Mitos - É necessário desativar um chipset gráfico integrado?

Dezembro 2016






Mito


Minha placa mãe possui um chipset gráfico integrado. No caso de acrescentar mais uma placa gráfica dedicada, eu devo desativar o chipset no BIOS.

Realidade


FALSO O melhor é evitar. No caso de falha da placa dedicada, o chip gráfico não será mais funcional e o reset do BIOS será a única saída.

Explicações


Faz muito tempo já que os BIOS das placas mãe são programados para desativar o chip gráfico no caso em que uma placa « filha » do tipo vídeo é detectada no porto gráfico (AGP ou PCIexpress16).
No momento da instalação de uma placa gráfica em uma placa mãe dotada de um chipset integrado, não tem nada a fazer, nem mesmo desinstalar os antigos pilotos.

Nvidia e AMD propõem, aliás, algumas soluções biGPU associando o chip gráfico da placa mãe e uma placa dedicada (da mesma marca) compatível. Estas tecnologias levam o nome Hybrid SLI® da marca Nvidia ou ATI Hybrid CrossFireX(TM) da marca AMD. Elas visam essencialmente baixar a energia dedicando as funções 2D ao chips integrado e as funções 3D à carta dedicada. Estas soluções são discutíveis para as aplicações que necessitam essencialmente da 3D e não provoca nenhum ganho em potência.


Tradução feita por Ana Spadari

Veja também :
Este documento, intitulado « Mitos - É necessário desativar um chipset gráfico integrado?  »a partir de CCM (br.ccm.net) está disponibilizado sob a licença Creative Commons. Você pode copiar, modificar cópias desta página, nas condições estipuladas pela licença, como esta nota aparece claramente.