Comentar

Telegram é bloqueado na Rússia

MarinaShimamoto - 13 de abril de 2018 - 16:03
Telegram é bloqueado na Rússia
Rússia ordena bloqueio imediato do mensageiro após empresa negar liberar dados de usuários para investigação.

Читайте на русском


(CCM) — Nesta sexta-feira (13) o Telegram teve seus serviços estão bloqueados na Rússia. A empresa vem brigando numa intensa batalha com o governo russo após se negar a liberar as chaves de criptografia do aplicativo para autoridades do país. A dona do app já havia perdido um recurso na Suprema Corte russa. No entanto, ela decidiu continuar mantendo a segurança e privacidade de seus usuários e não entregou o material solicitado pelas autoridades.

Com isso, o órgão que regulamenta as comunicações no país europeu Roskomnadzor conseguiu na justiça uma ordem de bloqueio imediato do serviço para todo o território.

Segundo as autoridades, as justificativas são as mesmas já vistas em outros momentos e com outros serviços de mensagens. Ou seja, o pedido se deve pelo fato de investigações apontarem o uso do app por parte de bandidos e terroristas.

De acordo com o Serviço Federal de Segurança (FSB), o Telegram teria sido utilizado por um terrorista que se explodiu em um metrô em abril de 2017 e matou 15 pessoas.

A agência de inteligência do país chegou até a divulgar a informação indicando que era preciso ter acesso aos dados dos usuários para comprovar o que de fato teria acontecido. Entretanto, o advogado da empresa afirmou que a requisição das autoridades não tem fundamento e que a solicitação é inconstitucional.

Vale lembrar que, recentemente, o Telegram divulgou que sua plataforma é utilizada mensalmente por 200 milhões de pessoas em todo o mundo. Isso significa, segundo a companhia, um aumento na dimensão dos problemas de privacidade, que se daria caso houvesse a entrega das chaves de criptografia para qualquer governo ou organização.

Foto: © Twin Design - Shutterstock.com
Adicionar comentário

Comentários

Comentar a resposta do usuário anônimo