Comentar

Chinesa ZTE pode ficar sem sistema Android

MarinaShimamoto - 19 de abril de 2018 - 14:17
Chinesa ZTE pode ficar sem sistema Android
Empresa não pode mais importar componentes dos EUA e Google estuda se proibição incide sobre sistema operacional.

(CCM) — Recentemente, a fabricante de smartphones chinesa, ZTE, foi proibida de importar peças (como os chips da Qualcomm) dos Estados Unidos pelo Departamento de Comércio do país. A proibição, que vale por sete anos, foi aplicada como uma punição pela empresa ter desrespeitado um acordo com o governo norte-americano.


Esse cenário afeta de forma muito grave a companhia, principalmente seu portfólio de produtos. Mas as coisas ainda podem piorar, uma vez que a ZTE também corre o risco de perder a licença para utilizar o Android. Isso porque a Google estuda se o veto comercial inclui também os softwares norte-americanos e se o sistema operacional se encaixa nesse contexto - caso a proibição se estenda ao Android, a ZTE terá sérios problemas em manter sua linha de produção de celulares.

A ZTE foi boicotada pelo governo norte-americano após falhar em punir os indivíduos envolvidos em uma venda ilegal de dispositivos de telecomunicações para o Irã e a Coreia do Norte. Além de ter demitido apenas quatro colaboradores que participaram da manobra, a empresa forneceu bonificações e manteve mais de 35 envolvidos com o caso dentro de seu quadro de funcionários.

Foto: © Kobby Dagan - Shutterstock.com
Adicionar comentário

Comentários

Comentar a resposta do usuário anônimo