Entender a certificação 80+

Dezembro 2016


O selo 80


Entender o que é a certificação 80+ de uma fonte de alimentação

Ao optar por uma fonte de alimentação com certificação 80+, você pode ter certeza de que poupará energia a longo prazo, em comparação com uma fonte de alimentação não certificada, mas não é só isso. É também uma garantia de qualidade e durabilidade; na verdade, para obter bons resultados os fabricantes de fontes de alimentação são forçados a usar componentes de boa qualidade, o que garante uma longa vida útil se comparado com um modelo não-certificado. Um conselho: se você pensar em comprar uma fonte de alimentação, não o faça se ela não for certificada, 80 no mínimo...

O que significa 80+

Trata-se de um selo atribuído às fontes de alimentação com um rendimento (relação entre a energia consumida e a energia fornecida) superior a 82% em carga de 20, 50 e 100%. Ele certifica que, pelo menos, 80% da energia recebida na entrada é efetivamente transmitida ao aparelho (por exemplo, para fornecer 250 W uma fonte de alimentação de 500 W deverá consumir, no máximo, 300 W). A maioria dos principais fabricantes de computador se comprometeram a só utilizar alimentações de marca, incluindo a HP e a Dell.

Existem 6 níveis de certificação

O selo foi reforçado em março de 2014, o 80+ padrão representa, agora, um máximo de 18% de perda de energia a partir de 20% de carga e, portanto, passa para 82% de rendimento mínimo. Os outros também foram revistos e um novo nível foi criado: Titanium (Titânio).

Alimentação 80+ Padrão

82, 85 e 82% de rendimento mínimo de carga 20, 50 e 100%, respectivamente.

Alimentação 80+ Bronze

85, 88 e 85% de rendimento mínimo de carga 20, 50 e 100%, respectivamente.

Alimentação 80+ Prata

87, 90 e 87% de rendimento mínimo de carga 20, 50 e 100%, respectivamente.

Alimentação 80+ Ouro

90, 92 e 89% de rendimento mínimo de carga 20, 50 e 100%, respectivamente.

Alimentação 80+ Platinum

92, 94 e 90% de rendimento mínimo de carga 20, 50 e 100%, respectivamente.

Alimentação 80+ Titanium

90, 94, 96 e 94% de rendimento mínimo de carga 10, 20, 50 e 100%, respectivamente.



Dica para escolher uma alimentação

Para terminar, um truque simples para escolher a potência de uma fonte de alimentação, como você pode ver na tabela acima, uma fonte de alimentação certificada 80+ oferece seu melhor desempenho quando ela trabalha em 50% de carga. Assim, basta avaliar, aproximadamente, o consumo máximo do seu PC e multiplicar por dois, por exemplo, uma configuração normal, com um bom processador e uma placa de vídeo média consome entre 200 e 250 W. Por isso, será preciso um bloco fornecendo idealmente entre 400 e 500 watts, dependendo do seu uso (escritório ou gamer) e, claro, certificada 80+!

Link para o organismo de certificação

Veja também :
Este documento, intitulado « Entender a certificação 80+  »a partir de CCM (br.ccm.net) está disponibilizado sob a licença Creative Commons. Você pode copiar, modificar cópias desta página, nas condições estipuladas pela licença, como esta nota aparece claramente.