Configurar um site intranet ou uma rede social na empresa

Janeiro 2017

Os deslocamentos dos funcionários tornaram-se uma questão importante na vida profissional. Trata-se de privilegiar a acessibilidade da empresa e reduzir os custos para diminuir o impacto desses deslocamentos ao seu redor. Algumas soluções podem ser adaptadas no cotidiano da empresa, para promover uma maior mobilidade no trabalho. Os aplicativos de Carpool (carona solidária), as ferramentas de colaboração e os suportes de trabalho remoto veem se tornando um hábito entre os profissionais.


Vantagens para a empresa

Um estudo francês

De acordo com um estudo publicado pelo INSEE em 2010, concluído em 2009, na França, 7 entre 10 profissionais vão ao trabalho de carro, enquanto que, apenas 15% utilizam os transportes públicos. O “Institut National de la Statistique et des Études Économiques” (França) também observou uma proporção maior de pessoas que não trabalham na sua região de residência. Em 2009, 1,2 milhões trabalhavam fora de sua região domiciliar, um número que aumentou 27%, em menos de 10 anos.


Fonte: Estudo do INSEE (em francês).

Situação Global

Em 2014, o Estudo da Citrix realizado com o CEBR (Centre for Economics and Business Research) mostrou que a possibilidade de trabalhar remotamente pode acarretar economias e melhorar a qualidade de vida. De acordo com este estudo, os funcionários poderiam ganhar 85 horas por ano trabalhando, dois dias por semana, em suas casas, economizando custos de viagem e aumentando a produtividade na empresa. Otimizar os deslocamentos dos funcionários (trajetos domicílio-empresa e deslocamentos profissionais) pode responder a vários desafios para a empresa:
Reduzir custos com viagens, particularmente no caso em que a empresa participe financeiramente.
Diminuir o risco de acidentes de trabalho, ligados à fadiga ou acorridos durante um deslocamento.
Favorecer a produtividade dos funcionários, reduzindo o stress e a fadiga,
Melhorar a assiduidade facilitando o trabalho em casa (dificuldades de viagens, organização familiar, etc).

Soluções para gerenciar os deslocamentos e a mobilidade

Plano de Deslocamento Da Empresa (PDE)

O Plano de Deslocamento Da Empresa, comumente chamado de PDE é um plano de mobilidade proposto pelo executivo da empresa. Ele destina-se a promover formas de transporte menos poluentes para os funcionários. Várias pistas são geralmente exploradas, como incitar os funcionários a usar os transportes coletivos para a totalidade ou parte da viagem, ou preferir um meio de transporte menos poluente, por exemplo, a bicicleta; favorecer a implementação de soluções de carona ou compartilhamento de carro; e facilitar o tele-trabalho.

Carpooling e economia colaborativa

O Carpooling (Carona solidária) regular entre os funcionários pode ser estimulado pela empresa. Trata-se de agrupar necessidades e organizar trajetos, se necessário, com as empresas mais próximas (no caso de zonas de atividades, por exemplo). Alguns sites, como Blablacar, Beepme ou Beepme Facebook facilitam o relacionamento entre os funcionários, pela proximidade, muitas vezes por iniciativa da própria empresa. A maior parte desses sites propõe aplicativos geolocalizados. O compartilhamento de recursos também pode incluir o Coworking (escritórios compartilhados) para evitar mais deslocamentos para funcionários geograficamente distantes da empresa.

Geolocalização

A geolocalização de equipamentos da empresa (veículos, aparelhos, etc) pode ter um impacto benéfico na organização da empresa e dos funcionários:
Diminuir o tempo gasto na estrada escolhendo rotas e locais mais adequados,
Evitar viagens desnecessárias privilegiando equipamentos mais próximos do destino desejado,
Reduzir os custos de viagem privilegiando itinerários comuns, quando for possível, é claro.

A implementação deste tipo de solução ainda é bastante controlada, para evitar transbordamentos no monitoramento remoto dos funcionários.

Tele-trabalho e ferramentas colaborativas

O Tele-trabalho, ou seja, o trabalho à distância, pode ser uma resposta para várias situações. A necessidade de ficar em casa para cuidar de uma criança doente, por exemplo, ou a indisponibilidade das instalações da empresa, uma greve de transportes coletivos, ou, simplesmente, em resposta a um pedido do trabalhador ou de seu responsável. As vantagens para a empresa seriam a de limitar o deslocamento dos trabalhadores que moram longe do escritório, de manter seus funcionários em situação de produtividade, mesmo em caso de dificuldade de deslocamento e a de recrutar funcionários sem limitação de distância.

O Tele-trabalho ainda deve passar pela implementação de soluções técnicas, isto é, dar ao funcionário um acesso seguro e confiável aos dados corporativos, assim como aos softwares usados por seus colegas. Leia essas dicas para aprofundar esse assunto: A nuvem de dados da empresa e Ferramentas de colaborativas. A empresa também deverá garantir os suportes de trabalho adaptados. Leia Como organizar o tele-trabalho na empresa

Os transportadores que se deslocam

A implantação de um conjunto de aparelhos móveis (smartphones, tablets ou laptops) pode facilitar o trabalho dos funcionários nos deslocamentos profissionais. Sem chegar ao tele-trabalho, trata-se de evitar os deslocamentos extras para os funcionários, dando-lhes acesso a determinadas ferramentas.


Exemplo: tablet ou laptop conectado aos dados da empresa, para evitar que o vendedor seja obrigado a ir ao escritório, no final do dia, para sincronizar seu documentos, faturas, recibos ou seu banco de dados.

Tal como acontece com as ferramentas colaborativas, a implantação deste tipo de conjunto de equipamentos deverá ser acompanhada de uma reflexão sobre a segurança dos aparelhos e dos dados. Seria bom ler Tablets, smartphones: implementar os dispositivos móveis na empresa

Saiba mais

Ferramentas e melhores práticas para permanecer produtivo fora do escritório
Configurar um site intranet ou uma rede social na empresa

Veja também

Artigo original publicado por . Tradução feita por ninha25. Última modificação: 1 de fevereiro de 2016 às 08:38 por pintuda.
Este documento, intitulado 'Configurar um site intranet ou uma rede social na empresa', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM (br.ccm.net) ao utilizar este artigo.