Comentar

WhatsApp investe contra fake News

MarinaShimamoto - 4 de julho de 2018 - 14:01
WhatsApp investe contra fake News
Aplicativo anunciou a criação de uma bolsa de estudos a pesquisadores com o foco em detectar notícias falsas.

(CCM) — Acompanhando uma tendência mundial de combate às notícias falsas que se proliferam em todo o mundo na internet, o WhatsApp anunciou a criação de uma bolsa de estudos no valor de 50 mil dólares (R$ 195 mil). A iniciativa é global e faz parte da estratégia da companhia de investir cada vez mais no desenvolvimento de alternativas que impeçam a distribuição das chamadas fake news.


A bolsa é direcionada a pesquisadores e o objetivo é entender esse movimento mundial e, principalmente, criar opções para combater a proliferação dos boatos, sem prejudicar a privacidade dos usuários da rede de mensagens. Uma edição experimental do WhatsApp para o sistema Android já mostra quando a mensagem é encaminhada, o que torna possível verificar a autoria do conteúdo enviado em grupos e conversas individuais.

Atualmente, o WhatsApp possui aproximadamente 120 milhões de usuários no Brasil, o que o coloca na liderança do ranking de aplicativo de mensagens no país, o que, ao mesmo tempo, o torna um grande disseminador de notícias falsas. Um estudo realizado pelo Monitor do Debate Político no Meio Digital da Universidade de São Paulo (USP) mostra, por exemplo, que 1.145 pessoas entre 2.520 entrevistados (51%) alegaram ter recebido notícias falsas sobre a morte da vereadora Marielle Franco, em março deste ano.

Um problema encontrado para a verificação de notícias no WhatsApp é a criptografia presente no aplicativo desde abril de 2016. Na prática, o recurso impede que as mensagens de usuários sejam lidas por pessoas que não estejam participando das conversas ou do grupo.

Foto: © tanuha2001 - Shutterstock.com

Adicionar comentário

Comentários

Comentar a resposta do usuário anônimo