P2V - Virtualizar um sistema físico

Janeiro 2017

É possível virtualizar uma instalação física do Windows, porém não tenha muitas expectativas. Veja, abaixo as diversas soluções testadas:


No GNU/Linux: partimage, clonezilla e comando GNU/Linux dd
No Windows: Disk2vhd e o backup nativo do Windows

Todas as opções são complicadas (manipulações difíceis) para uma falha garantida sistematicamente. Esqueça!

A única solução possível continua a ser uso do VMware Converter.

VMware Converter

É preciso previamente inscrever-se no site do editor para obter o link do download final. A inscrição é gratuita: clique aqui. Baixe-o e instale-o, depois você deve obter os direitos de administrador. Para obtê-los clique direito sobre o ícone do aplicativo (que deve estar na área de trabalho) e na guia Compatibilidade marque Executar este programa como administrador . Para finalizar, clique em Valide.

O VMware Converter também pode converter a partir das imagens de backup Acronis TIB (True Image Echo 9.1 e 9.5, True Image Home 10 e seguintes) (não testado); das imagens de backup SV2I Norton Ghost (10, 12 e 14) e das Imagens Symantec Recuvery (não testado).

Procedimento de conversão

Veja, agora, como converter um sistema operacional físico na máquina virtual.

Sistema Fonte :
Selecione o tipo de fonte: Powered-on machine,
Specify the powered-on machine: This local machine

Destination System:

Select destination type: VMware Workstation or other VMware virtual machine
Name: o nome da máquina
Select a location for the virtual machine: informar a pasta de destino

Opções : edite para selecionar e desselecionar as partições e outros recursos. Nesta fase, é possível optar por partições não-Windows, mas o sucesso não é garantido.

Resumo


Título
O aplicativo VMware Converter parece não ser funcional no GNU/Linux via Wine, pois ele deve ser lançado como root.

Explorar a conversão

Temos 2 arquivos:

Nom_Machine.vmdk : o disco rígido virtual com VMware Workstation ou Player bem como com o VirtualBox.

Nom_Machine.vmx </bold>: o descritivo de configuração da máquina virtual para usar com o VMware Workstation ou Player.

Note que o disco virtual VMDK resultante é imediatamente explorável em uma máquina virtual. No caso inicial de uma máquina com vários sistemas, se a única partição contendo o Windows foi corretamente selecionada, obtém-se um Windows diretamente operacional e que não é "poluído" por um Grub ou outro seletor do sistema operacional.

Saiba que, esta dica é inutilizável para um sistema não-Windows. Para selecionar as partições GNU/Linux, você deverá fazê-lo às cegas (já que o Windows não vê corretamente os discos não-Windows), mas, em seguida, é um belo fracasso na certa.

Interesse do P2V

Reutilizar um Windows de um disco antigo e não perder muito tempo recriando uma máquina virtual do Windows.

Advertência

Só para lembrar, esta dica é inutilizável para virtualizar um sistema operacional não-Windows e se a versão física do Windows for de 64 bits, lembre-se de ativar os recursos de virtualização de 64-bit BIOS/UEFI ((Virtualization Technology - Tecnologia de Virtualização) AMD-V (para AMD) ou VT-x (para Intel).

Veja também

Artigo original publicado por . Tradução feita por ninha25. Última modificação: 12 de janeiro de 2016 às 09:03 por ninha25.
Este documento, intitulado 'P2V - Virtualizar um sistema físico', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM (br.ccm.net) ao utilizar este artigo.