Os malwares estão em forma

pintuda - 9 de maio de 2016 - 02:50

Os malwares estão em forma

A Microsoft mostrou o seu relatório sobre a segurança na web. E, como era de se esperar, a situação não melhorou.

(CCM) — Com mais de 91% dos computadores rodando no Windows, a Microsoft recolhe uma montanha de dados, principalmente no que se refere a malwares e phishing. Uma visão geral que permite aos especialistas em segurança de TI identificar as grande tendências atuais. Assim, o relatório semestral (em Inglês), com mais de 200 páginas, fala que, mais ou menos 20% dos computadores, ou seja, 1/5, estiveram em contato com um malware durante os últimos seis meses. No ano anterior, durante o mesmo período, apenas 15% tinha tido este problema. Porém, alguns países são mais vulneráveis do que outros. No Paquistão, na Indonésia ou em Bangladesh, mais de 50% dos computadores foram atacados em 2016. Sobre phishing, o relatório confirma que, na maioria dos casos, ele se “fantasia de banqueiro”. Uma técnica bem conhecida, mas ainda muito eficaz.



O relatório também revela que a geolocalização vem se tornando uma ferramenta de segurança vital, principalmente na nuvem e suas conexões maliciosas. Assim, mais de 10 milhões de ataques são bloqueados por dia, ou seja, 75% das tentativas.

A última informação interessante se refere à origem dos ataques. Como era de se esperar, é a Ásia que leva a medalha, com mais de 49% de malwares detectados. A América do Sul (20%) e a Europa (14%) completam o pódio. E, ao contrário do que se possa pensar, apenas 4% dos ataques veem da África.

Foto: © iStock.
Siga o CCM Brasil no Twitter
Adicionar comentário

Comentários

Comentar