O interesse dos conteúdos das redes sociais para as empresas

Novembro 2016

Para uma empresa, as questões de relacionamento com o cliente e da imagem de marca também podem passar pelas redes sociais. Estes meios representam novas alavancas para a marca, desde que ofereçam conteúdos adequados. Mas as redes sociais também colocam a questão do uso de imagens compartilhadas.

As questões das redes sociais para as empresas

Twitter, Instagram, Facebook ... as redes sociais representam um desafio para as empresas. Isso é chamado de mídia social e marketing na web, novas alavancas para a imagem e a relação com os clientes da empresa.
  • Melhorar a visibilidade da empresa em novas mídias,
  • Dar uma nova imagem para a marca ou seus produtos,
  • Envolver-se em um diálogo entre a marca e os internautas.

Além da imagem da marca e do diálogo com os internautas, as redes sociais também podem ser um desafio em termos de prospecção, aquisição, e de SEO.

Mas cuidado quando escolher a rede social adaptada à empresa. Para estar presente nos canais certos, é preciso entendê-los para adotar uma abordagem qualitativa.

Que conteúdos podem ser propostos pelas empresas ?

As redes sociais oferecem uma abertura para conteúdos originais ou que causam uma reação de envolvimento da parte dos assinantes e usuários. Um marketing por imagem, que pode ser expresso de várias maneiras.

Vários tipos de conteúdos podem ser compartilhados:
  • Imagens (fotos ou vídeos) que valorizam as ações ou o ambiente da marca, propondo ao usuário descobrir aspectos da empresa que ele não conhece,
  • Fotos dos produtos e serviços da marca, envolvendo usuários em um processo de partilha de suas próprias fotos do produto,
  • Informações corporativas, voltadas para respeitar a linha de expressão adotada na rede social, para atingir os cadastrados,
  • Informações sobre o universo da marca, que podem envolver os usuários em um diálogo com a empresa.

No Facebook

No Facebook, a rede social é mais propícia para o compartilhamento de conteúdos relativos ao mundo dos negócios. No entanto, é preciso levarmos em conta a diminuição do alcance das publicações de uma página: apenas 5% dos assinantes veem uma publicação da página aparecer no seu feed de notícias. Pensaremos mais especificamente no Google Plus para empresas locais, por exemplo, os comentários e a localização podem ser particularmente visíveis para um usuário que busca informações imediatas.

No Twitter

O Twitter é mais adequado para uma animação contínua, para criar uma relação com o usuário. É o suporte que pode ser adaptado, por exemplo, para a implementação de um serviço de cliente.

No Instagram e no Pinterest

O Instagram e o Pinterest são dedicados à imagem. São canais que podem solicitar os usuários diretamente, integrando-os em um processo de partilha.
Para saber mais: Descobrir e usar Pinterest para o seu negócio.

Como incluir os conteúdos das redes sociais em um site?

Essas redes sociais criam um fluxo regular de informação quando são animadas. É possível agregar essas informações no site da empresa, em um blog da empresa ou em outra rede social.

Podem ser adotadas várias técnicas :
  • Um feed do Twitter para um site da empresa ou um blog de negócios, que consulta os últimos tweets. Ele pode ser limitado aos tweets que emanam da empresa, mas também podem levar em conta as interações com outras contas,
  • Um feed do Facebook, que funciona da mesma maneira que um feed do Twitter,
  • Um feed do Instagram, que agrega os conteúdos compartilhados pela conta oficial da empresa ou aqueles que são compartilhados por todos os usuários com um hashtag definido durante a configuração.

É aconselhável facilitar o link entre o site da empresa e as redes sociais oficiais, principalmente destacando links nos sites corporativos.

Direitos autorais: limitações e restrições das redes sociais

Em muitos países, as fotografias são protegidos por direitos autorais. Ao compartilhar suas próprias fotos em uma rede social, os usuários as tornam públicas. Até que ponto as empresas podem usar essas imagens?
A maioria das redes sociais integraram essa noção de direitos autorais em seus Termos de Uso. Este é o caso, por exemplo, do Facebook, que respeita a propriedade intelectual das imagens, enquanto concede uma licença para o uso dos conteúdos de propriedade intelectual publicados no Facebook ou em conexão com o Facebook. Isto também se aplica ao uso de um aplicativo que requer o acesso aos conteúdos e informações.
  • As imagens postadas no Facebook podem aparecer nos resultados de pesquisas relacionadas à marca ou à empresa, desde que sejam utilizadas no aplicativo de origem ou em um aplicativo relacionado,
  • Os termos de Uso estabelecidos pelo Twitter, Instagram ou LinkedIn determinam as mesmas condições de propriedade compartilhada,
  • Para uma empresa que deseja usar essas imagens, não é possível reproduzir as fotografias postadas pelos usuários, exceto se respeitar o contexto de um aplicativo relacionado com a rede social,
  • A empresa também é capaz de fazer valer seus direitos autorais em suas próprias imagens compartilhadas em redes sociais.

Foto © Fotolia M. Willing

Tradução feita por Lucia Maurity y Nouira

Veja também :
Este documento, intitulado « O interesse dos conteúdos das redes sociais para as empresas »a partir de CCM (br.ccm.net) está disponibilizado sob a licença Creative Commons. Você pode copiar, modificar cópias desta página, nas condições estipuladas pela licença, como esta nota aparece claramente.