Impressão: em que formato trabalhar?

Fevereiro 2017



Muitas vezes, o seu trabalho como designer gráfico precisa ser publicado.
Existem certas regras a serem respeitadas para evitar surpresas na impressão.



Modo de trabalho


Desde o início, trabalhar em modo CMYK (Quadricromia). Muitos se queixam do resultado quando o trabalho é impresso.
Na verdade, utilizar o modo RGB (cor de vídeo - Red, Green, Blue) permite ter cores fortes, mas válidas apenas na web.
Para a impressão, portanto, aplique diretamente o modo CMYK.
Dica: escolha, na biblioteca de cores, os tons Focoltone. É o equivalente direto ao CMYK e, principalmente, nenhuma surpresa desagradável.

Resolução


A escolha da resolução dependerá do objetivo desejado para o seu trabalho.
Para o uso na web: a resolução será de 72 PPI (Apple) ou 96 PPI (Microsoft).

Para imprimir em papel: uma resolução de 300 PPI ou 300 DPI para a qualidade de alta definição. Nós consideramos que uma alta resolução varia entre 250 e 300 DPI. Podemos descer a 200 DPI para uma imagem em escala de cinzas. Em compensação, tudo o que está abaixo deste valor não será conveniente para uma impressão de qualidade.

Gravação: tiff, eps ou jpeg ?


- Tiff (Tagged Image File Format): para imprimir em alta resolução, convém trabalhar com o formato .tiff.
Você poderá fazer todas as alterações possíveis em sua imagem, sem comprometer a qualidade.
Se você trabalha em paralelo com o Xpress ou o In Design, este formato é o mais adequado.

- Eps (Encapsulated PostScript): esse formato é utilizado, principalmente, quando há recortes ou traçados. Esse formato também é usado para o vetor e o bitmap. A esse respeito, mapear bem o seu recorte: o "branco", que você não precisa, ao redor da imagem, pesa bastante na gravação do arquivo.

- Jpeg (Joint Photographic Experts Group): se a imagem vai ser impressa, saiba que cada vez que você salvá-la, sua qualidade baixará.
É melhor fazer todas as alterações no formato .tiff, e salvar no final, no formato .jpeg, para não alterar a qualidade.

Conclusão


Quando você estiver trabalhando com vários softwares, unifique seu trabalho. Evite importar em um arquivo Xpress ou In Design imagens com formatos diferentes (tiff ejpeg misturados). Para evitar erros durante a impressão, não é aconselhável importar formatos de imagem em .pdf no In Design (embora alguns o façam).

Não deixe de solicitar um Cromalin antes de qualquer impressão. E, se por sorte, você puder assistir a configuração na impressora, não só você poderá direcioná-la de acordo com suas necessidades, como também ganhará em termos de tempo e/ou produção.


Tradução feita por Lucia Maurity y Nouira

Veja também

Publicado por pintuda. Última modificação: 19 de fevereiro de 2011 às 11:07 por pintuda.
Este documento, intitulado 'Impressão: em que formato trabalhar?', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM (br.ccm.net) ao utilizar este artigo.