Galaxy S6 e S6 Edge testados

Dezembro 2016

Durante muito tempo, a Samsung se limitou a propor telefones super potentes, sem se preocupar muito com o seu acabamento, sempre preferindo o plástico como revestimento. O Galaxy S6 é um marco na estratégia da empresa coreana, que criou um excelente smartphone.



Que a Samsung sabia fazer telefones poderosos e inovadores, isso todos nós sabíamos e já é um fato comprovado. Mas em se tratando de smartphones high-end, ela pecava por seus acabamentos. A razão seria a utilização de materiais pouco nobres como o plástico, enquanto que os seus concorrentes, como a Apple, usam metal e vidro. Com o Galaxy S6 e o Edge S6, a Samsung muda o seu jogo. Esses dois novos smartphone foram testados por nós.

Um acabamento comparável aos melhores dispositivos do mercado

A era do plástico imitando o couro acabou, como o design um tanto "démodé" dos telefones. As equipes da Samsung revestiram os dois smartphones com pele nova, usando materiais nobres, alumínio e vidro, e o design ousado, completamente renovado, com a variante Edge e suas bordas na tela curva. Temos que aplaudir essa ousadia, o resultado é um telefone super chique que justifica seu preço. Porém, podemos fazer duas pequenas críticas, uma sobre o aparência e a outra sobre a ergonomia: a parte traseira deixa marcas de dedos com muita facilidade e, como ele é extremamente liso, a tendência é deixá-lo escapar das mãos com muita facilidade. Cuidado com as telas quebradas ou rachadas.

A máquina de competição

Uma tela Super AMOLED de 5,1 polegadas (12,9 cm na diagonal) full HD, um processador Exynos 7 Octa 7420 juntamente com 3 GB de RAM, leitor de impressão digital rápido como um flash, câmera de 16 Mpix, etc ... as características técnicas deste telefone são simplesmente tudo aquilo que se faz de melhor hoje em dia. E na prática, o Galaxy S6 não decepciona pois, além de ser veloz ele não fica em dificuldade, mesmo quando lançamos aplicativos grandes consumidores de energia. Uma verdadeira felicidade.

O que há de melhor em imagens

Quanto às imagens, mesmo tendo sido detectado um pequeno deslize na espessura da câmera traseira, quando o deixamos em uma superfície plana ele fica meio que desequilibrado, é preciso reconhecer que a Samsung é forte no plano fotográfico. 16 milhões de pixels com estabilizador de imagem e vídeo em 4 K no menu. Além disso, o acesso à função é extremamente acessível bastando um clique duplo no botão Home para a câmera entrar em ação. Em relação à qualidade das fotos só coisas boas: imagens extremamente nítidas, cores naturais e, acima de tudo, a capacidade de capturar a luz em situações adversas como à noite, é realmente impressionante para uma câmera de telefone. Note também, que o sensor dianteiro passa de 2,1 à 5 Mpix e tem uma lente de grande ângulo para facilitar as selfies.

Autonomia: conte um dia e meio

Apesar da bateria ter sido reduzida em relação ao Galaxy S5 (2550 mAh contra 2.800 do antecessor), a autonomia do dispositivo não sofreu em quase nada. Ela pode aguentar um dia e meio. Além disso, o S6 diminuiu ainda mais o seu tempo de carregamento, carregando completamente em apenas uma hora e meia.

Algumas surpresas desagradáveis

Novo design rima com escolhas drásticas que poderão não agradar a todos. Assim, não é mais possível acessar a bateria e estender a memória de armazenamento através de um mini cartão SD. A Samsung alinhou-se com a Apple, incluindo uma memória mais extensa, mas fixa. Na escolha: 32, 64 ou 128 GB. Além disso, o dispositivo não é mais à prova d'água, como o S5, o que é uma pena...

Nos apaixonamos ou não?

Se você estiver procurando um smartphone Android, grande e bem acabado, eficaz em fotos e com alto desempenho, a resposta é sim. O Galaxy S6, é vendido a partir de 3.700 reais (2015) e tem alguns defeitos. Nós podemos lamentar, como podemos fazer em relação a todos os aparelhos que rodam no Android, a presença de uma sobreposição (TouchWiz) que, embora bem-sucedida e organizada, impede as atualizações imediatas para novas versões do sistema operacional móvel do Google. Por isso, somos obrigados a aguardar que as equipes da Samsung as adaptem antes de baixá-las, e isso, pode levar vários meses. Mas o Samsung Galaxy S6 continua a ser um "must" e uma referência.

Veja também :
Este documento, intitulado « Galaxy S6 e S6 Edge testados »a partir de CCM (br.ccm.net) está disponibilizado sob a licença Creative Commons. Você pode copiar, modificar cópias desta página, nas condições estipuladas pela licença, como esta nota aparece claramente.