6
Obrigado

Algumas palavras de agradecimento nunca são demais.

TikTok: conheça o aplicativo que se tornou um fenômeno mundial

Anteriormente chamado de Musical ly, o TikTok é hoje um dos apps mais baixados. Com um público bem jovem, TikTok foi identificado, em recente artigo no NY Times, como um fenômeno que está fazendo jovens e adolescentes se viciarem em smartphones. Entenda as causas e consequências do fenômeno TikTok.


Como nasceu o TikTok

Fenômeno geracional nasceu da marca Musical.ly, rede social chinesa que foi comprada em 2018 pela também chinesa ByteDance, que já desenvolvia o serviço concorrente TikTok. A fusão entre Musical.ly e TikTok foi então oficialmente registrada e os 100 milhões de usuários do Musical.ly migraram para o aplicativo substituto, TikTok, a partir de primeira atualização. Contas, perfis e vídeos foram mantidos.

Como o TikTok funciona

Como qualquer aplicativo, deve ser baixado na loja do sistema operacional da marca de smartphone ou tablet do usuário. TikTok em si é uma plataforma através da qual os usuários, incluindo muitos adolescentes, se filmam fazendo karaokê ou dançando músicas famosas.

O serviço se estende a outros tipos de conteúdo, como enquetes, receitas culinárias ou dicas de maquiagem, tudo em vídeos curtos de até quinze segundos. O TikTok faz tanto lembrar o Instagram com seus influenciadores e hashtags, quanto o Snapchat, com seus filtros visuais. Poderia se dizer que é uma mistura dos dois.

Por que o TikTok é tão popular?

Segundo Arthur Igreja, professor da Fundação Getúlio Vargas (FGV) e especialista em Tecnologia e Inovação, as razões são várias. A principal é essa onda crescente do vídeo, que é algo que não é novo, mas que se potencializou com o Instagram, especialmente com os vídeos curtos (Stories), seguindo uma tendência que veio do Snapchat.


“Essa é uma tendência muito grande, e o aplicativo TikTok está aproveitando esse boom. Porém, ele traz uma série de recursos adicionais que explicam em grande parte o sucesso. Um deles é a inteligência artificial”, explica Igreja.

Para o professor da FGV, enquanto no Instagram o mecanismo ainda é muito parecido com o Facebook, onde o usuário curte as páginas e vai atrás dos conteúdos, o aplicativo chinês faz o oposto. O TikTok usa a AI para trazer conteúdo ao usuário. “Então, diria que no TikTok tem uma mistura muito inteligente de Instagram com Youtube”, acrescenta Artur Igreja.

TikTok: uma bomba viral

Um componente comportamental adicional é o fato do app permitir fazer dublagem e, sobretudo, estar muito ligado ao humor e música, ou seja, os vídeos são, basicamente, um meme da própria pessoa. Isso traz bastante engajamento e atrai a atenção dos mais jovens.

“Fazendo um comparativo, há 20 anos, as pessoas tinham vergonha de tirar fotos e ficar postando fotos nas plataformas que estavam disponíveis na internet, e hoje, grande parte do público está se expondo. Todos os recursos do TikTok fazem com que ele seja atrativo e se torne uma bomba viral”, avalia Artur Igreja, especialista em Tecnologia e Inovação da FGV.

TikTok faz sucesso no Brasil?

Brasil era um dos cinco maiores países em termos da base de usuários do Musical.ly. Portanto, quando o aplicativo virou TikTok, uma grande base de usuários migrou para o novo fenômeno. E não há dúvida que a estratégia do grupo ByteDance é criar maneiras de atrair criadores de conteúdo para a plataforma.

Esses projetos permitem ao usuário se destacar em um rico e variado universo. “O público hoje deseja conteúdos rápidos e que tenham resoluções mais rápidas ainda. Isso faz o formato (do TikTok) ser super bem aceito”, diz Denis Souza, editor-chefe do site ‘Republika POP’.

Para o especialista Artur Igreja, os chineses tendem a ter mais fidelidade aos aplicativos desenvolvidos no país, caso do TikTok. Nos EUA, foi a partir do final de novembro de 2018 que o app começou a ser muito baixado. Já no Brasil, essa onda está começando agora. “No Ocidente, o Instagram está muito mais consolidado (em comparação ao TikTok)”, afirma Igreja.

O TikTok atrai só os mais jovens?

Para Denis Souza, a facilidade e as "pilulas" de conteúdo fazem com que seja algo de consumo rápido, algo que os mais jovens, especialmente nos EUA e no Brasil, apreciam muito. Entretanto, de acordo com o professor Artur Igreja, na China, o número de usuários idosos é muito alto.

“Atualmente, 9% de todo do tráfego da internet chinesa se dá dentro do TikTok. Na China existem até mecanismos de bloqueio do usuário por excesso de uso. E ele está muito ligado a esse comportamento de exposição, de formação de redes e de poder interagir com os amigos e os usuários passam um número crescente de horas on-line”, conta o professor da FGV.

Em suma, grande parte do que os usuários buscam no TikTok é a interação em rede, curtindo os conteúdos dos outros e produzindo conteúdo para se expor. No entanto, segundo o especialista, a diferença é que enquanto o público idoso consome conteúdo de forma mais passiva, os jovens querem ser parte ativa da rede de conteúdo.

TikTok é um fenômeno duradouro?

“É absurdamente difícil saber se é algo efêmero ou duradouro. Diria que o aplicativo está com taxas de download altíssimas e já criou uma comunidade maior do que o Twitter, que é considerado um marco na internet”, diz Igreja, da FGV.

O professor acrescenta que a única certeza que temos sobre essas plataformas é que elas têm um período de ascendência, atingem um pico e, se não se renovarem, comprarem ou incorporarem outras plataformas, entram no período de declínio. “Nada é genuinamente duradouro na internet, salvo o Google. Até o Facebook está passando por esse processo, tendo comprado o WhatsApp e o Instagram”, acredita o especialista.

Já para Denis Souza, do ‘Republika POP’, trata-se de uma febre. “Tal qual foi seu antecessor de maior sucesso, o VINE, assim que surgir algo novo, com uma funcionalidade exclusiva e nova, a onda de usuários do TikTok muda”, aposta o Souza.

Foto: © TikTok Bytedance.

Veja também

Publicado por . Última modificação: por Bruna de França.

Este documento, intitulado 'TikTok: conheça o aplicativo que se tornou um fenômeno mundial', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM (https://br.ccm.net/) ao utilizar este artigo.

0 Comentário