Recursos Humanos: as implicações dos métodos Agile na empresa

De acordo com o Agile manifesto, realizado por especialistas no desenvolvimento de aplicativos informáticos para a empresa, existem dois métodos para promover o bom desenvolvimento de um ambiente de trabalho. Estes métodos concernem os métodos da gestão de projetos e os métodos ágeis.

Para esses especialistas, os ciclos de vida dos produtos tradicionais são obsoletos, não se adaptam mais às necessidades específicas do desenvolvimento de TI e retardam o processo de produção. Percebendo essa situação, eles desenvolveram novos métodos, ditos ágeis, baseados em 4 valores e 12 princípios, todos listados no Agile manifesto, colocando o cliente final no coração do processo de desenvolvimento, priorizando a flexibilidade da ação promovendo o sucesso do projeto na capacidade das partes interessadas para se comunicar entre si.

O objetivo dos métodos Agile é reduzir o tempo necessário para concluir os projetos e satisfazer o cliente o mais rapidamente possível, mesmo que isso signifique fazer entregas de produtos incompletas, mas operacionais, ou seja, uma versão mínima terminada, em seguida, entregas por etapas. Veja isso no documento indicado acima, onde pode-se conferir algumas boas práticas para o uso de métodos Agile na empresa. Saiba, no entanto, que isso requer uma pequena preparação, especialmente em termos de recursos humanos e gerenciamento de projetos.


Os valores e princípios dos métodos Agile

Os valores

São 4 valores que norteiam os métodos Agile: os indivíduos e interações ao invés de processos e ferramentas; o desenvolvimento de software no lugar de uma documentação exaustiva; a colaboração com o cliente substituindo a negociação contratual; a abertura às mudanças em detrimento de planos rígidos

Os princípios

O sucesso da prática de métodos ditos Agile depende de, no mínimo 12 princípios:
satisfazer o cliente rapidamente com entregas funcionais e úteis; não hesitar em operar uma mudança no andamento do projeto; impor-se uma entrega a cada duas semanas a dois meses; iniciar colaborações diárias entre os produtores e os desenvolvedores; envolver funcionários motivados; privilegiar a conversa direta para transmitir uma informação; contabilizar as etapas somente quando estiverem realmente concluídas de fato (e não quase terminadas); trabalhar num ritmo sustentável, sem arriscar a perda da qualidade do produto; estar atentivo a qualidade da concepção e da técnica; simplificar o trabalho ao máximo e abolir as tarefas parasitas; promover a auto organização das equipes; fazer reflexões conjuntas e regulares visando a melhoria do processo de produção.

Quais são os pré-requisitos e as condições inevitáveis para trabalhar de acordo com os métodos Agile

Tipos de projetos

Cada etapa é sancionada por uma fase de teste. Portanto, é essencial que o produto, o serviço ou o aplicativo possam ser facilmente testados. Este é o caso de todos os desenvolvimentos informáticos, que podem ser rodados facilmente, mesmo sem estarem concluídos. Por outro lado, os métodos Agile são menos adequados aos projetos que exigem protótipos de equipamentos onerosos. Mesmo que, fora do setor a informática, isso pode ser feito, como é o caso da indústria aeronáutica, por exemplo, um cockpit pode ser entregue por etapas, a primeira sendo um modelo de papelão.


O método Agile é ideal para projetos inovadores, criativos ou particularmente complexos, mas menos para projetos repetitivos.

Escolha das equipes

Se você decidir desenvolver projetos Agile em sua empresa, você deve escolher as equipes certas, porque é preciso adaptabilidade, capacidade de comunicação e flexibilidade por parte das partes interessadas.


Para o recrutamento externo das equipes deve ser exigido essas mesmas qualidades, apontadas acima, de todos os membros, antes da exigência técnica ou do tempo da experiência no setor, por exemplo.

Se o projeto se desenvolver internamente e sem recrutamento, é necessário a formação das equipes nos métodos Agile antes de iniciar o projeto. Os funcionários resistentes a essas formas de trabalho, ligados aos métodos mais tradicionais, resistentes à mudança, serão difíceis de integrar em um projeto Agile.

Organização da gestão

O desafio com esses métodos é suscitar a autonomia das equipes, reduzindo o gerenciamento ao máximo, daí a necessidade de treinamento e preparação. A motivação individual deve ser a prioridade para um objetivo comum, o sucesso do projeto. Ferramentas de motivação financeira devem ser pensadas.


A equipe pode ser animada por uma pessoa, mas em nenhum caso vai tratar-se de um superior. Seu papel é o de garantir o sucesso do projeto e o respeito dos princípios e valores dos métodos. Na verdade, ele será um facilitador, organizador dos momentos de interatividade, protetor da equipe quando confrontada com acontecimentos perturbadores e formador nos métodos Agile. Ele não é um chefe de projeto.
Foto: © Pixabay.
Artigo original publicado por Jérôme Perrier. Tradução feita por ninha25. Última modificação: 2 de março de 2018 às 07:08 por ninha25.
Este documento, intitulado 'Recursos Humanos: as implicações dos métodos Agile na empresa', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM (https://br.ccm.net/) ao utilizar este artigo.
Qual o uso da inteligência artificial para a empresa
Software de aluguel para a empresa