Utilizar a tecnologia RFID em sua empresa

Dezembro 2016

A internet dos objetos pode afetar o cotidiano das empresas. Este é o caso da RFID, ou seja, a identificação facilitada dos objetos ou pessoas usando etiquetas RFID. Quais são as vantagens do RFID para a empresa? Como ela poderá utilizar desta tecnologia para seu proveito? Que obstáculos devem ser levados em conta.


Compreender melhor o RFID

Funcionamento

O símbolo RFID (Radio Frequency Identification) designa a rádio identificação através de chips ou rádio-etiquetas. Estas etiquetas podem ser coladas aos objetos (caixas, produtos, etc), ou implantadas (cães e gatos domésticos, por exemplo). As etiquetas RFID são passivas e compostas de um chip e uma antena. Elas são ativadas quando um transmissor-receptor é usado no raio de leitura da antena, em uma frequência pré-definida. A distância em que os chips podem ser ativados e lidos pelo transmissor-receptor pode variar de dez metros (para os modelos mais antigos e menos eficazes) em cerca de 200 metros. A tecnologia NFC (Near Field Communication) é uma extensão do RFID. Ela permite a troca de informações entre vários dispositivos.

Uso

Ao contrário de um código de barras que pode ser lido diretamente, o chip RFID pode ser lido independentemente dos materiais que o cercam. Este é o caso de um chip RFID colocado em uma caixa, por exemplo, ou no sapato de um desportista durante uma competição. As informações coletadas pelo transmissor-receptor podem ser exploradas por um software da empresa. Isto pode representar uma economia de tempo em termos de gestão de estoque, gestão de clientes ou visitantes e gestão de pagamentos sem contato.

Desafios para a empresa

A implementação do RFID na empresa pode atender a vários objetivos. Os princípios permanecem os mesmos, seja qual for a atividade da empresa: melhor gerenciar o fluxo e adaptar-se às solicitações dos clientes ou visitantes. Para a empresa, trata-se de ganhar tempo e eficácia em determinadas tarefas e, ao mesmo tempo, melhorar a experiência do cliente e do visitante, oferecendo um serviço que ainda não foi implantado na concorrência.

E-commerce lojas físicas

Garantir um melhor acompanhamento do estoque facilitando os inventários facilitando, melhorar o acompanhamento da disponibilidade dos produtos de acordo com os pontos de venda, controlar melhor os fluxos logísticos e facilitar o reabastecimento, e acompanhar os retornos dos produtos em serviço após venda.

Manifestações e lugares públicos

Facilitar o pagamento sem contato (festival, concerto, etc), adaptar a oferta ao percurso de um visitante (museu, lojas, parque de diversões, etc), facilitar o lançamento de alguns produtos (ex: livros em uma biblioteca), reduzir o tempo de espera no caixa ou na saída de um lugar, melhorar os sistemas antirroubo, etc...

Como implementar a tecnologia RFID

Usos

O NFC (Near Field Communication) é uma extensão do RFID. É um dos aspectos mais conhecidos e utilizados, como o pagamento NFC, nos smartphones. Existem outros usos para a empresa, como os:

Passes e as identificações: gerenciar entradas, descontando os trajetos em transportes públicos ou refeições em uma cantina,.
Transferência de dados entre dois dispositivos, ou entre um smartphone “leitor” e m chip NFC.

O RFID também abre novas possibilidades, como a identificação de animais de estimação, a gestão dos fluxos nos transportes públicos, o controle dos ingressos na entrada de um evento ou de um concerto, o acompanhamento dos atletas em uma competição ou em um percurso, a identificação de livros ou documentos em uma biblioteca ou centro de mídia, a atualização dos estoques em tempo real, o controle dos produtos quando eles saem de um armazém, etc...

Identificar os obstáculos

O primeiro obstáculo para a empresa pode ser financeiro, ou seja, a compra de chips RFID, sua substituição em caso de perda ou deterioração, assim como a criação de um software adequado, representa um custo significativo. Este custo deve ser pensado em função das melhorias planejadas para a empresa (economia de tempo, o impacto no volume de negócios e na imagem do serviço ao cliente, etc). Outro obstáculo é a própria organização dos fluxos da empresa. Por exemplo, para controlar toda a cadeia de produção, é preciso que os prestadores ou fornecedores disponham de um rastreamento exclusivo. Para completar, a questão da privacidade dos dados pode ser importante na implementação de um monitoramento por RFID.

Caso prático

Vejamos o caso da Zara, a loja espanhola, que optou pelo tracking de seus produtos com a ajuda do RFID, ou seja, o monitoramento das roupas da fábrica para o ponto de venda e o estabelecimento de um sistema de inventário inteligente para facilitar o acompanhamento do estoque. A empresa deve visar várias melhorias, como a fiabilidade e a rapidez da cadeia de suprimentos, da segurança e do serviço ao clientes. Com um efeito já programado já que a cadeia assinala um suprimento mais rápido e mais segmentado, um inventário mais eficaz e controles mais intensos.

Saiba mais

Geolocalização e os desafios para a empresa
E-commerce: escolher os meios de pagamento mais adequados
Favorecer a sinergia entre uma loja real e uma loja virtual com o Cross Channel

Imagem: ©Aurielaki Fotolia.com

Veja também :
Este documento, intitulado « Utilizar a tecnologia RFID em sua empresa »a partir de CCM (br.ccm.net) está disponibilizado sob a licença Creative Commons. Você pode copiar, modificar cópias desta página, nas condições estipuladas pela licença, como esta nota aparece claramente.