Monitoramento de portas (Port Mapping/forwarding)

Agosto 2017

Resumo:



Exemplo


Tenho um servidor HTTP (servidor web) em minha máquina, que eu gostaria de tornar acessível na Internet, mas estou em uma rede local, atrás de um roteador.

Tente imaginar: minha rede é como uma casa, o roteador é a porta. Eu vou botar à disposição do mondo exterior uma tomada (eu sei, não tem nada a ver mas é só para o exemplo).
Eu vou ter que fazer, por um lado, um furo na porta, o que chamamos em computação, abrir uma [/] e, por outro, colocar uma extensão elétrica entre a tomada a ser utilizada e o furo na porta, é o que chamamos de "Port forwarding". Assim, trata-se de uma configuração a ser efetuada na porta... ou seja, do roteador !

Configuração do roteador


É preciso configurar o roteador para realizar o mapeamento de porta (ou Port Forwarding). O roteador faz, o que chamamos, de uma tradução de endereços de rede (NAT). Basta especificar que a porta do servidor web da minha máquina (80) corresponderá com a porta 80 do roteador. Na maioria das vezes, a interface de configuração do roteador é acessível a um URL do tipo http://192.168.0.1 ou http://192.168.1.1.

Você também precisará, sem dúvida, do seu endereço IP privado, para alguns roteadores.

A imagem abaixo mostra a interface de um roteador Linksys (aba "Applications and Gaming"):

Configuração do firewall


Esta parte é para aqueles que têm um firewall. Você não? Cuidado, Isso não é bom! firewall Escolha uma aqui, isso pode te salvar.
Então, aqui, um firewall, vai atuar como porteiro. E ele é bem restrito: ele não deixa nada passar (nem entrar nem sair) sem a sua confirmação.
Você pode dar-lhe uma ordem para abrir, por exemplo... a porta 8.080 para o seu proxy, ou todas as portas, indo de 9.000 a 9.123 ... enfim, redigir a mesma coisa para o seu mapa e para a sua porta.
O que você vai fazer: a mesma coisa que em seu roteador.
Então, abra o seu firewall e defina as portas a serem abrertas e/ou fechadas (no sentido das saídas e das entradas, também), etc... mas tenha cuidado para não abrir todas as portas, se não o seu firewall não servirá para mais nada...
Aqui, você não terá nenhum tutorial exato pois todos os firewall e roteadores são diferentes.

Pesquise e consiga !

Contrariamente à maioria dos roteadores que pode redirecionar uma porta para outro PC da sua rede, alguns firewalls não podem.

Notas adicionais


A NAT, como tal, só pode traduzir um endereço de cada vez, o que é impensável quando mais de uma máquina deve se conectar com a net. O encaminhamento de porta (PAT) permite que mais de um endereço IP seja traduzido, de uma vez. Os roteadores que suportam o PAT (incluindo os roteadores CISCO) guardam na memória os endereços que, fora da rede local, fizeram uma pesquisa.



Tradução feita por Lucia Maurity y Nouira

Veja também

Artigo original publicado por . Tradução feita por pintuda. Última modificação: 21 de janeiro de 2011 às 14:02 por pintuda.
Este documento, intitulado 'Monitoramento de portas (Port Mapping/forwarding)', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM (br.ccm.net) ao utilizar este artigo.