogar. Em compensação, o volume e o peso podem atrapalhar. Já uma telinha a partir 12 polegadas, ou menor, é bem mais fácil de transportar.

Brilho

Como para as fotos de papel, é preciso escolher entre o opaco e o brilhante. O brilho favorece a visualização de vídeos com uma imagem próxima daquela da TV. O opaco é, com certeza, menos agradável para assistir um filme, mas tem menos reflexos. Mais uma vez, a escolha vai depender do uso.

Autonomia

A bateria dura de 2 a 8 horas em uso de escritório. Esse é um argumento importante para a escolha de um notebook. É bom saber que, quanto mais desempenho, mais a bateria é pesada. Também é preciso considerar se você vai se deslocar frequente. Podemos, então, ponderar sobre a qualidade da bateria e o seu consumo. Hoje em dia, existem processadores de baixo consumo que permitem um funcionamento mais longo em termos de autonomia total. Olhem bem os dados dos fabricantes (sabendo que eles são sempre um pouco otimistas).

Sistema operacional

É, certamente, o mais importante. Se todo mundo prefere Microsoft, de mais em mais os computadores low cost vem com as distribuições Linux, para economizar com as licenças Windows. O sistema Linux é muito simples de usar, mas é preciso prever um certo tempo de adaptação se você estiver acostumado com o Microsoft. Da mesma forma, nem todas os aplicativos são compatíveis com o Linux, mesmo se podemos encontrar softwares equivalentes.

Barulho e calor

Esquecemos frequentemente destas configurações na escolha de um notebook. Portanto, com o tempo, elas se revelam importantes, até mesmo fundamentais, em termos de conforto de uso. Os computadores esquentam e, é por esta razão, que eles possuem ventiladores. Às vezes, os ventiladores são muito barulhentos. Da mesma forma, certos computadores aqueçam mais do que os outros. Porém, verificar essas configurações antes de comprar é difícil, sobretudo, se for comprado online. Podemos dizer que , quanto mais alta for a qualidade, menor será a importância desses problemas.

Garantia

Em função de seu nível de experiência em informática, pode ser interessante ter uma garantia complementar. Como não é possível trocar peças de um laptop, então a garantia pode ser importante, a não ser que você troque de computador frequentemente.

Upgrade

E claro, se nós quisermos fazer com o laptop a mesma coisa que com um PC de fixo, ou seja, substituir os componentes mais antigos por outros com mais desempenho. Apesar de ser fácil adicionar uma memória e trocar o disco rígido, só alguns laptops permitirão a troca do processador (é preciso verificar o socket com a CPU-Z) e, ainda menos a placa gráfica, pois raros são os notebooks equipados com placa gráfica ligada pelo conector especial à placa-mãe (conector MXM) poderão substituir sua placa gráfica. Quanto às placas gráficas externas (e-GPU), é preciso uma porta especial para não retê-las, pois as conexões pela porta PCMCIA ou ExpressCard são equivalentes as do PCI-Express x1. Portanto, devemos escolher bem desde o início! Saiba que existem lojas especializadas que trocarão o processador ou a placa gráfica, caso isso seja possível.

Veja também :
Este documento, intitulado « Como escolher seu notebook »a partir de CCM (br.ccm.net) está disponibilizado sob a licença Creative Commons. Você pode copiar, modificar cópias desta página, nas condições estipuladas pela licença, como esta nota aparece claramente.