Fazer um vídeo com sua câmera reflex (SLR)

Junho 2017

Fazer vídeo com sua câmera digital reflex é uma boa idéia?


Várias câmeras digitais reflex recentes propõem agora um modo de vídeo, HD ou full HD. Um suplemento que o tornou cético em relação a muitos fotógrafos, em sua saída: os profissionais e os amadores estão ligados à imagem estática, o vídeo requer uma abordagem diferente do seu usuário. No entanto, o modo vídeo se generalizou de tal forma que os profissionais, fotógrafos e videomakers, o adotaram. Quais são as vantagens das reflexes em comparação com uma câmera?

Uma câmera digital reflex (SLR) capaz de filmar


Quando o vídeo começou a equipar as câmeras SLR, a primeira reação das pessoas foi bastante negativa. O usuário do reflex é um fotógrafo amador advertido, perito ou profissional. Um perfil difícil de convencer: o usuário gosta da imagem fixa e poder ajustar sua exposição, gerenciando todos os parâmetros. Historicamente, o vídeo nas câmeras objetivavam os compactos e os amadores queriam filmar "lembranças". A confusão entre os peritos aumentou rapidamente: por que os fabricantes pensam que os usuários das SLR são amadores?
  • Uma câmera é, antes de tudo, um aparelho dedicado à filmagem. A ergonomia é projetada para capturar imagens de forma contínua, com opções para melhorar o conforto do operador de câmara e tornar as imagens visualmente atraentes (cor da imagem, foco automático, tela tátil, etc.).
  • A câmera é projetada para capturar imagens fixas: uma preparação feita para colocar a câmera no nível dos olhos, um acesso fácil a todas as configurações de exposição e um olhada no ocular ou na tela.


No entanto, apesar dessas diferenças, a SLR soube se adaptar ao vídeo graças ao seu sensor (APS-C ou Full-Frame) e à possibilidade de enquadrar diretamente na tela. Uma oferta que só as câmeras profissionais oferecem, por mais de 5 000 €.

Em uma SLR, o vídeo dá uma imagem muito mais lisonjeira do que uma câmera, do mesmo preço. E é certamente o que o "cineasta" iniciante procura. Não se trata de trazer alguns filmes de férias onde eles mostram seus amigos ou sua família se divertindo, mas para obter uma imagem limpa, de qualidade, com a possibilidade de manter o controle absoluto em suas configurações. Alguns anos atrás teríamos qualificado este tipo de equipamento de profissional, mas os amadores advertidos e os peritos apaixonados estão cada vez mais exigentes.

O cinegrafista encontrará o que está procurando: o resultado que ele estava procurando há tanto apareceu, com contraste e saturação bem mais próximos de uma qualidade cinematográfica, e tudo isso em uma caixa mais compacta que uma câmera HD profissional.

Download em andamento...

Lentes intercambiáveis


A lente é um aliado indispensável do fotógrafo. Ela é tão lógica quanto no vídeo. A lente da SLR é tão lógica quanto no vídeo. A lente da câmera reflex é bem diferente da dos compactos ou câmeras. Obviamente, encontramos lentes de menor qualidade baratas, mas os mais especializados oferecem qualidade inigualável: grande abertura (f/1.2 para f/2.8), zoom com abertura constante, lentes de longo alcance, estabilização ótica eficaz, bom mergulho com nitidez de detalhes ...
Existem lentes de zoom que podem ir de grande angular até telefoto, mas o fotógrafo encontrará o que está procurando, ao trocar sua lente em função do assunto a ser filmado: uma grande angular para paisagens, por exemplo, uma lente teleobjetiva para animais, um padrão para retratos... assim, todos poderiam escolher as suas lentes de acordo com sua especialidade, mantendo a máxima qualidade lá onde certas câmeras são de nível médio em todas os domínios.


A pouca profundidade de campo (sujeito nítido e fundo desfocado, por exemplo) é, certamente, o efeito estético mais interessante para os fotógrafos e videomakers advertidos. Devido ao seu sensor menor e sua ótica, que abre menos, a câmera nem sempre consegue obter uma pequena profundidade de campo: é preciso fazer um zoom e que o sujeito fique perto de você. Os amadores de vídeos tentaram obter este tipo de resultado por muito tempo, adaptando, por exemplo, uma lente fotográfica em uma câmera digital graças a um sistema como o mini35 ou o pro35.

Preparação manual


Lembre-se, o reflexo não é uma câmera de vídeo. Mesmo se a tecnologia evolui, a maioria dos aparelhos não dispõem de um foco automático para vídeo. Esta é uma das razões que impedem certos fotógrafos de mudar para uma reflex: em documentários e reportagens, por exemplo, onde o cameraman deve acompanhar rapidamente uma ação. Além do mais, a mira na reflex é mais difícil, e a pouca profundidade de campo distorce rapidamente a nitidez.


Para a focagem, existem vários métodos:
  • A tela sendo pequena, você deverá fazer o zoom na imagem sobre o assunto a ser filmado, em seguida, definir o seu foco. Diminuir o zoom para fazer o seu enquadramento. Infelizmente, se o sujeito se mover, você não poderá verificar fazendo zoom durante a captura.



*A lupa da mira, a ser fixada na tela, é a solução mais barata (de 50 a 450 €). Ela permite que você se proteja da luz exterior através de um sistema ocular de base e veja a imagem maior. Assim, é muito mais fácil para ver se o seu foco foi bem feito. A outra vantagem deste sistema é oferecer um ponto de apoio adicional para mirar.

*A tela remota também é uma boa alternativa. Conectando uma tela de 7 a 10" em sua caixa, temos então um retorno direto da imagem filmada. Contudo, esta solução é mais cara (entre 500 € e 2500 € dependendo do modelo), especialmente se você estiver procurando uma tela de boa qualidade conectada em HDMI.

Um domínio difícil


Ao contrário das filmadoras, as câmeras não têm estabilizador integrado à caixa. Os tremores do cameraman são detectados rapidamente. Sem tripé e sem estabilizador em seu objetivo, o espectador ficará logo enjoado...

Naturalmente, com a experiência, você encontrará seus pontod de referência, gradualmente, de modo que as vibrações sejam menores, principalmente quando você estiver focando e filmando ao mesmo tempo. No entanto, é muito difícil atenuá-las e, é por esta razão, que os acessórios continuam a abalar o mercado: estabilizador de ombro, estabilizador do tipo steadycam ou outros suportes verticais, como nas filmadoras. Embora esses acessórios facilitem a vida do cameraman, eles tornam sua caixa tão volumosa quanto uma câmera equivalente. Concretamente, se você só faz vídeos, ocasionalmente, não há solução real para melhorar a ergonomia do seu aparelho, especialmente se você levar em conta o preço, muitas vezes excessivo, desses objetos (de 300 € para um bom estabilizador de ombro, 350 € por um steadicam...).

Que aparelho escolher?


A primeira pergunta a fazer é: vou tirar fotos com minha câmera? A segunda: estou disposto a comprar um equipamento volumoso para fazer as minhas fotos? Se a resposta às duas perguntas é não, talvez o vídeo em SLRs não seja melhor do que em uma câmera normal.
No entanto, se você fotografa e, ao mesmo tempo, pretende filmar, o vídeo em SLRs te dará imagens com uma qualidade estética inegável. Você encontrará a textura e o contraste típicos da foto.
Da mesma forma, para os videomakers pouco exigentes quanto ao tamanho, a reflex tem possibilidades que poucas câmeras propõem a esse preço. A gestão de todas as configurações de exposição é muito significativa, e a imagem é de uma qualidade impecável.

Você deverá levar em conta os grandes arquivos gerados pelo vídeo em SLRs, com um computador potente o suficiente. O problema é recorrente na grande maioria dos aparelhos que filmam em FullHD, filmadoras ou câmeras digitais.


Tradução feita por Lucia Maurity y Nouira

Veja também

Artigo original publicado por . Tradução feita por pintuda. Última modificação: 27 de abril de 2011 às 17:07 por pintuda.
Este documento, intitulado 'Fazer um vídeo com sua câmera reflex (SLR) ', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM (br.ccm.net) ao utilizar este artigo.