Navegação anônima

Dezembro 2016

Nada mais frustrante do que saber que deixamos rastros no computador quando navegamos na internet. Quando nos conectamos a um site, o computador é identificado pelo seu endereço IP, armazenado pelo site distante e por todos os sites, apresentando imagens-links ou conteúdo dinâmico no site em questão. Além do mais, os cookies utilizados pelos sites, são pequenos arquivos que permitem memorizar as preferências do usuário durante a sua sessão, em particular os dados preenchidos pelo usuário nos diferentes formulários. Se, originalmente, eles servem para personalizar a navegação, estes cookies podem ser utilizados para registrar informações com fins comerciais, em especial, com o objetivo de vender o seu e-mail (caso do spam) ou seus hábitos de navegação e do consumo de sites de profiling.


Existem meios de limitar estes riscos e este artigo pretende explicá-los A melhor defesa, sem dúvidas, é a vigilância dos internautas no que concerne as informações pessoais publicadas nestes sites distantes.

Princípio de navegação na internet

Quando navegamos na internet, o computador utiliza um endereço único, chamado endereço IP, que permite aos servidores web distantes de te responder. Para a maior parte dos usuários, o endereço IP é fornecido pelo fornecedor de acesso internet e muda, ou não, a cada conexão internet. A cada conexão em um site distante, este vai conservar logs (arquivo de jornais) associando seu endereço IP às páginas consultadas. Da mesma forma, o seu fornecedor de acesso guarda um arquivo de jornal de suas conexões e permite salvar uma correspondência entre você (com suas coordenadas reais de assinatura), o endereço IP e as páginas web consultadas. É quase impossível falsificar seu endereço mesmo consultando páginas web, pois você não recebe páginas enviadas pelo site distante.

Princípio da navegação anônima

A única maneira de efetuar uma navegação anônima é passar por um servidor intermediário que se conecte aos sites web que você visita, no seu lugar e, te reenvie essas mesmas páginas. Este servidor é chamado de mandatário ou proxy. Para o seu fornecedor de acesso, conecte-se sempre ao mesmo servidor, ou seja, o proxy. Para o site distante você não existe, é o servidor proxy que se conecta. As únicas limitações deste sistema são os empecilhos de um intermediário são: um tempo de conexão mais demorado, pois o pacote deve circular do seu computador ao proxy, e do proxy ao site web, e a mesma coisa de volta, sem contar o tempo de processamento utilizado pelo próprio servidor. Uma dúvida sobre ele, pois ninguém sabe quem está por trás deste proxy e se os dados que transitam por este meio não serão interceptados e reutilizadas com más intenções.

Soluções para navegar anonimamente

Existem várias soluções para navegar anonimamente: utilizar os serviços de um site web anônimo, mostrando páginas consultadas na sua própria interface e utilizar um software anônimo.

Sites web de navegação anônima

Os principais sites de navegação anônimos são:

Steganos internet anonymizer
Jap
idzap
Netscop
zend2
http://www.youhide.com/youhide
free-proxy
http://kproxy.com/Kproxy
proxify

Software de navegação anônima

Os principais softwares de navegação anônima são os seguintes:

Torpark, um derivado da versão portátil do célebre navegador Mozilla Firefox configurado para utilizar uma rede de transportadores chamados onion rings (literalmente "rodelas de cebola") trocando, aleatoriamente, os dados enumerados a fim de apagar as pistas.
JAP (Java Anon Proxy) é uma ferramenta desenvolvida em Java, multi-plataformas, para gerenciar uma lista de proxies em cascatas, ou seja, uma lista de servidores fazendo o papel de intermediário a fim de garantir o anonimato do usuário durante toda a navegação.
Torbutton (extensão para o Firefox)
é uma variedade de ferramentas para um leque de organizações e de pessoas tentando melhorar a confidencialidade e a segurança de suas trocas na internet. Compatibilidade com Windows, GNU/Linux et Mac.
UltraSurf é um pequeno software gratuito para acessar a internet anonimamente. Além de ser muito fácil de usar, ele não requer nenhuma instalação.

Apagar seus traços em local

As soluções apresentadas acima permitem evitar o registro de seu endereço IP nos sites distantes. Porém, ainda resta o problema dos vestígios em local, no navegador. Na verdade, quando se navega, o navegador armazena cookies, arquivos temporários (cache), além de guardar o histórico das páginas visitadas. Para estar seguro do anonimato é preciso utilizar um navegador portátil, armazenado no seu pen drive, onde os dados ficam em um lugar que te pertence, ou então, apagar seus traços. Para fazê-lo, esvazie o cache Internet, gerencie os cookies e apague todos os traços dos sites visitados. Utilize o CCleaner para esvaziar, de uma só vez, o cache dos diferentes navegadores (IE, Opera, Firefox, etc) e limpa um grande número de outras informações armazenadas no sistema.

Veja também :
Este documento, intitulado « Navegação anônima »a partir de CCM (br.ccm.net) está disponibilizado sob a licença Creative Commons. Você pode copiar, modificar cópias desta página, nas condições estipuladas pela licença, como esta nota aparece claramente.