O uso da ferramenta Dashboarding é uma tendência

Dezembro 2016

Esta é a grande tendência do momento! Os painéis de bordo brotam rapidamente na internet e não é nem um pouco raro escutar em reuniões: você me irrita- com os seus painéis de bordo! É que o desenvolvimento da Web aplicativa fez, literalmente, explodir o número de dados e, desta forma, ficou muito difícil tratar a totalidade de informações que circulam na empresa ou que veem do exterior. Os ergonomistas, quanto a eles, encontraram a solução propondo painéis de bordo, que permitem ter acesso às tendências e às informações importantes de uma maneira mais visual.


Netvibes, o precursor

“Dashboard [everything]”. Com o seu slogan, a Netvibes mostra de cara qual é o objetivo de seu serviço. Esse agregador de fluxos foi um dos primeiros a propor a todos os seus usuários de painéis de bordo a apresentar a informação. A ideia era simples, o Netvibes deveria, a qualquer preço, encontrar um sistema ergonômico para gerar a enxurrada de informação que chegava na plataforma em um ritmo frenético. Sua versão gratuita, Netvibes é proposta para os usuários dos “widgets”. Estes pequenos módulos permitem aos usuários integrar o conteúdo que eles desejam que apareçam em seu espaço pessoal. As diferentes fontes de informação são apresentadas em pequenos blocos que o usuário pode deslocar como desejar, no interior da página ou de guia em guia. Ao optar por esta apresentação, o Netvibes adaptava, aos poucos, o painel de bordo aos diversos tipos de gosto ... e habituava os profissionais a ver as informações em modo Dashboard. Atualmente, não dá mais para contar as aplicativos e softwares profissionais que propõem esta navegação em modo de Painel de bordo. Hoje em dia, do Google Analytics aos software CRM, é inadmissível propor um serviço que seja analítico sem propor, ao mesmo tempo, um Dashboard.

Mas a moda do Dashboarding explodiu sobretudo com a web 2.0. Como era de se esperar, o Netvibes lançou o seu próprio motor de busca que apresenta os resultados de pesquisa em tempo real, sob a forma de um painel de bordo. O usuário é convidado a digitar uma palavra chave para seguir a atualidade sobre um tema preciso. Para o Freddy Mini, PDG do Netvibes, o Dashboarding é indispensável: “É uma nova forma de monitorar e vigiar a atualidade de uma equipe de esporte, de uma empresa, de um concorrente, de uma vedete, de um debate político ou as últimas notícias e “trending topics”, sem ter que se irritar passando de um motor para outro e de um site para outro”, explicava ele no blog de Netvibes durante o lançamento desta nova funcionalidade.

Saiba tudo com o Google

Falando de painel de bordo, o Google não é uma exceção! Pode-se mesmo dizer que o sistema de painéis do Google mostrou ser um ponto de venda real do motor de busca. Mountain View Farm foi capaz de tornar a informação técnica acessível ao maior número de pessoas através de painéis educativos. Do serviço de estatísticas de frequentação do Google Analytics à gestão das campanhas dos Adwords, os painéis de bordo do Google contribuíram muito para o sucesso destas soluções. As evoluções das campanhas e de audiência podem ser vistas imediatamente, sob a forma de gráficos em um primeiro tempo. Os números chaves são colocados em evidência (o número de visitas, por exemplo). Antes do Google, o serviço de análise de audiência de sites Web Xiti também tinha imposto os painéis na empresa.

A evolução dos painéis de bordo foi tal que o Google configurou um [https: / / www.google.com/dashboard/ Dasboard] para os indivíduos. Com esse recurso, os titulares da conta do Google podem acompanhar todas as atividades na internet, incluindo os serviços do Google para gerenciar melhor sua presença online, porque com a Web 2.0, as fontes de informação explodiram.

Na década de 90, tivemos a era da exploração, onde navegamos com bastante facilidade e onde antes não existiam muitas fontes de informação. Então, no início de 2000, o número de fontes aumentou significativamente, vimos o surgimento dos blogs e entramos na era da busca. “Hoje, com as redes sociais e os micro-blogging as fontes têm se multiplicado mais ainda ... é impossível acompanhar tudo!" segundo Freddy Mini.

Monitorar e pilotar graças os painéis de bordo

Em seu livro O controle de gestão (2003), Henri Bouquin define o painel de bordo como “um pequeno conjunto de indicadores concebido para que os gerenciadores saibam do estado da evolução dos sistemas que eles pilotam e identifiquem as tendências que os influenciarão em um horizonte coerente com a natureza de suas funções."

De maneira geral, o painel de bordo continua a ser uma ferramenta de informação e de comunicação de uma empresa. Ele permitirá avaliar o desempenho da equipe do projeto e, consequentemente, motivar os seus funcionários. Ele também vai permitir que as equipes progridam regularmente, de maneira contínua, durante o projeto. É que, além de sua apresentação, o painel de bordo permite salientar as informações que permitirão uma tomada de decisão mais rápida e mais pertinente na empresa. Se, por um lado, softwares especializados, pagos ou gratuitos, por outro, existem os painéis de bordo, que também podem ser realizados em simples planilhas. Para os usuários do Excel 2007, inúmeros macros já foram desenvolvidos e ajudam a realizar painéis de bordo facilmente.

Monitorar seu domínio de atividade

Os painéis de bordo na empresa servem cada vez mais a acompanhar a sua esfera profissional. Cada vez mais ferramentas de vigilância propõem um relatório de seus resultados em um painel de bordo que permite o monitoramento de sua área de atividade. O painel é um meio poderoso para manter uma vigilância jurídica, competitiva ou estratégica. Eles permitem aos usuários ter uma síntese bem como salientar um acontecimento importante.

Pilotar seus projetos

Os painéis de bordo são utilizados há muito tempo pelos chefes de projetos e respondem a uma necessidade principal: eles dominam os custos e os prazos. O Scoreboard é uma verdadeira ferramenta de gestão de projeto, que permite gerenciar as tarefas impostas à equipe, bem como avaliar os riscos e as fases críticas do projeto. Assim, ele pode tornar-se uma verdadeira ferramenta de ajuda na decisão das empresas.

O painel de bordo do chefe de projeto conterá elementos chaves como o número de membros da equipe, a lista das tarefas a serem realizadas por esta equipe e a carga de trabalho destinada a cada colaborador.

Os cinco mandamentos do Painel de Bordo pertinente

Limitar as informações ao essencial. Adotar uma apresentação legível e compreensível a todos os colaboradores da empresa ou serviço. Pensar em suas futuras evoluções no momento de sua concepção. Atualiza-lo regularmente, pois os números se desatualizam rapidamente. Otimizar seu painel de bordo e criar as funções de alerta para não deixar passar nenhum acontecimento.

Links

Exemplos de Dashboard
Dicas para elaborar um Dashboard útil e profissional


Veja também :
Este documento, intitulado « O uso da ferramenta Dashboarding é uma tendência »a partir de CCM (br.ccm.net) está disponibilizado sob a licença Creative Commons. Você pode copiar, modificar cópias desta página, nas condições estipuladas pela licença, como esta nota aparece claramente.