Tela holográfica no celular é adiada

MarinaShimamoto - 2 de maio de 2018 - 13:50

Tela holográfica no celular é adiada

RED anunciou mais uma mudança na data de lançamento da tecnologia, que agora será somente no final de 2018.

(CCM) — Segundo um comunicado do fundador da RED, Jim Jannard, em uma postagem feita no fórum oficial da empresa, a companhia adiou mais uma vez o lançamento do Hydrogen. O dispositivo tem como principal destaque a presença de uma câmera potente e de uma tela holográfica que é capaz de reproduzir conteúdo com profundidade como em uma exibição em 3D, segundo informações da empresa.



A RED é uma tradicional fabricante de câmeras digitais e anunciou em julho de 2017 a sua entrada no mercado de smartphones com o Hydrogen. Inicialmente, o parelho seria lançado no primeiro trimestre de 2018, depois passou para agosto e agora, oficialmente, para o final de 2018.

Ainda segundo a postagem de Jannard, o Hydrogen chegará ao mercado com dois pares de câmera, um na parte frontal e outro na parte traseira.O projeto original previa uma lente em cada face, o que poderia ser ampliado apenas com a utilização de módulos extras acoplados à peça.

As especificações do dispositivo confirmada pela RED por enquanto são a tela de 5,7 polegadas, USB-C, áudio multidimensional e suporte para cartão microSD. A expectativa do mercado é que o modelo chegue com bateria de 4.500 mAh e processador Snapdragon 835X.

O Hydrogen estrará disponível em duas versões: uma de alumínio com preço de 1,2 mil dólares (R$ 4,2 mil) e outra, de titânio, com preço oficial de 1,6 mil dólares (R$ 5,6 mil).

Foto: © red.com
Adicionar comentário

Comentários

Comentar a resposta do usuário anônimo