As vantagens do Big Data para a empresa

Novembro 2016

O aumento do compartilhamento de informações relacionadas aos hábitos, às preferências ou às expectativas do consumidor deu a luz ao "Big Data". Esta massa de dados pode ser aproveitada pela empresa para melhor atender os seus clientes. Ela pode representar uma vantagem competitiva real.


Principalmente usado por profissionais de marketing, o "Big Data" está atraindo cada vez mais empresas, que o integram em suas estratégias BtoC ou BtoB.

Entender o Big Data

O Big Data define o uso de tecnologias e métodos para analisar o conjunto de dados. O objetivo é identificar e tornar utilizáveis certas tendências do mercado ou do comportamento dos consumidores. Ele é particularmente aproveitado pelos profissionais de marketing para definir sua segmentação e analisar todas as facetas do comportamento do consumidor. Os dados oriundos de suas compras online ou em lojas, suas preferências em redes sociais e seus históricos de navegação Internet (cookies) servem como referência para analisar um comportamento global. Ele também é chamado de "Smart Data", "Data Science" ou "Analytics".

Utilidade do Big Data

Desafios para a empresa

Em uma mesma empresa, vários departamentos podem estar envolvidos na implementação e no uso do Big Data: TI, vendas, marketing, etc. Mas é serviço de marketing que mais usa o Big Data. Estes serviços são considerados como os precursores no desenvolvimento de novas estratégias. Através deles, o Big Data responde a várias questões da empresa: melhorar a experiência do cliente, compreender melhor o comportamento do cliente e antecipar as necessidades e adaptar as campanhas de marketing. A implementação de novos processos relacionados ao Big Data também pode permitir a melhoria da cadeia logística e dos mecanismos de decisão, além de ser uma vantagem competitiva significativa.

As vantagens para o marketing da empresa são a capacidade de melhorar a eficácia das campanhas publicitárias, sejam elas online ou não, refinar a segmentação de clientes atuais e potenciais, analisar o comportamento dos clientes a 360° como as compras em loja e online, os hábitos de navegação na internet e as preferências indicadas nas redes sociais. E, as fontes analisadas podem variar: o histórico das transações, as interações multicanais, as redes sociais e os dados transmitidos pelos cartões de fidelidade, por exemplo.

Rumo a novas estratégias de marketing

O Big Data permite a adaptação ou a implementação de estratégias de marketing da empresa. Elas oferecem uma nova resposta para os problemas da empresa ou de seus projetos. Dois ângulos maiores podem ser isolados: a Análise comportamental em tempo real, para favorecer a promoção multicanal e influenciar o comportamento de consumidor: ofertas promocionais, segmentação geolocalizada, etc, e a Análise segmentar para melhorar o alvo e identificar os clientes potenciais.

Conheça, aqui, alguns exemplos de uso do Big Data: a análise preditiva, ou seja, a adaptação de uma mensagem de marketing para uma provável ação do consumidor. Um exemplo é um anúncio para um hotel em Paris, quando o usuário estiver procurando uma voo para Paris; o marketing de automação, ou seja, o marketing automatizado, e um dos exemplos é
o envio de um folder (arquivo) de acordo com a geolocalização ou a data de aniversário do cliente. Complemente este assunto,p consultando os artigos Native Advertising e Retargeting publicitário para a personalização dos resultados de pesquisa no Google, por exemplo.

Como usar o Big Data em sua empresa

Coletar os dados

Os dados podem vir de diferentes canais que não correspondem, necessariamente, às mesmas profissões e aos mesmos serviços, em cada empresa. Os canais podem ser digitais ou não, ou ter a sua própria aplicação analítica. Trata-se de centralizar esses dados em um mesmo conjunto: estabelecer um panorama dos canais dos dados existentes, implementar novos suportes para coletar feedbacks adicionais dos clientes: questionário online ou na loja, aplicação, site, redes sociais, cartão de fidelidade, etc), procurar uma solução terceirizada, ou desenvolver uma solução interna para gerenciar o fluxo de dados. Também podemos distinguir os dados internos, que a empresa produz e armazena, dos dados externos aos quais ela pode ter acesso.

Analisar os dados

O grande fluxo de dados e de informações pode constituir um risco para a empresa se "afogarmos" os objetivos no volume. Para evitar este risco, o cliente deve ser colocado no centro da análise: Como os dados podem ajudar a melhorar a sua experiência de compra? De que informações precisamos para adaptar o produto ou serviço às suas expectativas ou ao seu comportamento? O projeto Big Data de uma empresa pode ser desenvolvido em torno de vários eixos: focar no cliente e no resultado esperado, usar os dados para reforçar a sua competitividade, misturar a análise estatística e a análise preditiva para refinar os resultados.

Algumas soluções e ferramentas do Big Data

Accenture
Access
Appex
Algar
Datastax
Adobe
TiInside
SAS
Zahpee

Saiba mais sobre o assunto

Retargeting ou redirecionamento para os e-comerciantes

Veja também :
Este documento, intitulado « As vantagens do Big Data para a empresa »a partir de CCM (br.ccm.net) está disponibilizado sob a licença Creative Commons. Você pode copiar, modificar cópias desta página, nas condições estipuladas pela licença, como esta nota aparece claramente.