A fase preparatória de um projeto


O que é a fase preparatória

De modo geral, utilizamos o termo anteprojeto para designar o conjunto das etapas de planejamento necessárias para o lançamento de um projeto. Trata-se de definir precisamente a natureza do projeto para chegar à criação de documentos contratuais (preparação de um contrato) que permitem comprometer o contratado e o cliente para iniciar o projeto. Assim sendo, esta fase formaliza a decisão de começar o projeto.

Como decidir se o conceito do projeto é viável

Esta etapa preliminar permite que as partes estudem as solicitações do projeto e decidam se o conceito é viável, ou não. Esta primeira etapa tem por objetivo validar o pedido do cliente em relação aos objetivos gerais da organização.

Ela consiste em definir o alcance do projeto, principalmente na definição dos clientes finais, ou seja, aqueles a quem o trabalho se destina. Nesta fase do projeto, é muito importante dar lugar aos clientes nas considerações gerais.

Durante a fase de estudo de oportunidades, as necessidades gerais do cliente devem ser identificadas. É necessário verificar se elas correspondem a uma expectativa de todos os clientes a que estão destinadas e se levam em conta prováveis evoluções das necessidades.

O estudo de oportunidades conduz à redação de um documento chamado nota de alcance, validada pela equipe de controle do projeto (eventualmente pelas equipes de tomadas de decisão, segundo o objetivo do projeto). Consequentemente, a nota de alcance é o produto final do estudo de oportunidades e oficializa a intenção do projeto. Após a formalização, o a equipe de controle deve designar um diretor do projeto e estabelecer suas cláusulas. A nota de designação é o documento que formaliza a missão do responsável pelo projeto.

Como é feito o estudo de viabilidade

O estudo de viabilidade analisa a viabilidade econômica, organizacional e técnica do projeto:

Análise das necessidades: começando com o resumo das necessidades, é muito importante fazer uma estimativa geral do custo de investimento e funcionamento do projeto (em termos de recursos materiais e humanos), prazos e eventuais lucros gerados pelo investimento. Baseando-se nestas estimativas, pode-se determinar se o projeto será tocado ou não. Se sim, deve-se criar uma organização metodológica para o mesmo.

Estudo de casos: o estudo de viabilidade deve projetar várias situações. Cada caso permite avaliar os riscos do projeto e deve vir acompanhado de um balanço provisional com custos e vantagens da situação. Essa etapa inclui um produto pronto e um arquivo de viabilidade, que é entregue à equipe de controle para que cada situação seja avaliada.

O estudo detalhado

A análise das necessidades realizada no anteprojeto inclui apenas os processos mais importantes do mesmo. É necessário fazer um estudo mais profundo das necessidades para que o cliente e o contratante possam chegar a um acordo sobre um documento contratual. Este é o estudo preliminar, também conhecido como concepção global. Nesta fase, é fundamental garantir que as necessidades sejam expressas em termos puramente funcionais e, não, em termos de soluções. A análise funcional das necessidades permitirá que as partes deem lugar às funcionalidades necessárias para o trabalho.

A análise funcional conduz à redação de um documento que define a necessidade de forma funcional (independentemente de qualquer solução técnica). Este documento é chamado de especificações funcionais, também conhecido como documento de design ou processo de concepção. As especificações permitem que o cliente expresse suas necessidades em termos funcionais, além de esclarecer as limitações do contratante. Assim sendo, as especificações funcionais constituem um documento contratual entre o contratante e o cliente.

O estudo técnico

O estudo técnico é a fase de adaptação da concepção para a arquitetura técnica escolhida, descrevendo e documentando, ao mesmo tempo, o funcionamento de cada unidade do software.

A apresentação do estudo técnico é o que chamamos de Termos Técnicos do Contrato (TTC) ou especificações detalhadas.

O estudo detalhado pode vir acompanhado da criação de uma maquete ou protótipo, para que os representantes dos clientes verifiquem se a solução escolhida atende as suas expectativas.

Veja também

Este documento, intitulado 'A fase preparatória de um projeto', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM (br.ccm.net) ao utilizar este artigo.