Limitar os efeitos da eletricidade estática

Faça uma pergunta

Proteja-se dos efeitos nocivos da eletricidade estática


Quem tem carro já teve essa experiência, um dia, com mais freqüência no inverno e com tempo seco, aquele pequeno choque, que apreendemos, ao tocar uma maçaneta...

O fenômeno também é conhecido no mundo da informática e representa um sério problema para as linhas de montagem de computadores. Isto se confirma, principalmente, em uma sala com carpete, o que acentua o fenômeno.
Normas rigorosas são publicadas pelos operadores, em cadeia, e uma organização internacional reúne empresas envolvidas nesta questão:
  • O EDSA (Electrostatic Discharge Association) reúne quase cem empresários do setor industrial.


Ainda de acordo com esta organização, quase 20% dos defeitos dos componentes eletrônicos, novos em folha, são devidos à eletricidade estática.

Acabar com a eletricidade estática


Durante a montagem de um computador pessoal, é imperativo considerar esta questão, para preservar a integridade dos seus componentes.
Antes de mexer nas partes sensíveis, ou seja, todos os elementos com circuitos impressos: placa-mãe, placa gráfica, CPU, etc...., você deve descarregar a eletricidade estática tocando na massa de um fio de terra ou no radiador de calefação central (ou qualquer parte metálica condutora e ligada ao solo). Saiba que existem pulseiras antiestáticas constituídos de uma alça para prender em um dos seus punhos, e de um cabo espiral terminado por uma pinça de crocodilo a ser fixado em uma massa (radiador metálico, tubulação, etc.). Assim, não há necessidade de descarregar a eletricidade estática.

Link: http://www.esda.org/index.htm


Jean-François Pillou

Nosso conteúdo é produzido em colaboração com especialistas em tecnologia da informação sob o comando de Jean-François Pillou, fundador do CCM.net e diretor digital do Grupo Figaro. CCM é um site sobre tecnologia líder em nível internacional e está disponível em 11 idiomas.

Mais informações sobre a equipe do CCM