Backups automatizados da configuração

Fevereiro 2017


Sempre é preferível fazer backups regulares de algumas pastas, para se prevenir em caso de perda ou danos.
Por exemplo de seu diretório pessoal, ou ainda da configuração de todos os software e do sistema operacional.

No Linux, existem várias soluções para automatizar esta tarefa e não ter mais que pensar nisto.

Softwares em linha de comando : backup-manager


backup-manager (Site Oficial) é um programa simples e leve, que permite fazer backups automáticos regulares (todos os X dias) de pastas escolhidas.

Para instalar, digite : sudo aptitude install backup-manager backup-manager-doc em um terminal.
Você pode igualmente tentar instalar a partir de seu navegador : [apt://backup-manager instalar backup-manager] et [apt://backup-manager-doc instalar a documentação], ou com o navegador konqueror : [apt:/search?backup-manager busca]

Entre sua senha, e siga a instalação.

Você vai determinar onde os backups devem ser feitos :


Em seguida, determine para qual usuário e grupo pertencerão os arquivos de backup.
Os backups contêm informações sensíveis (listas de usuários, conteúdo dos diretórios pessoais...). É importante que eles sejam protegidos para que não sejam vistos por qualquer pessoa. Deixar 'rooot' é uma boa idéia.




Agora, determine quais diretórios salvar.
/etc et /home são propostos como padrão, porém eu recomendo adicionar /boot.



Pronto ! É só isso.

A partir de agora, um backup cotidiano destes diretórios será efetuado automaticamente e salvo no diretório específico.
Os backups dos cinco últimos dias serão conservados.

Você não mais que se preocupar com isso.

Notas

  • backup-manager é automaticamente lançado todos os dias (veja em /etc/cron.daily).
  • Você pode modificar a configuração dos backups ao modificar /etc/backup-manager.conf (por exemplo o número de dias a conservar).
  • A documentação do backup-manager é situado em /usr/share/doc/backup-manager-doc/html/
  • Certas pasta podem ser muito pesadas, como as pastas de vídeos, de músicas... Pode ser preferível excluí-los do backup. Para tanto, é preciso editar o arquivo /etc/backup-manager.conf, e modificar a variável BM_TARBALL_BLACKLIST, e colocar um espaço entre cada pasta a ser excluída (ex : "/home/toto/Vidéos /home/toto/Musiques ...")

Software com uma interface gráfica: Keep


Keep é um software que dispõe de funcionalidades próximas, com uma interface gráfica, o que é mais abordável para os novatos.
Instalar Keep : sudo aptitude install keep dans un terminal
ou [apt://keep installer keep em um navegador] ou ainda [apt:/search?keep keep no Konqueror]

Lançamento do software


Depois que o software estib=ver instalado, lance-o como administrador : Alt+F2 et gksu keep (ou kdesu keep se você utiliza KDE), depois digite sua senha.

O software vai se abrir :


Você pode adicionar diretórios a salvar via o primeiro botão. Depois de salvo, você poderá restaurar com o segundo botão. O quarto botão lhe permite modificar os parâmetros dos backups previstos, e o jornal de backup registra os eventuais erros encontrados no momento de uma tentativa de backup.

É preciso que o démon de backup seja carregado para efetuar as salvaguardas automaticamente. Clique, simplesmente, em "Carregar".

Planejar um backup


Para planejar um backup automático, utilize o primeiro botão (Adicionar diretórios a salvar ).

Uma janela se abre, e lhe solicita qual pasta você deseja salvar. Selecione, por exemplo, /boot :

Em seguida, clique em seguida, e selecione uma pasta ou salvar o diretório. Neste exemplo, eu tenho uma partição dedicada para tanto, que está montada em /mnt/backup. Keep não compacta os arquivos, mas os copia diretamente. Então, é melhor salvar cada pasta em uma pasta de mesmo nome.

Depois de ter escolhido a pasta de destino, clique em seguinte.

No « interval de backup » (sem dúvidas um erro de tradução), escolha o número de dias entre cada backup. Um é o mínimo.
O caso seguinte permite escolher durante quantos dias os backups serão guardados. Um valor entre 5 e 10 dias é apropriado.
Utilizar a compressão tornará os arquivos criados mais leves.
A configuração lhe permite escolher as opções de linha de comando.

Clique em terminar, e o backup é planejado.

Excluir diretórios de um backup


É, igualmente, recomendado salvar a pasta /Home, que contém as preferências e arquivos pessoais de todos os usuários.
Mas certos arquivos como os vídeos ou as músicas tomam muito espaço, melhor é excluí-los.

Para tanto, adicione um outro diretório para salvar, mas indique /Home :

Em seguida, marque a casa « utilizar a lista das inclusões/exclusões », e edite esta lista ao clicar no botão ao lado.
Uma janela se abre e lhe permite de especificar certos diretórios para não salvar.
Você pode adicionar /home/toto/Musique, /home/toto/Vídeos, /home/tata/Música, etc...
Você pode igualmente utilizar o caractere « * » para especificar « qualquer pasta » :

Assim, ao especificar /home/*/Musica, /home/*/Vídeos para excluir, nenhum usuário terá suas pastas "Música" ou "vídeos" em backup.

Restaurar um backup


Se você tem um problema, basta lançar Keep clicar no segundo botão: restaurar o backup, selecione a pasta que você deseja restaurar.

Também é possível ir directamente para a pasta de backup de arquivos para recuperar e copiar as pastas originais.
Isso é útil se você não pode acessar o sistema nem ao Keep, é só usar um Live CD.

Nota

  • Keep utiliza o software rdiff-backup (veja no menu configuração > verificar o backup rdiff). É de alguma forma uma interface gráfica para este software.
  • Para salvar automaticamente arquivos / pastas, Keep não usa o cron, mas o seu próprio serviço. Portanto, verifique que ele se lança na inicialização. Em princípio, é o suficiente para ser lançado durante a gravação de uma sessão ao desconectar.

Notas

  • Como padrão backup-manager cria arquivos compactados (.tar.gz), et Keep copia simplesmente os arquivos e pastas modificando-os em cada novo backup (é um backup incremental ).
  • É recomendado efetuar o backup sobre outra partição (por exemplo, sua partição Windows, ou melhor, uma partição dedicada para este fim).
  • Com relação as pastas salvas:
    • /boot contém os arquivos necessários no arranque do sistema, bem como a configuração de certos softwares (GRUB, lilo...)
    • /etc contém a configuração de todos seus softwares e serviços do sistema.
    • /home contem os arquivos pessoais de todos os usuários bem como sua referência.
  • As outras pastas, não salvas (/bin /dev /lib /sbin /usr), não contém de configuração particular, eles diferem somente em função dos programas instalados. Se você instala um sistema, bem como programas que você tinha anteriormente, só deverá substituir os arquivos /etc, /boot e /home para salvá-los para encontrar seu sistema inicial.
  • Para restaurar sua configuração em caso de problema, você pode pegar um LiveCD (como aquele do Ubuntu, ou ainda Knoppix) e copiar os arquivos criados no diretório inicial correspondente. t

Veja também




Tradução feita por Ana Spadari

Veja também

Artigo original publicado por . Tradução feita por ninha25. Última modificação: 1 de junho de 2011 às 09:57 por ninha25.
Este documento, intitulado 'Backups automatizados da configuração', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM (br.ccm.net) ao utilizar este artigo.