ASP - Active Server Pages - Introdução

Janeiro 2017


Apresentação das Active Server Pages




ASP ( Active Server Pages) é um padrão programado pela Microsoft em 1996 para desenvolver aplicações interativas na web, ou seja, o conteúdo é dinâmico . Assim, uma página web ASP (arquivo identificável pela extensão . asp </ ital>) terá um conteúdo que pode ser diferente, conforme certos parâmetros (informações armazenadas em um banco de dados, as preferências do usuário, etc), enquanto que uma página web "tradicional" (cuaj extensão é <ital>. htm ou . html) exibirá, continuamente, a mesma informação.

Na realidade, ASP é uma tecnologia, ou mais exatamente, um ambiente de programação, para representar, sob forma de objetos, as interações entre o browser do cliente, o servidor web, e as conexões aos bancos de dados (graaças ao ADO, ActiveX Data Objects) ou componentes COM</ital > (<ital> Component Object Model ). AsASPs são executadas no servidor (assim como os scripts CGI, PHP, etc) e não, do cliente (scripts escritos em JavaScript ou os applets java executados no navegador da pessoa conectada a um site).

As ASPs são integradas em uma página web HTML com tags especiais para que o servidor Web saiba que o código incluso nestas tags deve ser interpretado, a fim de retornar os dados (normalmente HTML) para o navegador do cliente.


Assim, as Active Server Pages aparecem em uma Arquitetura de 3 níveis. Este termo complicado significa que um servidor, que suporta as Active Server Pages, pode servir como intermediário entre o navegador do cliente e um banco de dados, permitindo um acesso transparente ao mesmo, graças à tecnologia ADO (ActiveX Data Objects), que fornece os elementos necessários para se conectar a um sistema de gestão de bancos de dados, à manipulação de dados através da linguagem SQL.

ASP et l\

Características das Active Server Pages


Inicialmente, as ASPs foram projetadas para operar no servidor Web da Microsoft chamado Microsoft IIS ( Internet Information Server ). Este servidor web, desenvolvido pela Microsoft em 1996, tem a vantagem de ser gratuito, ele é executado no sistema operacional Microsoft Windows NT.


No entanto, essa tecnologia proprietária já está disponível em outros servidores web além da Microsoft. Ele foi usado primeiro no servidor Netscape FastTrack pelo Chili!Software, e depois em outros servidores como o Apache, com o módulo Apache:: ASP, o que torna possível a criação de sites utilizando a tecnologia ASP em várias plataformas (Unix Linux, PowerPC, etc).

Objetos de base das Active Server Pages


As Active Server Pages baseiam-se nos objetos manipulados pelo servidor, para executar vários aplicativos. Os 7 objetos básicos são:

  • Aplicação: é o objeto que representa a aplicação web em si, isto é, um objeto que contém todas as informações compartilhadas pelos visitantes conectados à aplicação (número de usuários conectados simultaneamente, etc).
  • ObjectContext: ele pode controlar todas as eventuais transações com o servidor de transação da Microsoft (MTS, Microsoft Transaction Server).
  • Request: esse objeto é usado para recuperar as informações enviadas ao servidor na pesquisa HTTP do cliente.
  • Response : serve para criar e enviar a resposta HTTP para o cliente (navegador).
  • Server: contém informações exclusivas do servidor web.
  • Session: permite gerenciar as sessões do usuário, ou seja, manter as informações de uma página para outra.
  • ASPerror : o objeto ASPError recupera e define os erros que ocorreram durante a execução dos scripts ASP.

Mais informações




Tradução feita por Lucia Maurity y Nouira


Veja também

Publicado por pintuda. Última modificação: 10 de junho de 2011 às 07:16 por pintuda.
Este documento, intitulado 'ASP - Active Server Pages - Introdução', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM (br.ccm.net) ao utilizar este artigo.