Como reagir com emojis às mensagens no WhatsApp

O WhatsApp liberau a função de reagir às mensagens utilizando emojis. A novidade, há muito pedida pelos usuários, chega ao aplicativo de mensagens após cerca de sete meses desde o início de seu desenvolvimento. Veja, a seguir, como fazer para reagir com emojis no WhatsApp.

Com a novidade de reagir a comentários no WhatsApp com emojis, os usuários agora podem usar seis carinhas diferentes: curtida, coração vermelho (amei), “chorando de rir”, surpreso, triste e “grato” (com as duas mãos juntas).

A atualização, ainda disponível para um número limitado de usuários da versão beta do aplicativo, já está fazendo sucesso entre os usuários do WhatsApp e, em breve, deve chegar a todas as pessoas, nas plataformas Android ou iOS.

Como adicionar reação às mensagens do WhatsApp

Para adicionar uma reação no WhatsApp, o usuário precisa tocar e manter o dedo por um curto período de tempo na mensagem. Então, os emojis serão exibidos.

Feito isso, é só clicar na carinha que você desejar. É importante destacar que, quando uma reação é feita a uma mensagem, os usuários também podem conferir a quantidade recebida.

Como funciona a reação com emojis chega ao WhatsApp

Disponível para todos os usuários de Android e iOS, a novidade, uma das mais pedidas, permitirá que as pessoas expressem seus sentimentos por meio de reações a mensagens, links, fotos e vídeos nos chats individuais ou em grupo.

Veja, no GIF abaixo, como funciona a resposta com emojis no WhatsApp:

A reação do usuário é acompanhada de uma pequena animação com o emoji saltitante. Cada uso será exibido na parte inferior direita da mensagem, com um pequeno contador quando houver mais de uma reação igual.

Foto: © Anton/ Pexels

Veja também
Este documento, intitulado 'Como reagir com emojis às mensagens no WhatsApp', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM (br.ccm.net) ao utilizar este artigo.

Assine nossa newsletter!

Assine nossa newsletter!