Comentar

Falha de segurança no Fortnite para Android

Falha de segurança no Fortnite para Android
Google detectou problemas no instalador do jogo que deixa celulares vulneráveis à invasão de programas maliciosos.

(CCM) — Parece que a briga entre a Google e a Epic Games entrou em um novo capítulo. No último dia 15, a dona do sistema Android entrou em contato com a desenvolvedora do game Fortnite, um dos mais populares do mundo atualmente, para informar ter descoberto uma falha no instalador do jogo, que deixava os celulares vulneráveis à instalação de programas maliciosos.

Isso porque os usuários do Android não baixam o jogo diretamente. É preciso instalar primeiro um aplicativo chamado Instalador do Fortnite, que só então baixa e instala o arquivo APK do game no celular. Essa brecha permitia que o processo do instalador fosse utilizado para fazer o download de qualquer outro programa, já que a única verificação de autenticidade envolvia checar se os pacotes de dados vinham com o nome com.epicgames.fortnite.

Depois de receber o comunicado da falha do Google, a Epic Games corrigiu o problema em 48 horas e lançou uma atualização para o instalador com a solução. A desenvolvedora pediu para que a Google aguardasse um período de 90 dias para divulgar o erro na segurança, porém o anúncio foi feito sete dias após o lançamento da atualização - o que está de acordo com a sua política de segurança da companhia.

Claro que isso gerou um novo desconforto entre as companhias. Em um comunicado, o diretor-executivo da Epic Games, Tim Sweeney, afirmou que a Google foi irresponsável ao revelar os detalhes técnicos da falha antes que muitos usuários tivessem tempo de atualizar seus dispositivos e disparou, "os esforços de análise de segurança do Google são bem-vindos e beneficiam a plataforma Android. No entanto, uma companhia poderosa como ela deveria praticar um tempo de divulgação mais responsável".

Em resposta, a Google divulgou a seguinte nota: "A segurança dos usuários é nossa principal prioridade e, como parte do nosso monitoramento em busca de malwares, identificamos uma vulnerabilidade no instalador do Fortnite. Nós imediatamente notificamos a Epic Games e eles corrigiram o problema."

Esse cenário de desentendimentos começou no lançamento do game Fortnite no mundo mobile. A Epic Games decidiu não oferecer o jogo na Play Store por não concordar com a taxa de 30% cobrada pela Google sobre as transações realizada em sua loja. Dessa forma, para ter acesso ao jogo, o usuário que possui o sistema operacional Android precisa baixar o arquivo de instalação do game no site da desenvolvedora. Parece que a Google ainda não digeriu direito essa decisão.

Foto: © Epic Games.
Adicionar comentário

Comentário

Posts
3
Data de inscrição
sexta 7 de setembro de 2018
Status
Membro
Última visita
7 de setembro de 2018

Como configurar o idioma no Facebook