Placa gráfica AGP x8 - Placa-mãe AGP x4

Março 2017

O suporte AGP foi criado em 1996 pela Intel. Ele dominou, por quase 10 anos, todos os suportes gráficos. Durante esta época, o suporte AGP conheceu várias melhorias e diversos padrões, tanto no que se refere às placas-mãe, quanto no que se refere às placas gráficas. Tentemos, rapidamente, classificar estas normas, nos focalizando, principalmente, nas compatibilidades/incompatibilidades recentes.

O padrão AGP 1.0 é caracterizado por uma velocidade x1, x2, com transferências de até 267 MB/s à 533 MB /s e, sobretudo, uma tensão de 3,3 volts . Este padrão serviu de 1996 a 1998 e é pouco compatível com as placas gráficas AGP atuais.

Depois, alguns padrões híbridos surgiram, tais como o AGP PRO caracterizado pela mesma taxa de transferência que o AGP 1.0, mas com seu próprio canal, para uma tensão reforçada.

Entre 1998 e 2002, o padrão do AGP 2.0 dominou o mercado. Este padrão se caracterizou por uma tensão menor, tensão de 1,5 volts , e uma velocidade de transferência (x1, x2 e x4) de 267 MB/s a 1.066 MB/s

Finalmente, em 2002 e, até hoje, o padrão do AGP 3.0 está em andamento. Este padrão, em 2007, se caracterizou por uma tensão de 1,5 volts e uma transferência x8 single de 2133 MB/s. Mas, no início do padrão AGP 3.0, também houve transferências de x4 e x8, 1066 MB/s, com tensões variando de 0,8 a 1,5 volts ...

A esses três principais padrões, adicione uma infinidade de recursos, para placas-mãe e para placas gráficas:
  • AGP 1.5 volts
  • AGP 3.3 volts
  • Universal AGP
  • AGP 3.0
  • Universal 1.5 volts AGP 3.0
  • Universal AGP 3.0
  • Os tamanhos e formatos das fendas (slots) AGP para as placas-mãe: Algumas fendas têm até 3 entalhes ... Algumas placas gráficas não poderão se encaixar na fenda e, outras sim, mas não funcionarão...
  • Os tamanhos físicos das placas gráficas, em si, entram na minha torre? Na minha fenda? Se sim, vão atrapalhar o cabo IDE, o disco rígido, impedir a ventilação e provocar um superaquecimento?...


E quanto às minhas compras?
  • Posso comprar uma placa gráfica recente, para a minha velha placa-mãe?
    • Então, sim e não... Sim, você pode comprar testar uma placa de vídeo AGP em todas as placas-mãe AGP, mas correndo o risco de não funcionar!
  • Em seguida, colocar a minha placa de vídeo antiga em uma placa-mãe recente?
    • A mesma coisa, sim, sem risco de travamento, mas, não, é possível que não funcione.


SE VOCÊ CONECTAR UMA PLACA AGP EM UMA FENDA AGP (independentemente da sua geração) E ELA SE ADAPTAR SEM FORÇAR, NÃO HÁ RISCO DE TRAVAMENTO DO MATERIAL!!!

Mas eu tenho um pequeno truque: quanto mais velha for a sua placa-mãe, menor a possibilidade que ela funcione (veja as datas dos padrões AGP 1.0, 2.0 e 3.0 e compare com a data de fabricação do seu equipamento). Assim, se a sua placa-mãe for antiga, vá, com a sua torre, comprar a sua placa gráfica, porque nada melhor do que testar o seu material, diretamente.

Saiba que as placas gráficas AGP recentes exigem muita energia; elas podem consumir, em utilização máxima, como jogos por exemplo, mais de 150 watts por si só; assim, é preciso trocar a fonte de alimentação, freqüentemente.

Também existem placas-mãe em formato específico, como o AGI, que é, na verdade, um formato AGP, mas com fio no bus PCI-E; e também, existem muitas placas-mãe, que aceitam o AGP ET o PCI-E. Em suma, tudo isso para lembrar, mais uma vez, a necessidade de verificar nos sites dos fabricantes de placas gráficas e de placas-mãe, que você quer comprar, a compatibilidade desses modelos ...
Pronto, espero que esta dica -bastante incompleta, eu sei- vote ajudará um pouco.

Artigo de referência


Veja também

Artigo original publicado por . Tradução feita por pintuda.
Este documento, intitulado 'Placa gráfica AGP x8 - Placa-mãe AGP x4', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM (br.ccm.net) ao utilizar este artigo.