As fontes nas páginas web

Novembro 2017


Quais são os limites do uso das fontes na web

Não parece, mas existe uma restrição ao uso de fontes na web. Esta limitação pode deixar o usuário sem visualizar a página que está tentando acessar. Se o site tiver sido criado com uma fonte que não existe no computador do usuário, a página não será exibida.

Se isso estiver acontecendo com você, baixe fontes que faltem no seu computador e atualize sempre que puder as fontes já presentes. Esta é a única maneira de garantir que as páginas aparecerão corretamente nos navegadores.

Assim sendo, ao criar uma página, blog, site etc, você deve fazer especificar as fontes (esperando que eles existam livremente para que os usuários possam baixá-las) e indicar também outros nomes de fontes alternativas (se possível, próximas das que você estiver usando).

Como acontece na prática

Supondo que você queira que a sua página seja exibida com a fonte Trebuchet MS, faça a especificação da seguinte maneira:
font-family: Trebuchet MS, Verdana, Arial, Helvetica, sans-serif
. Ao indicar Trebuchet MS, diga que a página será exibida com esta fonte. Se o usuário tiver esta fonte, ele vai abrir a página com ela. Se o usuário não tiver, o navegador tentará, sucessivamente, com cada uma das outras fontes informadas (Verdana, Arial etc), até encontrar uma que ele tenha e seja compatível.

Quais os tipos de fonte padrão

Existem três tipos de fontes padrão que todos os navegadores reconhecem:


Serif (fonte compatíveis com a serifa: Times New Roman no Windows, por exemplo);
Sans-Serif (fonte sem serifa, como a Arial no Windows);
Monospace (fonte com espaço fixo, como Courrier New no Windows).

Ao especificar as fontes a serem utilizadas, o ideal é sempre especificar uma destas três fontes genéricas. Peguemos o exemplo acima. Em
font-family Trebuchet MS, Verdana, Arial, Helvetica, sans-serif
, sans-serif é a fonte mais próxima da Trebuchet MS e permite (no pior dos casos) que você tenha uma página cuja aparência não se distancia muito do que você quer.

Como se apresentam os tipos padrão da fonte

Cada sistema operacional e navegador interpreta as fontes padrão de forma diferente. Vejamos como:

Serif: Times New Roman no Windows e Times no Mac;
Sans-Serif: Arial no Windows e Helvetica no Mac;
Monospace: Courier New no Windows, Courrier no Mac e VeraSans ou DejaVuSans no Linux.

Como as fontes aparecem nas páginas web

Veja a aparência dessas fontes no Windows (Internet Explorer):



No Windows, mas com o ClearType ativado:


No MacOS X (no Safari):


No Linux (Ubuntu) (no Firefox):


O que especificar na indicação de uma fonte

A forma de especificar as fontes vai depender da escolha de fonte original que você fez. Para fontes com serifa, especifique
Times New Roman, Times, serif
.

Para fontes sem serifa, especifique:
Verdana, Arial, Helvetica, sans-serif
(Verdana tem melhor legibilidade na tela comparada à Arial, embora haja controvérsias sobre o uso desta fonte).

Para fontes com espaço fixo:
DejaVu Sans Mono, Bitstream Vera Sans Mono, monospace
.

Saiba que as fontes podem pertencer a famílias: DejaVu e Vera são famílias de fontes com a licença OpenSource facilmente exibidas e que permitem, ao contrário da fonte Courier, distinguir o 0 do O e o 1 do I.

Saiba também que nem todas as fontes são livres. Elas podem ter licenças diferentes: freewares, OpenSource, shareware ou comercial (pagas).

Foto: © Pixabay.
Artigo original publicado por deri58. Tradução feita por pintuda. Última modificação: 1 de novembro de 2017 às 10:27 por Pedro.CCM.
Este documento, intitulado 'As fontes nas páginas web', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM (br.ccm.net) ao utilizar este artigo.