Termos utilizados quando se menciona um software pago

Dezembro 2016


Programa proprietário


Esta expressão foi criada para marcar a diferença entre um software livre e um software fechado, subordinado à licença.
Um programa proprietário não pode ser copiado, não dá acesso ao código-fonte (não pode ser modificado), não pode ser distribuído, sem a compra da licença.

A compra de uma licença de programas proprietários é normalmente onerosa. Os exemplo mais importantes de licenças de programa proprietários são Microsoft, Photoshop, Mac OS, WinZip, Unix, entre outros tantos.

Payware


Este termo é usado para se referir aos programas proprietários. A licença deve ser comprada.

Key


Quando um software proprietário é instalado, é solicitado um número, um código composto por números e/ou letras, uma Key (chave). Ele se encontra geralmente junto a caixa do material comprado, dentro do manual de instalação ou enviada por e-mail. (key, chave em inglês)

Serial


É a mesma coisa que Key, um código alfanumérico (letras e números). É com ele que se registra um programa. (Serial, série em inglês)

Keygen


Pequeno programa que tem por função gerar números seriais, as chaves, o números de série, os algoritmos de criptografia de um CD. Estes programas são ilegais, violam os direitos autorais, pois geram chaves, números de série destinados a quebrar chaves legais e acessar programas pagos.

Keyfile


Um arquivo .Key contém o código de proteção de um programa. Ele se situa em uma pasta de instalação do software. O programa lê o arquivo para certificar-se que ele foi bem registrado.


Veja também

Publicado por ninha25. Última modificação: 17 de junho de 2010 às 03:30 por ninha25.
Este documento, intitulado 'Termos utilizados quando se menciona um software pago', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM (br.ccm.net) ao utilizar este artigo.