Como ter uma lista completa dos comandos do MS-DOS

Janeiro 2018


É muito difícil encontrar uma lista completa dos comandos em BAT, pois não existem muitas. Para obtê-la, inicie o prompt de comando do MS-DOS e digite Help (Ajuda), depois pressione a tecla Enter.

Todos os comandos incluídos no command.com aparecerão. Todos os outros comandos (Deltree ou Edit, por exemplo) são chamados junto com outros arquivos executáveis do DOS:


Para mais informações sobre um comando específico, insira HELP + comando.

ASSOC: exibe ou altera as aplicações associadas às extensões de arquivos;
ATTRIB: mostra ou altera os atributos de um arquivo;
BREAK: ativa ou desativa o controle estendido do Ctrl + C;
BCDEDIT: define as propriedades no banco de dados de arranque para controle de carga de inicialização;
CACLS: exibe ou modifica as listes de controle de acesso aos arquivos;
CALL: chama um arquivo de comandos à partir de outro arquivo de comandos;
CD: altera o diretório ou exibe o diretório ativo;
CHCP: altera ou exibe o número da página de código ativo;
CHDIR: modifica o diretório ou exibe o nome do diretório ativo;
CHKDSK: verifica um disco e exibe um relatório do status;
CHKNTFS: mostra ou altera a verificação do disco no arranque;
CLS: desliga a tela;
CMD: executa uma nova instância do interpretador de comandos do Windows;
COLOR: altera as cores do primeiro plano e do plano de fundo do console;
COMP: compara os conteúdos de dois ou mais arquivos;
COMPACT: altera ou exibe a compressão dos arquivos em uma partição NTFS;
CONVERT: converte os volumes FAT em NTFS. Não é possível converter o leitor em uso;
COPY: copia um ou mais arquivos;
DATE: exibe ou define a data;
DEL: exclui um ou mais arquivos;
DIR: exibe a lista dos arquivos e dos subdiretórios de um diretório;
DISKCOMP: compara os conteúdos de dois disquetes;
DISKCOPY: copia o conteúdo de um disquete para outro;
DISKPART: exibe ou configura as propriedades de uma partição do disco;
DOSKEY: altera as linhas de comando, lembra os comandos do Windows e cria macros;
DRIVERQUERY: mostra o status e as propriedades do driver do dispositivo em uso;
ECHO: mostra mensagens ou ativa/desativa a exibição dos comandos;
ENDLOCAL: para a localização das alterações de ambiente em um arquivo de comandos;
ERASE: exclui um ou mais arquivos;
EXIT: fecha o interpretador de comandos (CMD.EXE);
FC: compara dois ou mais arquivos e mostra as diferenças;
FIND: busca uma cadeia de caracteres (string) em um ou vários arquivos;
FINDSTR: busca de strings nos arquivos;
FOR: executa um comando em cada arquivo de um conjunto de arquivos;
FORMAT: formata um disco a ser usado no Windows;
FSUTIL: exibe ou configura as propriedades do sistema de arquivos;
FTYPE: mostra ou altera os tipos de arquivos usados nas associações de extensões;
GOTO: indica a execução de um arquivo de comandos para uma linha identificada por uma etiqueta;
GPRESULT: mostra as informações de estratégia de grupo para um computador ou um usuário;
GRAFTABL: permite que o Windows mostre um conjunto de caracteres em modo gráfico;
HELP: exibe informações nos comandos do Windows;
ICACLS: mostra, altera, salva ou restaura as listas de controle de acesso para os arquivos e diretórios;
IF: executa o processamento condicional em um arquivo de comandos;
LABEL: cria, modifica ou exclui o nome do volume de um disco;
MD: cria um diretório;
MKDIR: cria um diretório;
MKLINK: cria links simbólicos e links reais;
MODE: configura um dispositivo do sistema;
MORE: mostra a saída, tela por tela;
MOVE: move um ou mais arquivos de um diretório para outro;
OPENFILES: mostra arquivos compartilhados abertos remotamente pelos usuários;
PATH: exibe ou define o caminho de pesquisa dos arquivos executáveis;
PAUSE: interrompe a execução de um arquivo de comandos e exibe uma mensagem;
POPD: restaura o valor anterior do diretório ativo salvo pelo PUSHD;
PRINT: imprime um arquivo de texto;
PROMPT: altera o prompt de comando do Windows;
PUSHD: salva o diretório ativo e o modifica;
RD: exclui um diretório;
RECOVER: recupera a informação legível de um disco com defeito;
REM: insere um comentário em um arquivo de comandos ou CONFIG.SYS;
REN: renomeia um ou mais arquivos;
RENAME: renomeia um ou mais arquivos;
REPLACE: substitui arquivos;
RMDIR: exclui um diretório;
ROBOCOPY: utilitário avançado para copiar arquivos e árvores de diretório;
SET: exibe, define ou remove variáveis de ambiente do Windows;
SETLOCAL: começa a localizar mudanças de ambiente em um arquivo de comandos;
SC: mostra ou configura os serviços (processo em segundo plano);
SCHTASKS: agenda os comandos e programas a serem executados no computador;
SHIFT: muda a posição das configurações substituíveis em um arquivo de comandos;
SHUTDOWN: permite um desligamento local ou remoto apropriado do computador;
SORT: classifica as entradas;
START: abre uma janela separada para executar um programa ou um comando específico;
SUBST: associa um caminho de acesso a uma carta de leitor;
SYSTEMINFO: exibe as propriedades e a configuração específicas do computador;
TASKLIST: exibe todas as tarefas em execução, incluindo os serviços;
TASKKILL: termina ou interrompe um processo ou um app em uso;
TIME: mostra ou define a hora do sistema;
TITLE: define o título da janela para uma sessão CMD.EXE;
TREE: exibe o grafismo da estrutura do diretório de leitor ou um caminho de acesso;
TYPE: exibe o conteúdo de um arquivo de texto;
VER: mostra a versão do Windows;
VERIFY: pede ao Windows para verificar se seus arquivos estão corretamente escritos no disco;
VOL: exibe o nome e o número de série do volume do disco;
XCOPY: copia os arquivos e as arvores dos diretórios;
WMIC: exibe informações do WMI na interface interativa de comando.


Foto: © Pixabay.
Artigo original publicado por jak58. Tradução feita por pintuda. Última modificação: 15 de janeiro de 2018 às 13:30 por Pedro.CCM.
Este documento, intitulado 'Como ter uma lista completa dos comandos do MS-DOS', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM (br.ccm.net) ao utilizar este artigo.
Como restaurar um PC para as configurações de fábrica sem o CD/DVD do Windows
Tela azul no Windows XP 'IRQL NOT LESS OR EQUAL'