Comentar

Primeiro Spam foi enviado há 40 anos

MarinaShimamoto - 3 de maio de 2018 - 15:11
Primeiro Spam foi enviado há 40 anos
Atualmente, estima-se que ao menos 85,23% dos e-mails trocados diariamente em todo o mundo sejam spam.

(CCM) — Tudo começou dia 3 de maio de 1978. Nesse dia, o marqueteiro norte-americano Gary Thuerk, que trabalhava para uma empresa de computadores, disparou um material de divulgação para 393 clientes em potencial utilizando a Advanced Research Projects Agency Network (ARPANET), uma versão pré-histórica da internet.


Hoje, estima-se que cerca de 85,23% dos e-mails trocados diariamente em todo o mundo são spam, felizmente, só 2% do spam global contém malwares e outros scripts maliciosos.

A situação vem piorando desde 2003, quando botnets (redes de computadores escravizados) passaram a ser utilizadas para realizar disparos. Atualmente, o 'rei do spam' são os Estados Unidos, seguidos pela China, Rússia e Ucrânia. O Brasil, felizmente, se encontra em sétimo lugar na lista atualizada do site Spamhaus. Mas há alguns anos, nosso país disparou para o topo do ranking, tendo gerado nada menos do que 7,7 trilhões de mensagens não-solicitadas em 2009.

O spam como conhecemos hoje só virou moda mesmo depois de 1994, quando uma dupla de advogados começou a disparar mensagens publicitárias para seus clientes. Ninguém sabe como surgiu o termo spam. Uma das teorias é que o nome vem de um alimento homônimo que fez sucesso no Reino Unido depois da Segunda Guerra Mundial. Outras afirmam se tratar de uma sigla para 'Stupid Pointless Annoying Messages' ('Mensagens Estúpidas, Irritantes e Sem Sentido') ou 'Sending and Posting Advertisement in Mass' ('Enviar e Publicar Publicidade em Massa').

Foto: © Marco Rullkoetter - Shutterstock.com
Adicionar comentário

Comentários

Comentar a resposta do MarceloCampelo