O Mapa mental: aplicações práticas e softwares

Fevereiro 2017

Surgidos nos últimos anos, os softwares de mapa mental (ou mapa da mente) são, hoje, amplamente utilizados para o gerenciamento de projetos, brainstorming (tempestade de ideias, ou para mapear seu modelo de negócio. Estes assistentes de ajuda na conceituação e compreensão de assuntos complexos oferecem muitos campos de aplicação, incluindo trabalhos que envolvam pedagogia e didática e no apoio dos processos criativos. Aqui veremos os benefícios e as limitações das técnicas do mapa mental (ou a criação de mapas da mente) com foco nos principais softwares profissionais e Open Source, disponíveis. <gras>


O mapa mental, o que é?


O mapa mental é uma técnica de representação gráfica de ideias e de ajuda na conceituação. Esse método permite a criação de gráficos também chamados de "mapas heurísticos" ( heurística = arte de criar e/ou inventar) ou mapas da mente. Estes mapas permitem visualizar um conjunto coerente de ideias ligadas entre si, formando um todo, complexo. Os softwares para criar mapas mentais (também chamados de árvores de ideias) são usados em duas fases distintas:

- Trabalhos de produção e/ou elaboração: O usuário cria um mapa mental para "deitar" ideias desconexas, montá-las e formar um todo coerente, através de ramificações semânticas e/ou hierárquicas, entre elas.


- Trabalhos de apresentação: um mapa mental é um meio de visualização, que serve para esclarecer um conceito e/ou conjunto de ideias para um público-alvo, para argumentar, explicar, detalhar, etc...

As aplicações práticas do mapa mental


O mapa mental envolve todos os profissionais implicados em um processo criativo: assim sendo, ele encontra, naturalmente, sua utilidade no gerenciamento de projetos, atividades relacionadas à inovação, marketing, gestão, didática e/ou pedagogia.

Esta técnica também é útil para diversas tarefas práticas, como:

- Realizar o mapeamento de um plano de negócios/modelo de negócio
- Criar um organograma
- Criar árvores de problemas e árvores de soluções
- Tomar notas (reunião) e resumir um texto
- Organizar/sintetizar os resultados de um "brainstorming"
- Apresentar/banalizar conceitos (pedagogia, vulgarização)
- Ajuda memória
- Elaborar uma lista de tarefas com sequências lógicas e/ou cronológicas

As limitações dos mapas mentais


<gras>Legibilidade:
nem todos são receptivos às representações em forma de diagrama.

Lógica linear: a relação entre várias ideias e/ou conceitos, que figuram no mapa mental, depende da capacidade de interpretação do leitor e da lógica de construção do mapa (as relações não estando formalizadas textualmente).

Estruturação: o mapa mental é usado, principalmente, para destacar uma hierarquia clara entre as diferentes ideias. Os softwares ajudam a dimensionar o mapa da mente, à vontade, mas a hierarquia deve ser limitada a um número restrito de elementos, o que não permite representar as estruturas extremamente complexas (ex: alguns conceitos de matemática, biologia, etc.)

Os softwares do mapa mental

O mapeamento de negócios com o MindManager


Este software proprietário é projetado, especificamente, para empresas, grupos de trabalho e profissionais independentes. Ele ajuda a desenvolver conceitos, organizar dados, planejar projetos e comunicar resultados. Suas características oferecem, inclusive, a oportunidade:

- Organizar espaços de trabalho colaborativo (documento compartilhado)

- De reunir diversos elementos nos mapas para melhorar as apresentações (notas, links hipertexto, anexos, planilhas)

- De realizar diaporamas usando um recurso de apresentação automatizada

Este software se integra com os softwares de produtividade Microsoft: assim, os mapas mentais podem ser exportados para o Microsoft Word, PowerPoint, Outlook, Visio e Project. Sua interface dá acesso direto às funcionalidades do Outlook (e-mails, calendários, etc.), assim como tarefas, Sharepoint. Saiba, também, da possibilidade de criar páginas web (HTML) ou documentos PDF.

O mapa mental está disponível em versão de avaliação (30 dias), e a partir de 299 € em versão completa.

Baixar MindManager

ConceptDraw MINDMAP 5 Professional


Outro software profissional de Mapa Mental concebido, mais particularmente, para os professores, psicólogos, diretores e profissões jurídicas.

ConceptDraw MINDMAP está disponível em versão de avaliação e a partir de 199 € (cerca de 150 euros) em versão completa.

Baixar ConceptDraw MINDMAP

FreeMind


Este software é um software livre, disponível sob a licença GNU GPL, para criar mapas mentais a fim de representar conexões semânticas entre ideias diferentes (os níveis da árvore são chamados de "nós"). O brainstorming individual e/ou coletivo e a gestão de projetos são as duas principais aplicações do FreeMind. Seu uso é restrito a pequenos grupos de trabalho individual.

Quanto aos seus recursos, FreeMind propõe, principalmente:

- Exportação para formatos HTML (ex: publicação na web), XHTML, PNG, JPEG, SVG, PDF
- A disposição dos ícones semânticos (para facilitar a compreensão das relações entre as ideias)
- A criação de nuvens ao redor das árvores (separação de conceitos)

- A inclusão de hiperlinks para a web ou para arquivos gravados.
Uma versão "fork" (extensão) do FreeMind chamada Freeplane foi lançada em 2009 e propõe alguns recursos adicionais.

Baixar Freemind

Outros softwares gratuitos do mapa mental


Entre outros softwares para criar mapas mentais, posso citar Bookvar (com um recurso de bate-papo para o trabalho colaborativo), o software Open Source Visual Understanding Environment (VUE), menos fácil de usar (Educational software), Compendium (licença GPL), WikkaWiki (GPL) e Xmind (EPL e LGPL).


Tradução feita por Lucia Maurity y Nouira

Veja também

Artigo original publicado por . Tradução feita por pintuda. Última modificação: 26 de novembro de 2010 às 10:49 por pintuda.
Este documento, intitulado 'O Mapa mental: aplicações práticas e softwares', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM (br.ccm.net) ao utilizar este artigo.